Analista prevê Ibov em até 117.000 pontos ainda em 2020

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Ibovespa já acumula uma valorização de 58% desde que atingiu o fundo do poço.

  • Analista técnico diz que tendência de alta pode levar o índice a atingir os 102 mil pontos.

  • O caminho até a máxima histórica é longo, mas não impossível.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Em 19 de março o Ibovespa atingiu o fundo do poço, a crise causada pelo novo coronavírus fez com que o índice caísse até os 61 mil pontos. Porém, desde então, a bolsa acumulou uma alta de 58% e fechou ontem aos 97 mil pontos, depois de um rali de sete pregões seguidos.



Essa recuperação, aliada com a expectativa de uma futura vacina para o Covid-19 e a reabertura dos mercados mundiais está trazendo esperança aos investidores.

Os bancos de investimentos mais importantes do mundo estão recomendando o investimento no índice brasileiro e acreditam que, brevemente, vamos alcançar os 100 mil pontos.



Igor Graminhani, analista gráfico da Genial Investimentos, acredita que o principal índice da bolsa deve chegar aos 102 mil pontos.

Tendência de valorização

Segundo a análise técnica feita por Graminhani, o índice possui um espaço para subida até os 102.315 pontos.

Isso equivaleria a uma valorização de quase 5% em relação ao fechamento de ontem, quando a bolsa chegou aos 97.645 pontos.

Desde de 19 de março o Ibovespa fez movimentos de topos e fundos ascendentes, o que define a tendência de alta.

Porém, apesar dessa tendência de alta, é natural que haja correções, já que alguns indicadores apontam que o índice está “pesado”.

Desde 14 de maio o Ibovespa vem subindo em linha reta, acumulando uma alta de quase 30%. Portanto, uma correção nos póximos dias não deve ser nenhuma surpresa, já que o índice não pode subir eternamente.

A máxima histórica está logo ali

Ainda que falte mais de 22% para que o Ibovespa volte a sua máxima histórica, de 119.593 pontos, que foi atingida em janeiro deste ano, voltar a esse patamar vai ser difícil, porém não vai ser impossível.

Graminhani acredita que se o índice ultrapassar os 102 mil pontos e se mantiver em tendência de alta, ele deve buscar os 108.000 pontos e, se continuar mantendo esse viés, seguirá para os 117.700 pontos antes de buscar a máxima histórica.

Ou seja, o Ibovespa deve se concentrar em buscar os 102 mil primeiro e ir subindo um degrau de cada vez, mas, aos poucos, devemos voltar a normalidade de janeiro de 2020.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

TÓPICOS RELACIONADOS

Mercadóloga, mestra em estratégia e estudiosa do mercado financeiro. Entusiasta do Bitcoin, começou a escrever sobre criptomoedas em 2017 e nunca mais parou. Atualmente é colaboradora do portal BeInCrypto.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá