Advogado de Pirâmide Financeira é Acusado de Roubar R$ 1,5 Bilhão de Esquema com Criptomoedas

Compartilhar Artigo

A OneCoin prometia ser um projeto mais promissor que o Bitcoin no mercado, mas terminou sendo apontada como uma verdadeira pirâmide financeira. Nesta segunda-feira (04) um advogado da OneCoin foi ouvido pela justiça em Nova York, nos Estados Unidos.



O auge do esquema aconteceu entre 2015 e 2016, momento em que a OneCoin foi amplamente divulgada no Brasil. Somente por aqui, milhares de brasileiros caíram no golpe. No total, mais de R$ 11 milhões foram movimentados pela OneCoin no país.

OneCoin movimentou R$ 4 bilhões em todo o mundo

A OneCoin nunca foi uma criptomoeda porque o projeto nunca teve seu lançamento oficial. A angariação do esquema consistia em uma suposta Oferta Inicial de Moedas (ICO em sua sigla em inglês). Com a apresentação de um negócio que ultrapassaria o Bitcoin, mais de R$ 20 bilhões foram arrecadados pela OneCoin no mundo todo.



Somente um advogado que está sendo ouvido pela justiça nos EUA pode ter movimentado R$ 1,5 bilhão com o esquema. O valor, segundo investigação, foi subtraído por Mark Scott do projeto da falsa criptomoeda.

Mark tentou esconder a movimentação financeira suspeita, mas terminou respondendo na justiça por fraude financeira.

 

Advogado comprou itens de luxo com dinheiro de esquema

O advogado citado no processo judicial envolvendo a OneCoin é acusado de ter lavado dinheiro da organização. Parte do dinheiro desviado por Mark foi aplicado em três imóveis, segundo a promotoria que investiga o caso.

Além disso, um iate de luxo e até uma Ferrari estavam em posse do advogado acusado de envolvimento com um esquema de pirâmide financeira.

Mark também recebia honorários elevados por participar de um escritório de advocacia renomado. Porém, o esquema da OneCoin atraiu o profissional, que figura entre os principais nomes por trás do negócio que atuou também no Brasil.

Além de ouvir o advogado sobre sua participação no esquema, a justiça já condenou outros envolvidos com envolvimento com a OneCoin. Konstantin Ignatov, por exemplo, é apontado como um dos líderes do golpe, e foi preso em março de 2019.

Poucos meses antes, em novembro de 2018 Sebastian Greenwood foi extraditado de outro país para os Estados Unidos, em uma investigação que envolveu o FBI. Greenwood também é apontado como um dos líderes da OneCoin.

Conhece alguém que caiu no golpe da pirâmide financeira OneCoin há alguns anos atrás? Comente sobre esta notícia e não se esqueça de compartilhar no Twitter!

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos mais tarde. Já trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas, sendo que atualmente é um dos colaboradores do BeInCrypto.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá