Alocação em cripto deve prever ‘cenário adverso’, diz Hashdex após ETF cair 24%

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Em comunicado oficial, a Hashdex aborda os motivos pelas quedas recentes vistas no mercado de criptomoedas.

  • ETF de criptomoedas gerido pela Hashdex caiu quase 24%.

  • Fundos de cripto em geral levaram revezes na semana.

  • promo

    Participe da nossa comunidade gratuita no Telegram e obtenha sinais de trade e análises de criptomoedas todos os dias!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Em comunicado emitido a investidores nesta quinta-feira (20), a Hashdex aborda as recentes quedas vistas no mercado de criptomoedas que causaram impacto negativo também no HASH11, primeiro ETF de criptomoedas da bolsa brasileira.

Patrocinados



Patrocinados

O ETF, negociado na B3 com o código HASH11, foi profundamente impactado pelas quedas recentes vistas no mercado de criptoativos, impulsionadas por comentários de Elon Musk e decisões do governo chinês. O ETF acumulou uma desvalorização de quase 24%  nos pregões realizados nesta semana.

Após o recuo dos mercados, a empresa emitiu um comunicado um comunicado em que tenta aprofundar os motivos das quedas recentes e recomendar como investidores podem atuar durante um mercado de baixa.

Patrocinados



Patrocinados

No documento, a Hashdex indica princípios que os investidores devem seguir ao querer alocar seus recursos em criptoativos. O primeiro, segundo a fintech, é o de não alocar grande parte de seu capital nesse tipo de investimento, devido a possíveis “cenários adversos”.

“Sempre preconizamos que, para a maioria dos perfis de risco, o percentual alocado deve ser de um dígito, geralmente, baixo”.

Segundo a empresa, o maior benefício em não alocar todo o capital nesse mercado é que mesmo em cenários de grandes quedas, como o atual, os investidores irão se sentir confortáveis para manterem as suas posições a longo prazo.

Investidor deve visar longo prazo, diz Hashdex

Por falar em longo prazo, esse é o segundo princípio destacado pela Hashdex. A empresa enfatiza que por mais que seja “tentadora” a possibilidade de grandes retornos em pouco tempo, a sua recomendação é que os investimentos em seus fundos sejam feitos visando um horizonte de tempo maior.

A gestora usa como exemplo o caso de investidores que adquiriram Bitcoin no final de 2017, e que só puderam ver retornos financeiros com a moeda a partir do fim de 2020. A Hashdex destaca que os investidores que buscam apenas lucros no curto prazo podem se arrepender de entrar no mercado de criptomoedas.

“É importante que o tamanho da alocação seja tal que, mesmo em um cenário adverso de forte queda, o investidor sinta-se confortável para mantê-la”, diz o texto.

A empresa enfatiza que apesar de a ocorrência de grandes quedas, os criptoativos contribuem para a diversificação de diversas carteiras de investimentos, e podem trazer bons resultados ao longo dos anos para os seus detentores.

Fundada em 2018 e especializada em gestão de ativos financeiros, a Hashdex também lançou em fevereiro deste ano o primeiro fundo de investimento negociado em bolsa (ETF) totalmente voltado a criptomoedas do mundo. O ETF, assim como outros fundos oferecidos pela empresa, seguem o índice Nasdaq Crypto Index (NCI), criado pela Nasdaq em parceria com a gestora brasileira.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Patrocinados
Share Article

Anderson atua como redator para o BeInCrypto, escrevendo sobre as principais notícias sobre o criptomercado e economia em geral. Antes de entrar para a equipe brasileira do site, ele participou de projetos relacionados a trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados a criptomoedas. Formando em Administração, está cursando pós graduação em Investimentos e Blockchain pela EA Banking School.

SEGUIR O AUTOR

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora