Um analista de criptomoedas pintou um cenário negativo para o Bitcoin no curto prazo. Após falhar em subir, a projeção é que a moeda irá perder o atual suporte e ir a até US$ 8.500.

O Bitcoin voltou a subir na última quinta-feira (24). Dados do TradingView apontam que a criptomoeda foi de cerca de US$ 10.200 para US$ 10.700 em 24 horas. No entanto, voltou a cair levemente de novo nesta sexta-feira (25), dia de vencimento massivo de opções. Às 9h02, o Bitcoin é negociado na casa dos US$ 10.600.

Segundo o analista @MacnBTC, no entanto, a situação pode piorar fortemente na sequência. A ideia é que fatores externos sigam afetando o comportamento do preço. Até o momento, haveria a aparência de que o BTC acompanha o temor dos mercados mundiais.

Apesar da relação entre investimento e retorno estar favorável, uma combinação de fatores leva à projeção negativa. Um deles seria um baixo Índice Fluxo de Dinheiro (MFI) indicador de Análise Técnica que indica momento do ativo.

Advertisement
Continue reading below

Além disso, o índice DXY, que mede o desempenho do dólar frente a outras moedas, está alto. Para completar, haveria um montante de liquidez sobrando abaixo do atual patamar.

Bitcoin: investimento + prêmio negativo [✓] MFI secando [X] DXY alto [X] Liquidez sobrando abaxo [X]. Simples: historicamente, financiamento negativo não grandes bombas nucleares, mas o BTC provavelmente irá sangrar junto com os mercados tradicionais.

No entanto, haveria ainda uma boa notícia nisso tudo.

Como comprar Bitcoin e entrar no grupo de sinais gratuito do BeInCrypto

Analista diz que queda do Bitcoin para US$ 8.500 é máxima zona de compra

O analista projeta uma queda forte do Bitcoin. Seguindo esses parâmetros, ele acredita que a criptomoeda se move para a zona de até US$ 8.550. No entanto, ele indica ser bastante otimista para um rebote severo na sequência.

Ele vê uma forte zona de compra se o Bitcoin chegar no patamar entre US$ 8.800 e US$ 8.550. Ele diz que, por esse preço, todos “deveriam contar pra família” e “pegar 10 empréstimos” para comprar tudo em BTC.

Projeções como essa são comuns no meio das criptomoedas, e elas podem ou não se concretizar. No entanto, o CEO da firma de análise CryptoQuant considera que há razões para ser otimista. Para Ki Young Ju, o Bitcoin pode estar começando a formar um novo rali.

O executivo, porém, pondera sua afirmação. Ele diz que isso só é verdade se o comportamento dos mineradores ainda forem determinantes para o preço. O argumento, aliás, considera a possibilidade de o mercado de ações não influenciar no BTC.

Se os mineradores de BTC ainda movem o preço, o próximo rali deve começar em breve. MPI (Miner Position Index) tem uma taxa de acerto muito alta na previsão do mercado de alta / baixa quando os fatores macro, como o mercado de ações, não são significativos.