• Famoso investidor explica três coisas que farão o Bitcoin chegar a US$ 20 mil
  • Michael Novogratz acredita que criptomoeda tem potencial ausente no ouro
  • BTC poderia chegar a US$ 14 mil em três meses

O Bitcoin ainda não conseguiu superar de vez a resistência na casa dos US$ 11.000-US$ 11.200. No entanto, um famoso investidor acha que isso é temporário. Para Michael Novogratz, o BTC caminha para US$ 20.000 ainda em 2020. Na cotação de hoje, o preço equivaleria a mais de R$ 100 mil.

O investidor defende que a subida do Bitcoin é apoiada por três fatores. Primeiro, há a injeção de liquidez feita por governos para conter a crise.

Ele diz acreditar que a liquidez tem tudo para continuar aumentando. “Não parece que o Federal Reserve vai aumentar os juros”, declarou à TV americana CNBC.

Além disso, Novogratz concorda com a avaliação de que há atualmente um fluxo significativo de investidores de varejo para o Bitcoin.

Investidores acostumados a colocar dinheiro em ações teriam sido levados fortemente ao ouro e ao Bitcoin nos últimos dias.

Segundo ele, o movimento poderá levar o BTC facilmente a US$ 14.000 nos próximos três meses e a US$ 20.000 até o final do ano.

Participe da nossa Comunidade de Trading no Telegram para acessar sinais exclusivos de negociação, conteúdo educacional, discussões e análises de projetos!

Adoção ao Bitcoin é chave

O Bitcoin vem crescendo em conjunto com o ouro. Mas, Novogratz aponta que há um fator que favorece a criptomoeda.

Isso porque, ao contrário do ouro, que é estabelecido desde sempre nos portfólios de investidores, o Bitcoin ainda tem alto potencial de adoção.

Ele pondera que os traders de Wall Street ainda podem demorar um pouco para se acostumarem com os negócios no mundo das criptomoedas.

No entanto, Michael Novogratz já perceber um movimento considerável de investimento institucional a caminho do BTC.

O ouro existe há 3.000 anos. É muito fácil comprar. [Mas] Há um jogo de adoção no bitcoin que você não tem em ouro.

Paulo Alves Jornalista

Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Desde 2013, colaboro regularmente com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das criptomoedas principalmente na cobertura de ataques cibernéticos e golpes no Brasil. Escrevo para o BeInCrypto desde abril de 2020.

Seguir o Autor

Quer saber mais?

Entre para o nosso Canal do Telegram e receba sinais de trade, um curso gratuito de trade e comunicação diária com entusiastas de cripto!

Esse site usa cookies.
Clique aqui para aceitar o uso desses cookies. Veja nossa Política de Cookies

Estamos discutindo isso em nosso Canal de Telegramas

Junte-se a

Sinais diários, análises Bitcoin e chat de traders. Junte-se ao nosso Telegram hoje!

Vamos lá

We are discussing it in our Telegram Channel

Join

We are discussing it in our Telegram Channel

Join