‘Ainda haverá muitas versões pela frente’, diz Julian Tan da Binance Smart Chain

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • O BeinCrypto conversou com Julian Tan, responsável pelo Desenvolvimento de Negócios e Crescimento da BSC.

  • Tan falou sobre a construção da Binance Smart Chain, sua popularidade e descentralização.

  • “Acreditamos que haverá muito mais versões da BSC por vir”, diz ele.

  • promo

    BIT: 8 milhões de BITs em prêmios. Três rodadas; Montanhas de prêmios. Entrar agora!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

O BeinCrypto conversou com Julian Tan, responsável pelo Desenvolvimento de Negócios e Crescimento do Ecossistema da Binance Smart Chain (BSC). Ele comentou sobre finanças descentralizadas (DeFi), o sucesso da BSC e o que ainda está por vir.

Patrocinados



Patrocinados

A Binance Smart Chain (BSC) teve um sucesso surpreendente. A plataforma visa lidar com alguns dos problemas que estavam sendo enfrentados na rede Ethereum (ETH), o que inclui tempos de transação maiores e altas taxas.

Lançada em 2020, a BSC é a nova blockchain da Binance e atua como uma rede que funciona paralelamente à Binance Chain. Ela funciona com base em um mecanismo de consenso de Autoridade de Prova de Participação.

Patrocinados



Patrocinados

Em maio de 2021, as transações na BSC alcançaram US$ 9,2 milhões. A plataforma tem atualmente mais de 750 projetos em operação, e que provaram ser incrivelmente diversos, variando de NFT e DeFi a jogos e carteiras eletrônicas.

Muito desse sucesso é atribuído aos problemas que a blockchain resolve, especialmente quando se trata de flexibilidade e usabilidade.

“A comunidade percebeu que havia um grande problema.”

“Um dos recursos mais desejados de acordo com a comunidade da Binance Chain era basicamente a capacidade de extensibilidade do programa. Havia uma necessidade de contratos inteligentes e funções EVM na Binance Chain ”, explica Tan.

“Então, basicamente, a Binance Chain não tinha esse tipo de capacidade. É por isso que a comunidade pensou, você sabe, era uma ideia realmente muito boa ter isso. Então, a comunidade de desenvolvedores da Binance Chain reconheceu que esta era uma grande, enorme oportunidade. Não apenas para resolver o congestionamento e as altas taxas de transação, problemas que, você sabe, existem na infraestrutura blockchain, mas também as limitações que a Binance Chain possui ”.

O ponto de partida da equipe foi definido pelas necessidades e desejos da própria comunidade.

“Os objetivos são basicamente definidos pela comunidade. Você sabe se a blockchain basicamente coleta as demandas do usuário e as entrega. A BSC é extremamente centrada no usuário. ”

Esta é apenas a primeira versão da BSC

Como resultado, Tan explica que a BSC não é uma coisa só. Em vez disso, é um sistema em evolução que cresce à medida que sua comunidade exige por mudanças.

“Então, basicamente, quando a BSC foi lançada, eu acho, eu gostaria de pensar que ela resolveu os problemas que existiam no mercado cripto. E nosso crescimento tem tudo a ver com o que as pessoas realmente procuram ”, ele explica.

Como resultado, ele vê isso como o motivo pelo qual a BSC obteve ganhos em relação à Ethereum em termos de Valor Total Bloqueado (TVL). É também nesses termos que ele vê a BSC crescendo no futuro.

“Acreditamos que haverá muito mais versões da BSC por vir e, obviamente, as versões mais recentes terão como objetivo resolver quaisquer barreiras no topo da blockchain.”

Não competindo, mas complementando

A BSC é uma alternativa à Ethereum, mas Tan não considera que haja competição, mas sim um complemento ao setor DeFi e ao ecossistema cripto em geral.

“Nos próximos anos, todos os aplicativos descentralizados serão suportados e integrados a todas as outras blockchains. Portanto, realmente não importa se é Ethereum ou BSC ou Solana, pois todo o espaço DeFi basicamente será interoperável, e os usuários serão capazes de entrar em qualquer um, independentemente do protocolo subjacente que estão usando atualmente ”, explica ele.

“Estamos trabalhando para a adoção da tecnologia blockchain acessível para todos. Portanto, se a Ethereum 2.0 resolver todos esses problemas existentes na rede Ethereum, impulsionando a adoção desta tecnologia, estamos mais do que felizes em apoiá-la. ”

Quanto mais, melhor na Binance Smart Chain

A BSC é elogiada e reúne apoio significativo de usuários, mas também sofre críticas por ser supostamente menos descentralizada do que aparenta.

Aqueles que não estão convencidos apontam para a relação que alguns dos validadores da rede têm com a Binance Chain como o motivo de sua preocupação.

Para Tan, esta é uma questão que precisa de esclarecimento, pois “para atingir a descentralização completa, a BSC deve amadurecer, o que requer ainda mais apoio e adoção da comunidade, que é algo que estamos realmente vendo”, explica ele.

“Se você olhar um pouco mais dos aspectos técnicos, você percebe que a BSC funciona com um mecanismo de consenso de Autoridade de Prova de Participação que permite que a rede se torne mais descentralizada à medida que mais pessoas a adotam. Esse consenso conta basicamente com 21 validadores da comunidade. Apoiamos um tempo de bloqueio curto e taxas mais baixas. Enquanto o processo também aumenta a descentralização, esses 21 validadores são eleitos a partir da pool de candidatos a validadores a cada 24 horas, com base no volume de BNB em stake ”.

Tan afirma que eles não escolhem os validadores. Qualquer um pode ser um validador, desde que possua Binance Coin (BNB) suficiente em staking na blockchain.

“Portanto, eu diria que vemos um aumento do interesse e isso basicamente levará ao aumento da diversidade de candidatos a validadores, aumentando a descentralização obviamente ainda mais.”

Maior facilidade com o tempo

A Binance Smart Chain não tem problemas para atrair projetos e, para Tan, o impulso para a adoção em massa é claramente uma possibilidade. Especialmente quando o setor DeFi e blockchain se tornam mais fáceis de usar e entender.

“[O objetivo] é impulsionar a adoção da tecnologia e tornar o impossível uma realidade. Com os NFTs, assim como DeFi, você sabe que há muitas outras possibilidades. ”

“Se você me perguntasse talvez em 2015 ou 2014, eu não acho que seria possível que isso pudesse decolar, certo, mas como estamos vendo isso agora, eu diria nos próximos dois anos. Eu não diria quando porque não sei. Mas eu esperaria … a pessoa média poderia simplesmente usar DeFi, você sabe, comprar NFTs e, basicamente, será mais fácil ”, explica ele.

“Quando as linhas ficam mais claras e as pessoas se acostumam com a tecnologia DeFi, o processo ficará mais fácil.”

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Patrocinados
Share Article

Depois de trabalhar com notícias e jornalismo de estilo de vida, Leila decidiu trazer seu interesse por criptomoedas e blockchain para seu trabalho. Ela agora dirige o setor de reportagens e opiniões no BeinCrypto, o que combina perfeitamente com seu entusiasmo pelas implicações sociais e políticas de criptomoedas.

SEGUIR O AUTOR

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora

A ICO da Bit2Me ACABA DE COMEÇAR! Compre o token B2M agora.

Comprar agora!

Lançamento de BIT. Ganhe até 3.500 BIT. Não perca esse bonde

Entrar agora