A Libra e seus princípios (ou ausência deles)

Compartilhar Artigo

Recentemente falamos sobre a Libra, a criptomoeda do Facebook. Esse é um longo assunto que merece ser abordado de tempos em tempos.



Estamos nos aproximando de um novo mundo no qual três forças competirão: dinheiro do povo, dinheiro do estado e dinheiro das corporações. Isso é uma encruzilhada. Precisamos fazer algumas escolhas muito cuidadosas. Mas há esperança por várias razões. Eles realmente farão uma contribuição para a tecnologia, quer queiram ou não. Eles introduzirão um bilhão de pessoas ao tipo errado de criptomoeda, assim como a AOL apresentou as pessoas ao tipo errado de internet.

Aqui é onde isso se torna complicado. Neste ponto, precisamos decidir como diferenciar com base em nossos princípios. Com um pouco de esforço, é possível descobrir os princípios fundamentais mais relevantes em relação às blockchains. Às vezes, eles são chamados de cinco pilares de cadeias abertas, ou os oito critérios. É algo entre cinco e oito, mas devemos sempre examinar um sistema que está tentando dominar a tecnologia fundamental do dinheiro mundial.



É aberto? O que significa “aberto”? É aberto para qualquer pessoa acessar e participar sem verificação? Alguém pode enviar uma transação sem fornecer identificação? É isso? Ainda não sabemos. Vamos ver. O white paper afirma que é aberto. Precisamos esperar e ver o que a moeda realmente faz.

É sem fronteiras? Podemos afirmar agora, não será sem fronteiras. Atualmente, existe apenas uma criptomoeda global sem fronteiras de qualquer valor e significado. Isso é bitcoin. Talvez seja tão bom quanto o dólar americano em não ter fronteiras. Mas o Facebook não estará na China. Você pode ter certeza de que Libra não será lançada na China. Eles terão a sua própria, lançada pelo WeChat. Ou uma subsidiária de propriedade integral da República Popular da China, o politburo central, assim como o Facebook é uma subsidiária da NSA. Também não será lançada na Rússia. Eles vão desistir de sua soberania monetária para um cara do Vale do Silício? Ela não será lançada em vários outros lugares com pessoas sem banco que realmente precisam disso. Não será sem fronteiras. De fato, muito pelo contrário.

Entramos na era de Guerra Fria das guerras cambiais. Uma cortina de ferro para moedas cairá, como nunca vimos antes. Veremos uma divisão entre Leste e Oeste na evolução das moedas estatais e corporativas. Das três, apenas criptomoedas abertas vão para todo o mundo.

 

Libra provavelmente não será neutra. A neutralidade exige que o protocolo permita transações de qualquer pessoa para qualquer pessoa, em qualquer lugar, para qualquer finalidade. Muitas criptomoedas abertas fazem isso. Há muita dúvida de que a Libra fará isso. No momento em que permitirem, as intimações começarão a voar. O detalhe mais importante para uma intimação é saber para onde enviá-la. Isso será fácil… Eles têm um escritório que aceita serviço de processo, de modo que é para onde os governos enviarão as intimações.

Portanto, não será neutra. Não será resistente à censura. Grandes empresas como essa, obrigadas por regulamentos jurisdicionais, são obrigadas a censurar transações. Como americano, você não pode enviar uma transação para um iraniano, venezuelano ou norte-coreano. Você não pode receber dinheiro de um cidadão russo ou chinês sem verificar adequadamente quem são, quem são seus pais, quando nasceram, onde moram e quais empresas possuem. Isso acontece sempre que você tenta enviar uma transferência bancária.

Para onde enviar as intimações do Bitcoin? Não existe um escritório do Bitcoin para receber intimações ou qualquer outra demanda governamental. O máximo que podem conseguir é enviá-las para um endereço de IP do host local, algo como 127.0.0.1 (Esse é o endereço usado pela rede Tor para prover anonimidade).

Libra não será imutável. Eles dizem no white paper que será imutável, mas no momento em que você fizer uma transação financiando alguma atividade repugnante e indesculpável, as intimações começarão a voar e a rede “imutável” será mutável rapidamente. Isso é muito fácil de fazer quando você tem um consórcio de validadores e não tem custo para modificar o histórico. A prova de trabalho (do bitcoin) torna isso praticamente impossível sem gastar a mesma quantidade de energia, mesmo que 100% dos mineiros conspirem e tentem mudar o histórico. Isso significa que a cada dia que passa, o custo energético aumenta. Dentro de um dia ou dois, será um fardo indevido. É quase impossível, mesmo se você pudesse encontrar e coagir todos os mineiros. Eles não seriam capazes de fazê-lo. Não é “não vai”, é “não pode”. Não pode é muito melhor do que não vai. Mas a Libra não será imutável. Pode ser auditável e transparente, ainda não sabemos. Se for auditável e transparente, não será privada.

Provavelmente, estamos a apenas alguns anos de um vazamento gigante, onde todos os seus dados financeiros pertencerão, novamente, a alguma grande empresa como o Google. Se for armazenado no blockchain de maneira transparente e você não tiver nenhum controle de privacidade, todas essas informações serão vazadas. Todas as suas compras agora estarão visíveis para amigos e familiares. Cada um de nós provavelmente tem um amigo muito bom com quem fizemos um pacto: “Se eu for atropelado por um ônibus, preciso que você pegue meu laptop, apague meu histórico de navegação e rasgue todos os meus extratos bancários antes que minha mãe chegue em casa, combinado?”

Privacidade financeira é um direito humano. Temos segredos porque somos animais sociais. Isso nos dá a liberdade de expressar nossa natureza esquisita. Todos nós diferimos um pouco das expectativas e conformidades da sociedade. Porque se não o fizermos, que tipo de sociedade é essa? Devemos estar absolutamente de acordo com as expectativas de seus vizinhos metidos?

Individualidade, expressão, liberdade é privacidade

Não queremos que nossos registros financeiros sejam divulgados ao mundo, mas, com a Libra, isso vai acontecer em seguida. Pode ser auditável e transparente, mas não muito privada. Esta não é uma blockchain na qual você deva se interessar.

Mais importante, estamos em uma bifurcação na estrada. De um lado, temos dinheiro de vigilância, do outro lado, temos dinheiro de pessoas livres, abertas e privadas. Adivinha o que acontecerá com esta nova moeda? O cronograma para sociedades sem dinheiro acelerou.

Sociedades sem dinheiro não são nada para comemorar. Elas serão sem liberdade ou democracia. Eles são frágeis, sem a possibilidade de um plano de saída ou válvula de escape. Onde uma eleição poderia ser a última, você só precisa errar uma vez. Apenas fique em casa e diga: “Eu não ligo para política”. Em um mundo onde não existe dinheiro físico, é muito pior do que isso. O governo, uma corporação ou processador de pagamentos pode decidir que você fez algo “ruim” e desativar seu futuro financeiro. Eles poderiam certificar de que você não possa nem comprar comida, quanto mais pagar aluguel ou serviços públicos.

Se você acha que isso não está acontecendo, está acontecendo agora em Hong Kong. Isso está acontecendo na China com o sistema de pontuação de crédito de gergelim. Se você acha que não está chegando a um país como o seu, estude a história da Europa, como 1918 a 1945. Coisas fascinantes. Achamos que o mundo havia aprendido essa lição. Pelo que temos visto ultimamente, não. Eles estão tentando repetir tudo isso. Às vezes você precisa ensinar a lição duas vezes.

O que faremos no meio cripto? Vamos começar a diferenciar. Nos próximos anos, espere que muitos projetos de criptomoedas se concentrem em quais são seus princípios. Agora, há muita confusão. Quem sabe que acontecerá a seguir?

Por exemplo, imagine esse cenário: o Facebook vai para a Índia. A Índia quer desvalorizar a rupia. O povo indiano está entrando em criptomoeda; outros estão sendo bloqueados. O que acontece depois? Ninguém sabe! Se você tem um projeto de criptomoeda, deve decidir quais são seus princípios.

Defensores sérios do meio cripto têm expressado os mesmos princípios consistentes nos últimos anos. O motivo é realmente simples: é preciso muita lição de casa para mudar de princípios. Algumas pessoas em nossa indústria notaram isso recentemente. Inconsistências podem acontecer muito rapidamente. Alguns projetos de criptomoedas enfrentaram recentemente esse tipo de bifurcação. Eles decidiram se concentrar em princípios diferentes e tentaram mudar a trajetória dos projetos com os quais nos preocupamos. Um deles preza pagamentos baratos, às custas da descentralização e privacidade. Aparentemente, para as pessoas envolvidas, a privacidade só é útil para ilegais e lavadores de dinheiro que estão envolvidos em comércio de lavagem de dinheiro.

Se esse é o caminho que você deseja seguir, a luz que você vê não é o fim do túnel, mas um trem do Facebook (que já tem o mercado) e é sem princípios, sem privacidade e monitorado. Eles já têm dois bilhões de usuários, muito dinheiro e pessoal de tecnologia para te atropelar. Se você não se diferenciou com base em seus princípios – ou pior, não possui princípios – e decidiu, com seu recém-contratado MBA, que realmente está interessado no retorno do investimento dos acionistas, e a melhor maneira de fazer isso é largar alguns desses princípios “tolos”, “idealistas”, então adivinhem? Depois de começar a rejeitar os princípios, agora você está competindo contra o Facebook. O que é o Facebook, senão a máquina de derramamento de princípios mais poderosa do mundo? Começou com poucos princípios e, desde então, desenvolveu um mecanismo para eliminá-los mais rapidamente do que você pode imaginar, com bilhões de dólares em marketing fazendo cócegas em seus receptores de dopamina.

“Não se preocupe! O futuro é colorido e brilhante … desde que continuemos lucrativos.”

Eles podem largar princípios mais rapidamente do que você, com mais dinheiro, melhores interfaces de usuário e uma base de usuários maior que a sua. Portanto, se seu jogo é largar princípios para obter lucro, esse é um jogo que você não ganhará. O Facebook vai ganhar esse jogo. Eles o vencerão do PayPal e do JPMorgan Chase. Eles com certeza vão ganhar com em um pequeno projeto de criptomoeda que diz: “Não precisamos de privacidade”. “Nós apenas queremos ser uma rede de pagamentos rápidos que colabore com a aplicação da lei e permita o capitalismo de vigilância”.

 

Descubra quais são seus princípios

Todo mundo precisará parar, respirar e descobrir como se diferenciar. É realmente muito fácil. Se você briga com alguém que não mantém princípios, uma corporação, isso não é imoral, porque isso exige uma moralidade negativa. Eles são amorais, o que significa que não há orientação moral. A ausência de qualquer bússola moral. A moralidade nem entra na equação do ROI (retorno do investimento). A moralidade não está na planilha. Se você quiser brigar com eles, diferencie-se com o que eles não podem competir: alinhe-se com o projeto que é verdadeiramente aberto, sem fronteiras, neutro, resistente à censura, transparente, auditável, privado e imutável.

Existem alguns deles… As moedas de privacidade receberão bastante dinheiro. Existe uma necessidade crescente de realmente focar na privacidade, porque o Facebook não o fará.

As coisas ficaram realmente interessantes. Para o ponto de vista do tecnólogo, é muito emocionante e muitas pessoas têm pulado para cima e para baixo, ansiosas para ver como isso vai se desenrolar. Afinal, qual é o seu fascínio na vida? Assistir sistemas tecnológicos interagirem com a sociedade e mudar o mundo? À medida que esses desenvolvimentos forem lançados, veremos se conseguimos pegar algumas pistas sobre o destino dessas coisas.

Por outro lado, como ser humano, todos nós devemos ficar um pouco horrorizados. Estamos abrindo a porta para um futuro verdadeiramente aterrador e distópico. Estamos dando poder a algumas das corporações mais cruéis e irresponsáveis ​​por aí. Não para lutar contra governos, mas em muitos casos para se juntar a eles de mãos dadas. Eles garantirão que, enquanto somos explorados por políticos cruéis, por um lado, também somos explorados por empresários cruéis, por outro, em uma aliança entre empresa e estado.

Isso é chamado fascismo, só que esse não é como o fascismo de antes. Este é um ambiente neo-feudal que nunca vimos antes. Muitas pessoas cometem o erro de assumir que, se não vem com um uniforme de couro desenhado por Hugo Boss, com cores contrastantes, desfiles caricatos e gritos em megafones, não é fascismo. Hoje, porém, o fascismo pode vir em uma interface de usuário elegante, com cores bonitas, acessíveis 24 horas por dia, 7 dias por semana, através do navegador e no local mais conveniente, esteja o telefone ligado ou desligado. Faz parte da sua vida. Ele permite que você compartilhe fotos com o vovô, o mesmo que lutou contra os nazistas. É a ironia final.

Precisamos ter muito cuidado com o que faremos a seguir. Isso é coisa mortalmente séria. A sociedade não está pronta para isso, porque nunca estivemos aqui antes. Embora seja fascinante assistir, ao mesmo tempo, é profundamente perturbador. Esse sentimento não é em função de achar que o Bitcoin não pode competir. É aterrorizante porque parece que muitas pessoas não se importam. Muitas pessoas apostam no ritmo fácil, conveniente, irracional, repetitivo, sedutor e hipnotizante de um feed do Facebook, através do qual perderão sua liberdade e seu futuro.

O que você pensa sobre o assunto? Deixe sua opinião nos comentários.

Imagens cortesia de Shutterstock

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

TÓPICOS RELACIONADOS

Vini se formou em geologia pela Universidade Federal de Minas Gerais, Brasil e trabalhou com gerenciamento de projetos na área de exploração mineral em empresas como BHP Billiton e Vale. Ele se envolveu com o bitcoin em 2011, quando comprou suas primeiras moedas através do jogo online “Second Life”, mas usou a maioria de suas primeiras moedas aprendendo a fazer transações e negociar. Depois disso, ele se tornou um entusiasta da tecnologia blockchain e desde então focou sua carreira para esse campo. Recentemente, ele se dedica à programação frequentando o Le Wagon Coding Bootcamp e Ivan On Tech Academy.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá