A Teoria das Ondas de Elliott é uma ferramenta poderosa usada para estudos de mercado financeiro, com base em análises técnicas. Assim, ela fornece as ferramentas necessárias para estratégias de negociação avançadas e muito eficazes no mercado de criptomoedas.

Neste artigo:


Ralph Nelson Elliott era um contador americano. Além disso, ele era autor e um importante colaborador do estudo das bolsas de valores. Por isso, ele apresentou sua própria teoria da análise de gráficos chamada Elliott Wave Theory.

A teoria de Elliott consiste basicamente em dividir os movimentos dos mercados por seus próprios impulsos e correções. Dessa forma, os movimentos são chamados de ondas, e listados com uma sequência permitida pelo relacionamento que uma onda tem com a anterior e a posterior.

Assim, a teoria das ondas de Elliott é um estudo muito amplo, mas simples, para a análise de gráficos. Porém, antes de mais nada, é necessário entender o princípio de Elliott.

Princípios da teoria da Onda de Elliott

Inicialmente, é necessário definir que uma tendência, percebida através da análise técnica, é composta por uma série de movimentos que seguem uma direção. Assim, a direção pode ser para cima ou para baixo, altista no primeiro caso e baixista no segundo. Dessa maneira, é possível ver, no movimento dos preços, no gráfico, uma tendência de alta ou de baixa.

Tendência de alta
Tendência de baixa

A teoria das ondas de Elliott explica que o movimento dos preços do mercado, seja em uma tendência de alta ou de baixa é formado por um estágio impulsivo a favor dessa tendência, e depois, um estágio corretivo contra ela.

Dessa forma, o estágio de tendência ‘a favor de’ é representado por cinco ondas, enquanto o estágio de tendência ‘contra à’ é representado por três ondas.

Assumindo uma tendência de alta, Elliott diz que o mercado sobe com micro-onda dividida em cinco etapas (microondas impulsivas). Por outro lado, o mercado corrige com micro-ondas divididas em três etapas (microondas corretivas). Assim, em seguida, o processo é repetido.

Exemplo de Ondas de Elliot para movimento de alta

Seguindo a mesma estrutura, uma tendência de baixa é formada por 5 ondas no estágio impulsivo (mercado em queda) e 3 ondas no estágio corretivo (mercado em alta).

Exemplo de Ondas de Elliot para movimento de baixa

Como podemos ver nos desenhos acima, as ondas a favor da direção são 1, 3, 5 para o estágio impulsivo e A e C para o estágio corretivo , elas são chamadas ondas impulsivas. Por outro lado, as ondas 2, 4 e B vão na direção do contrária à tendência principal e são chamadas ondas corretivas .

Regras da teoria das Ondas de Elliot

No estágio impulsivo dividido em 5 ondas, cada uma dessas ondas está relacionada às outras de várias maneiras. Desse modo, a regra principal diz como as ondas devem ser distribuídas em tamanho e posição:

  • A segunda onda não pode corrigir mais que o comprimento total da onda 1 .
Exemplo de regra da onda 2 de Elliott
  • A terceira onda é quase sempre a mais longa e não pode ser a onda mais curta dos três impulsivos (a favor da tendência) ondas (1, 3 e 5).
Exemplo de regra da onda 3 de Elliott
  • A quarta onda não pode voltar mais além do final da onda 1 .
Exemplo de regra da onda 4 de Elliott

As ondas Elliott podem ser fractalizadas, isso significa que existem ondas (micro) menores dentro de ondas grandes (macro). Toda onda que segue na mesma direção de tendência é chamada de onda impulsiva e contém 5 microondas ; o estágio corretivo ou as ondas corretivas também respeitam esse recurso com 3 microondas .

Podemos pegar o mesmo exemplo de tendência de alta e ver isso melhor no gráfico:

Teoria de ondas de Elliot: estrutura de microondas e macroondas para exemplo de alta

Esse princípio é repetido infinitamente em cada micro ou macroonda e nos ajuda a entender que a teoria das ondas de Elliott funciona em todos os períodos de tempo.

Vamos ver uma estrutura da Teoria das Ondas de Elliot nos gráficos para um exemplo de baixa:

Princípio de Elliott Wave Theory no gráfico BTC / USD para exemplo de baixa

Ferramentas de retração e extensão de Fibonacci

O estudo de Fibonacci nos diz como os impulsos e retrações do mercado estão relacionados por seu comprimento. Por isso, Fibonacci pode ser combinado com o EWT, oferecendo uma poderosa estratégia de negociação em qualquer mercado.

A retração de Fibonacci é uma ferramenta que nos mostra diferentes níveis. Esses níveis podem ser alcançados pelos estágios de retração ou correção e basicamente nos dizem onde está o final possível das correções. Para usar adequadamente essa ferramenta, precisamos tomar uma onda impulsiva completa como referência, e Fibonacci nos mostrará os níveis de retração com base no comprimento desse movimento de impulso.

Exemplo de retração de Fibonacci

Os níveis mais importantes para a retração de Fibonacci são: 0,382, 0,50 e 0,618 . Eles serão os pontos-chave ao combinar a retração de Fibonacci com as ondas corretivas de Elliott.

A extensão de Fibonacci segue o mesmo princípio das retrações de Fibonacci, mas, neste caso, os níveis principais serão referidos nos impulsos futuros em favor da tendência, não nos movimentos corretivos. Finalmente, devemos mover os níveis de Fibonacci para o ponto inicial do impulso futuro que queremos analisar.

Exemplo de extensão Fibonacci

Os níveis mais importantes para a extensão de Fibonacci são: 0,50, 0,618, 1,00 e 1,618 . Eles serão os pontos-chave para combinar a extensão de Fibonacci com as futuras ondas impulsivas de Elliott.

Como Fibonacci está relacionado com a teoria das ondas de Elliott

Vamos lembrar:

  • A teoria das ondas de Elliott consiste em dividir as ondas de movimento dos preços , listadas por números no estágio impulsivo e por letras no estágio corretivo. O estágio impulsivo consiste em 5 ondas: 1,3 e 5 para microondas impulsivas e 2, 4 para microondas corretivas.
  • A retração de Fibonacci nos diz onde poderia estar o fim da onda corretiva .
  • A extensão de Fibonacci nos diz quão longa uma onda impulsiva pode ser .

A relação da Teoria de Elliot e Fibonacci está baseadaa em ondas específicas que possuem importantes níveis de extensão ou retração de Fibonacci:

  • Durante a segunda onda, os níveis mais importantes de retração de Fibonacci são 0,50 e 0,618 .
  • Durante a terceira onda, , os níveis mais importantes das extensões de Fibonacci são 1,00 e 1,618 .
  • Durante a quarta onda, os níveis mais importantes de retração de Fibonacci são 0,50 e 0,382 .
  • Durante a quinta onda, os níveis mais importantes de extensão Fibonacci são 0,618, 1,00 e 1,618 .

A estratégia de negociação com o uso da Teoria das Ondas de Elliot e de Fibonacci

A melhor maneira de desenvolver uma estratégia de negociação é seguir etapas simples e específicas. Aqui está um passo a passo de uma estratégia de negociação baseada nas ferramentas das Ondas de Elliot e Fibonacci:

1. Primeiro, precisamos identificar a tendência atual no movimento dos preços, de alta ou de baixa.

2. Depois de identificar a tendência atual, saberemos se as cinco ondas impulsivas serão altistas ou baixistas. Para cima em altistas, e para baixo em baixistas.

Exemplo de estratégia das Ondas de Elliot para as etapas 1 e 2

3. No estágio impulsivo de Elliott, precisamos identificar as primeiras três ondas , sempre lembrando as regras das ondas de Elliott e a recomendação de que a terceira onda seja quase sempre a mais longa.

Exemplo de estratégia da teoria das ondas de Elliott, etapa 3

4. Após identificar as três primeiras ondas, devemos colocar a ferramenta de retração de Fibonacci em todo o comprimento da terceira onda . Então, ele nos mostrará os principais níveis de Fibonacci para o final da quarta onda.

5. Devemos aguardar a formação da quarta onda , colocando uma ordem entre 0,382 e 0,50 níveis de retração de Fibonacci. A ordem será ‘compra’ (long) se a tendência for de alta ou ‘venda’ (short) se a tendência for de baixa.

Exemplo de estratégia da teoria das ondas de Elliott, etapas 4 e 5

6. Para stop loss, temos que identificar a zona de invalidação da quarta onda . Além disso, a quarta onda não pode alcançar essa zona pelas regras das Ondas de Ellior . Aqui temos que colocar o stop loss atrás da linha vermelha de invalidação.

Exemplo de estratégia da Teoria das Ondas de Elliot, etapa 6

7. Para realizar lucro, precisamos identificar uma zona entre 0,618 – 1,00 da extensão de Fibonacci para previsão da quinta onda .

Exemplo de estratégia da Teoria das Ondas de Elliot, etapa 7

8. Finalmente, aguarde o final do trade e aproveite.

A estratégia das Ondas de Elliot atingiu o alvo.

Leitura adicional:

  1. Aprenda o básico sobre o estudo de gráficos de criptomoedas clicando aqui.
  2. Quer aprender mais? Participe do nosso Grupo Telegram e receba sinais de negociação, um curso de negociação gratuito e comunicação diária com os fãs de criptomoedas!
  3. Veja abaixo como ter acesso aos sinais gratuitos de negociação de criptomoedas com um trader profissional do BeInCrypto.