A parceria com a Ripple chegou ao fim, diz o CFO da Moneygram

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • MoneyGram interrompeu seu relacionamento com a Ripple (XRP) em dezembro.

  • A empresa disse que isso se deve ao fato de a XRP estar sendo processado pela SEC.

  • Isso deixa a MoneyGram com um grande déficit de fluxo de caixa.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

O CFO da MoneyGram com sede em Dallas, Larry Angelilli, terá dificuldade em repor a receita perdida pela empresa que cortou a parceria com a Ripple (XRP), devido à ação da SEC contra a plataforma de criptomoeda em dezembro.



Antes do corte, a MoneyGram usou a plataforma Ripple como meio alternativo de câmbio (FOREX), conforme apontado pelo Wall Street Journal.



FOREXRP

Angelilli explicou que a MoneyGram compraria XRP nas exchanges de criptomoedas dos EUA com dólares americanos. Então, o XRP passaria no blockchain para uma casa de câmbio estrangeira. Lá, ele seria convertido para a moeda local e depositado nas contas da MoneyGram. A empresa disse que foi capaz de reduzir o risco FOREX oferecendo liquidações quase em tempo real usando a XRP.

A parceria impulsionou os resultados financeiros da MoneyGram, reduzindo as necessidades de capital de giro e gerando receita adicional. A XRP também pagou um prêmio à MoneyGram por usar sua plataforma e legitimá-la para novos mercados. Cerca de 15% do EBITDA da empresa no ano passado veio de US $ 38 milhões em taxas de desenvolvimento de mercado líquido de XRP.

Desistência das taxas

A MoneyGram espera que os resultados do primeiro trimestre sejam afetados por essa perda de receita, bem como uma queda na receita de investimento devido às taxas de juros mais baixas. A empresa prevê que seu EBITDA ajustado cairá 3%, ano a ano, para US $ 50 milhões. O lucro líquido também sofreu durante o trimestre anterior, chegando a US $ 7,3 milhões, abaixo dos US $ 11,9 milhões do ano anterior.

Angelilli disse que não sabia como compensar essa deficiência. Ele acrescentou que não existem soluções comparáveis ​​para facilitar as transações internacionais em tempo real.

A XRP disse que está trabalhando com a MoneyGram para ajudar a fornecer soluções alternativas e encontrar um caminho potencial para a continuidade de sua parceria. “Se houver uma solução para o caso, especialmente se a Ripple prevalecer, então eu diria que não haveria problema”, disse Angelilli. “Mas isso pode demorar muito.”

XRP e a SEC

Em dezembro, a SEC oficialmente entrou com uma ação contra a Ripple Labs Inc, seu co-fundador e ex-CEO Christian Larsen, e o atual CEO Brad Garlinghouse. Depois disso, a maioria das exchanges de criptomoedas dos EUA abandonou o XRP.

A MoneyGram divulgou um comunicado esclarecendo sua relação com a XRP, mas não chegou a cortar oficialmente os laços, o que acabou acontecendo no final.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Nick is an Oral Communication Skills Professor and Data Science Specialist in Budapest, Hungary with an MSc in Business Analytics. He is a relative latecomer to the field of cryptocurrency and blockchain technology, but is intrigued by its potential economic and political usage. He can best be described as an optimistic center-left skeptic.<a href="mailto:editorinchief@beincrypto.com">Email him!</a>

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá