8 projetos brasileiros de Blockchain para ficar de olho em 2021

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • O BeInCrypto lista iniciativas brasileiras de blockchain que merecem sua atenção em 2021.

  • O agronegócio é um dos setores onde a tecnologia tem muito potencial de crescer no Brasil.

  • Os governos também entraram no mercado, incorporando blockchain em duas iniciativas promissoras.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

O BeInCrypto organiza nesta lista os principais projetos blockchain que estão fortalecendo a indústria nacional com suas inovações.



Muitas iniciativas brasileiras estão abraçando o blockchain e explorando todo potencial da tecnologia das criptomoedas para criar soluções importantes para o mercado brasileiro.

Projetos blockchain de destaque estão indo muito além do meio cripto, ganhando o campo, dando agilidade para a medicina e transparência para os governos.



São centenas de brasileiros se dedicando diariamente à missão de inovar a partir dessa tecnologia. 

Para reconhecer o trabalho nacional, o BeInCrypto organizou essa lista de 8 projetos brasileiros de blockchain para ficar de olho em 2021.

  1. OriginalMy
  2. BBChain
  3. OnePercent
  4. Hathor.network
  5. Bom valor
  6. Ecotrace
  7. bConnect
  8. Sol (Solução Online de Licitação)

1. OriginalMy

Quando surgiu em 2015, a OriginalMy foi uma das primeiras empresas brasileiras focada em criar soluções baseadas na tecnologia blockchain.

O fundador da empresa é Edilson Osorio Jr., cientista computacional e especialista em segurança da informação e infraestrutura, que há mais de 20 anos desenvolve projetos com software livre.

De lá para cá, a empresa desenvolveu um conjunto de soluções blockchain para desburocratizar processos, indo desde validação de identidade, assinatura eletrônica e autenticação de conteúdos digitais.

Um serviço que é destaque da empresa é o PACWeb, um sistema que coleta informações na internet para serem utilizados como prova em processos contra difamação, bullying, fake news ou outros.

O uso do blockchain vem para dar autenticidade ao conteúdo coletado na web. Além disso, a validade jurídica é totalmente garantida. Há dois anos atrás, o Tribunal de Justiça de São Paulo reconheceu pela primeira vez no Brasil, a validade de prova certificada em blockchain através da solução da OriginalMy.

2. BBChain

A BBChain é uma iniciativa brasileira que cria plataformas baseadas em blockchain e computação distribuída, além de prestar consultoria e treinamento para empresas.

O projeto nasceu no ambiente acadêmico do laboratório de inovação da Universidade de São Paulo (USP) em 2018 e já conta com mais de 40 desenvolvedores brasileiros trabalhando em blockchain. 

Entre os principais projetos desenvolvidos pela BBChain está uma plataforma de registro de duplicatas em blockchain, utilizada pela B3 e outras três certificadoras. 

A infraestrutura construída em blockchain, garante que os órgãos tenham privacidade e segurança no registro de duplicatas, de tal forma que não ocorram fraudes ou registros duplos neste setor de concessão de empréstimos que movimenta milhões em transações.

Além disso, a BBChain foi destaque no ano passado por ser o único projeto da América Latina a ser listado entre os melhores do setor de blockchain do mundo, em estudo da consultora global Gartner.

3. OnePercent

A OnePercent surgiu há dois anos atrás com objetivo de criar soluções baseadas na tecnologia blockchain para o mercado corporativo.

Dessa forma, a empresa usa blockchain para criar soluções específicas para uma empresa ou organização, abrangendo uma variedade de áreas que vai desde mercado financeiro, até o agronegócio, mercado imobiliário, indústria manufatura, saúde e educação. 

Entre os seus principais serviços está a tokenização de ativos. A OnePercent foi uma das primeiras plataformas a tokenizar ativos imobiliários no Brasil, além de ter sido a primeira plataforma de tokenização no modo SaaS do país.

O projeto também merece destaque por sua forte atuação na disseminação da tecnologia blockchain no Brasil. Com frequência realizam palestras sobre tecnologia, além de representar os interesses da área nos laboratórios de inovação da CVM que participam.

O BeInCrypto recentemente entrevistou um dos fundadores do projeto, Fausto Vanin. Confira a entrevista na íntegra aqui.

4. Hathor Network

O Hathor Network se diferencia um pouco das outras iniciativas trazidas aqui porque não é uma empresa focada em desenvolver uma solução específica ao mercado brasileiro. 

O projeto é mais complexo e robusto e engloba todo um novo ecossistema blockchain que traz soluções para a indústria das criptomoedas. 

O Hathor Network é uma rede criada por desenvolvedores brasileiros com o objetivo de resolver problemas de escalabilidade com uma nova arquitetura blockchain criada do zero.

Hathor é uma plataforma de consenso transacional, com sua própria versão dos contratos inteligentes da Ethereum. A rede não cobra taxas para enviar ou receber tokens, e permite que diferentes ativos sejam trocados na mesma transação.

Além disso, qualquer usuário tem o poder de criar novos tokens na rede, que se comportam de forma semelhante aos tokens nativos de Hathor (HTR token). Ou seja, altamente escaláveis e com transações gratuitas. 

A tecnologia por trás da rede foi desenvolvida por dois anos e lançada em janeiro de 2020, tornando o Hathor um dos poucos projetos nos moldes das finanças descentralizadas (DeFi) criado por uma equipe brasileira.

5. Bom Valor

A plataforma Bom Valor é especializada em criar soluções blockchain específicas para o setor leiloeiro do Brasil. 

Por ser um ambiente onde as fraudes são frequentes, principalmente se tratando de leilões virtuais, o projeto recorre a blockchain para tornar mais confiável as negociações de mercadorias por meio do leilão, minimizando as fraudes no setor. 

O principal produto da empresa é a plataforma “Os Leiloeiros” que disponibiliza uma base pública nacional completa de todos os leiloeiros oficiais, gerido pelos próprios participantes do mercado. 

A plataforma também permite que qualquer pessoa consulte informações de todas as as casas leiloeiras do Brasil. Dessa forma, o usuário pode checar a idoneidade de qualquer participante do mercado e evitar ser vítima de projetos enganosos. 

Além disso, a empresa também cria ambientes online de negociação, onde os vendedores têm todo o ecossistema blockchain para organizar os lances, vender suas mercadorias e receber pagamentos.

6. Ecotrace

A Ecotrace é uma empresa que cria soluções blockchain para o agronegócio. O principal serviço oferecido pela empresa é a rastreabilidade da cadeia de produção de carne bovina, carne de aves e algodão.

Esse é um mercado onde a tecnologia blockchain tem grande força de crescer no Brasil, uma vez que o país é um dos maiores produtores de agropecuária do mundo. 

Além disso, a preocupação com a segurança alimentar tem levado muitas empresas a incorporar a rastreabilidade em suas produções. A Ecotrace, por exemplo, tem como clientes empresas de grande porte como JBS, Minerva e Frigol.

Além da tecnologia blockchain, a Ecotrace também incorpora Inteligência Artificial e Internet das Coisas (IoT) para fazer o monitoramento das produções até o final da cadeia.

Conforme noticiou recentemente o BeInCrypto, a empresa recebeu um dos maiores aportes da área neste início de ano.

7. bConnect

Saindo um pouco das iniciativas privadas, um projeto que merece destaque aqui é a bConnect, uma rede blockchain desenvolvida pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro). 

O sistema criado para a Receita Federal visa compartilhar dados entre as aduanas do Mercosul de maneira totalmente integrada em uma rede blockchain. 

O objetivo é que os países parceiros troquem informações sobre empresas exportadoras de tal maneira que as mercadorias que passam nas fronteiras de um país para o outro, sejam de fato aquilo que alegam ser. 

Atualmente, a rede é usada por Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai que compartilham por blockchain as informações de Operadores Econômicos Autorizados (OEA).

O projeto brasileiro lançado em outubro de 2020, já se tornou uma referência para o serviço aduaneiro dos Estados Unidos. O país estuda implementar a tecnologia com o foco de rastrear produtos que entram nos EUA para financiar redes de terrorismo.

8. SOL (Serviço Online de Licitação)

Finalmente para fechar a lista, trazemos o SOL (Solução Online de Licitação), mais uma iniciativa pública que utiliza como base a tecnologia blockchain.

O SOL é uma plataforma criada para desburocratizar os processos de licitação e compra de produtos por cooperativas de agricultura familiar nos estados onde atua.

Os estados da Bahia (BA) e do Rio Grande do Norte (RN) desenvolveram o aplicativo com financiamento do Banco Mundial.

Neste caso, a tecnologia blockchain é usada para garantir que empreendedores da economia solidária, englobando desde povos indígenas até comunidades quilombolas, possam acessar fornecedores de forma simplificada e competitiva.

Dessa forma, o blockchain registra todas as etapas de um processo licitatório de forma online, incluindo a assinatura eletrônica do contrato.

A plataforma possibilitou que no período complicado da pandemia do Covid-19, a Bahia concluísse 600 licitações para projetos de agricultura familiar através do SOL.

Conheça a lista de Top 5 projetos blockchain mais promissores de 2020, clicando aqui

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Saori Honorato é jornalista e para o BeInCrypto escreve sobre os principais acontecimentos do universo das criptomoedas.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá