5 exchanges centralizadas que apoiam a revolução DeFi

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • O espaço das exchanges de criptomoedas está lentamente se direcionando para a descentralização.

  • À medida que isso acontece, várias exchanges descentralizadas estão vendo um aumento no volume de negociações.

  • O BeInCrypto mostra quais são as exchanges centralizadas que abraçam esta mudança de mercado.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Embora as exchanges centralizadas (CEX) sejam competidoras naturais das exchanges descentralizadas (DEX), em vez de suprimir seu surgimento, várias CEXs estão sendo bem receptivas ao novo estilo de negócio, bem como o amplo movimento DeFi.



1. Binance

A Binance, maior exchange de criptomoedas do mundo em volume, lançou em setembro do ano passado a Binance Smart Chain (BSC), um ecossistema de blockchain desenvolvido para explorar as finanças descentralizadas (DeFi).

A BSC permite que os desenvolvedores criem aplicativos, como DEXs, diretamente na sua rede. A grande vantagem da rede da Binance é que ela é que suas taxas são mais baratas que suas concorrentes. No ano passado, o custo para DEXs operando na BSC foi até 49 vezes mais barato do que DEXs baseadas na rede Ethereum.



A rede também permite que os usuários façam staking de Binance Coin (BNB), a criptomoeda nativa da exchange, em troca de juros.

2. Bitfinex

Bitfinex, considerada no passado a maior bolsa de criptomoedas do mundo em volume, é veterana no espaço descentralizado. 

Em setembro de 2018, a plataforma lançou o Ethfinex Trustless, um mercado totalmente descentralizado para tokens ERC-20, baseados na rede Ethereum. A Bitfinex promoveu a DEX como a primeira corretora “confiável”, apoiada por um importante player no mercado de criptomoedas.

Três anos depois, a Ethfinex evoluiu para DeversiFi, uma ramificação independente que atualmente lidera o mercado.

3. Huobi

No ano passado, a Huobi, uma das principais exchanges de criptomoedas da China, lançou sua própria blockchain pública chamada Huobi Chain.

A Huobi lançou a plataforma para explorar o espaço DeFi, oferecendo uma rede que tinha uma ambição específica de fornecer uma cadeia de alto desempenho para a infraestrutura financeira de ativos digitais.

Os desenvolvedores podem construir seus próprios blockchains e DEXs no ecossistema. Além disso, podem também lançar seus próprios tokens e oferecer serviços de empréstimo.

“Com a Huobi Chain, queremos fornecer uma estrutura descentralizada que facilite a colaboração em todo o setor, o que é fundamental para a ampla adoção do DeFi.”

Ciara Sun – Vice-presidente de negócios globais da Huobi

4. OKEx

A  OKEx, outra plataforma chinesa, lançou em dezembro do ano passado a mainnet do seu projeto DeFi, chamado OKExChain. 

Assim como a Huobi Chain citada anteriormente, OKExChain oferece um ecossistema de blockchain que permite aos desenvolvedores construir uma variedade de aplicativos descentralizados, como DEXs.

No entanto, OKExChain também conta com um sistema de governança descentralizado, permitindo que os usuários impactem diretamente o desenvolvimento futuro do ecossistema.

A rede também permite que os usuários criem e listem suas próprias criptomoedas na OKEx DEX, uma exchange descentralizada desenvolvida pela OKEx, que também oferece negociação de derivativos.

5. Poloniex

Por fim, a exchange de criptomoedas mais antiga deste grupo, a Poloniex, adquiriu em 2019 uma DEX baseada em TRON, em seu esforço para entrar no espaço DeFi.

Renomeada para Poloni DEX, a DEX permite que os usuários da Polniex acessem serviços descentralizados de negociação diretamente através do site principal da exchange original.

A DEX continua sendo executada na rede principal do TRON e atualmente é classificada como o DEX mais popular do TRON.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Emmanuel entered the cryptocurrency space in 2013 as a cryptocurrency broker. He is a crypto-enthusiast, entrepreneur, and investor, who has built and led several projects and communities in the space. He is CEO and co-founder of Provence Intelligence, a boutique crypto-consultancy firm that aims to bridge the gap between the cryptocurrency and DLT space and the traditional world. Interests include DeFi, non-blockchain DLTs, and the synthetic derivatives space.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá