Conforme a indústria das criptomoedas evolui, as maneiras para comprar ativos digitais também se multiplicam. Você pode, por exemplo, comprar Bitcoin em exchanges centralizadas ou por meio de faucets, que são sites e aplicativos que oferecem criptomoedas aos usuários dispostos a realizar algumas tarefas. No entanto, se você deseja negociar suas “criptos” em um ambiente virtual livre da intermediação de terceiros, uma possibilidade é usar exchanges P2P (Peer-to-Peer), mais conhecidas no Brasil como exchanges descentralizadas. Neste artigo, você verá quais são as melhores exchanges descentralizadas para comprar e vender criptomoedas.

Indíce do texto:

O que é uma exchange descentralizada?

Como uma exchange descentralizada funciona?

Qual a diferença entre uma exchange centralizada e uma exchange descentralizada?

Vantagens das exchanges descentralizadas

Desvantagens das exchanges descentralizadas

As melhores exchanges descentralizadas

LocalBitcoins

Binance P2P

Paxful

Bisq

IDEX

Waves

O que é uma exchange descentralizada?

As exchanges descentralizadas são corretoras de criptomoedas operadas por um software. Essas plataformas P2P conectam os usuários diretamente uns aos outros. Com isso, não há necessidade de uma terceira parte para fazer a intermediação da compra e da venda.

As exchanges centralizadas, como Binance, Coinbase, Kraken e semelhantes, são empresas que processam a negociação em nome dos traders. Normalmente, elas cobram uma série de taxas por depósitos, retiradas, transações e outros serviços.

Nas exchanges descentralizadas, por outro lado, os traders se conectam diretamente entre si, realizando a negociação sem um intermediário. Por causa disso, a negociação é mais barata, embora também possa ser menos segura. É claro que o software traz um certo nível de segurança ao processo, mas existe um certo risco.


Como uma exchange descentralizada funciona?

O conceito por trás das corretoras de criptomoedas descentralizadas é bastante simples. O usuário cria sua própria conta na plataforma, configura uma ordem e, em seguida, se conecta a um comprador ou a um vendedor.

A melhor maneira de entender como as exchanges descentralizadas funcionam é compará-las a plataformas de negociação centralizadas.

Se alguém deseja vender Bitcoin em uma corretora de criptomoedas centralizada, por exemplo, deve especificar a quantidade, bem como o preço pelo qual deseja vender seu ativo. Essas solicitações são conhecidas como ordens.

Quando outro trader deseja comprar o BTC, ele examina o livro de ofertas (ou livro de ordens) da exchange e procura uma ordem de venda que considera satisfatória. Se ele não encontrar nenhum pedido que considere bom o suficiente, ele pode criar seu próprio pedido de compra, onde especifica seus termos. Ele pode, por exemplo, especificar quantas moedas deseja comprar, bem como o preço que está disposto a pagar por elas.

Quando a corretora de Bitcoin detecta uma ordem de compra e uma de venda com requisitos correspondentes, as negociações são então processadas.

Nesse caso, portanto, a exchange centralizada serve como uma intermediária que pode agilizar o processo para os usuários. Isso geralmente é necessário porque as transferências de Bitcoin tendem a levar certo tempo – de 10 minutos a algumas horas. As transferências de moeda corrente (real, dólar etc) geralmente duram dias, o que é extremamente demorado, considerando a rapidez com que as transações podem ser feitas com a tecnologia moderna.

A corretora de criptomoedas pode liquidar as negociações imediatamente, e todos obtêm o que desejam, mesmo que a transação em si leve muito tempo para ser processada adequadamente.

Qual a diferença entre uma exchange centralizada e uma exchange descentralizada?

Já as exchanges descentralizadas funcionam de maneira diferente da exposta acima. Em vez de localizar e conectar ordens, essas corretoras de criptomoedas conectam os próprios indivíduos que emitem as ordens no livro de ofertas.

Em outras palavras, as exchanges P2P não processam negociações automaticamente quando encontram ordens correspondentes. Em vez disso, as corretoras de Bitcoin descentralizadas conectam um comprador e um vendedor e permitem que eles tentem fazer um negócio sem um terceiro intermediando.

Elas ainda podem usar terceiros para resolver disputas potenciais, embora a exchange em si possa operar sem a necessidade de interação humana, pelo menos no que diz respeito a terceiros.

Existem duas abordagens diferentes nos casos das corretoras de criptomoedas P2P: Exchange descentralizada Automatizada e Exchange descentraliza Escrow. Essa última oferece algo semelhante a um serviço de depósito, que mantém as criptomoedas sob custódia até a transação ser finalizada.

  • A exchange descentralizada automatizada funciona da maneira como descrevemos acima: dois traders se conectam e fecham negócio.
  • A exchange descentralizada com escrow é um pouco diferente. Nesse caso, quando o comprador e o vendedor se conectam e começam a negociar, as criptomoedas do vendedor são bloqueadas no escrow (depósito). As criptomoedas só são liberadas depois que a negociação for finalizada e ambas as partes aprovarem.

Dessa forma, nenhum dos traders precisa realmente confiar no outro. Portanto, se a compra não for finalizada, as moedas simplesmente retornam ao vendedor, e ambas as partes podem seguir seus próprios caminhos em busca de novos negócios.

Vantanges das exchanges descentralizadas

  • Como mencionado, existem vantagens e desvantagens nas negociações em corretoras de criptomoedas descentralizadas. O principal ponto positivo é o fato de que não há terceiros envolvidos na operação, de modo que os próprios traders são livres para negociar.
  • Isso também aumenta a resistência a atos de “censura” impostos por governos, a exemplo de congelamento de retiradas, bloqueios de contas etc. Isso é algo a que as exchanges centralizadas são muito vulneráveis, especialmente porque essas corretoras exigem que os usuários depositem seus fundos nas wallets delas.
  • Isso também deixa as exchanges centralizadas vulneráveis a ataques hackers, o que é menos problemático com plataformas peer-to-peer. Na verdade, são problemas como esses que levam os usuários a começarem a usar exchanges descentralizadas de criptomoedas.
  • Outra vantagem é o fato de que, nas corretoras descentralizadas de Bitcoin e outras “criptos”, a negociação é mais veloz. Compradores e vendedores normalmente podem chegar a um acordo muito rapidamente e, portanto, o processo não leva tanto tempo. Sem mencionar que também fica muito mais barato, já que você não precisa pagar taxas para intermediários.
  • Muitas vezes, você também consegue encontrar preços melhores do que o praticado pelo mercado, embora isso dependa muito do vendedor e de quanto ele deseja pelas criptomoedas.
  • Por último, há também maior transparência, pois tanto o comprador quanto o vendedor podem ver informações um do outro dentro da corretora descentralizada de criptomoedas.

Desvantagens das exchanges descentralizadas

  • É claro que as exchanges descentralizadas também têm suas desvantagens. A maior falha no momento é o fato de elas ainda serem relativamente novas, mesmo quando comparadas às exchanges centralizadas. As corretoras P2P mais antigas existem há apenas três ou quatro anos, sendo que a maior parte desse tempo foi dedicada ao desenvolvimento.
  • Isso causa outros problemas. Um deles é que as exchanges descentralizadas alcançam apenas um pequeno público formado por experientes entusiastas das criptomoedas. Essas são as pessoas que estão na indústria da criptoeconomia há anos e sabem o que estão fazendo. Enquanto isso, as exchanges P2P não são tão amigáveis para iniciantes, e os recém-chegados geralmente não as consideram intuitivas.
  • E, claro, devido ao menor número de traders, as exchanges descentralizadas geralmente também apresentam baixos volumes de negociação, o que leva a um tempo maior antes que a ordem seja correspondida.
  • Por último, é improvável que você encontre traders profissionais nessas exchanges P2P. Isso porque eles procuram plataformas com grande liquidez para aproveitar as novas oportunidades. Para eles, a velocidade é essencial. Portanto, as plataformas descentralizadas (onde as negociações geralmente duram muito tempo) não são tão atraentes.

As melhores exchanges descentralizadas

Agora que sabemos o que são as exchanges descentralizadas, como funcionam e quais são seus pontos fortes e fracos, vamos dar uma olhada nas principais exchanges de criptomoedas descentralizadas que você pode usar para comprar Bitcoin e outros ativos digitais.

1) LocalBitcoins

  • Como o nome sugere, a LocalBitcoins é uma exchange descentralizada para comprar e vender Bitcoin. Compradores e vendedores se conectam e podem discutir os termos da negociação.
  • Essa exchange P2P usa custódia (escrow), conforme explicado anteriormente. Simplificando, essa corretora de criptomoedas descentralizada abriga brevemente as moedas que estão sendo vendidas, até que o comprador e o vendedor acertem o resto do negócio.
  • Uma das características interessantes sobre a LocalBitcoins é que a plataforma se trata de uma exchange descentralizada global, que oferece a seus usuários muitas opções. Qualquer pessoa pode usá-la, e é uma das plataformas P2P mais populares, se não a líder.
  • A plataforma realmente não impõe nenhum limite quando se trata de compra ou venda, e os usuários podem negociar qualquer quantia a qualquer preço, desde que a outra pessoa concorde com isso.
  • Embora a LocalBitcoins esteja disponível globalmente, a liquidez dependerá, de fato, de quantos compradores/vendedores podem ser encontrados na área do usuário. Existem também algumas exceções, onde a exchange não está disponível, como na Alemanha e no estado americano de Nova York.
  • Outra informação interessante sobre a LocalBitcoins é que essa plataforma descentralizada não pede tantas informações. Os usuários não precisam ser verificados para usá-la, por exemplo, o que é ideal para quem deseja maior privacidade e anonimato.

Prós da LocalBitcoins:

  • LocalBitcoins está disponível em quase qualquer parte do mundo
  • Oferece uma maneira de comprar criptomoedas sem revelar sua identidade
  • Você pode pagar pela critpomoeda por meio de vários métodos de pagamento
  • Não há limites para quanto você pode comprar/vender ou a que preço
  • Uma plataforma muito antiga e confiável
  • Não é um golpe

Contras do LocalBitcoins:

  • Embora essa exchange descentralizada de Bitcoin seja confiável, os usuários podem não ser
  • Os golpistas costumam tentar enganar os usuários
  • Embora ofereça vários métodos de pagamento, métodos de pagamento reversíveis não são recomendados
  • Alguns vendedores exigem verificação de identidade em negociações de grandes quantidades de criptomoedas

2) Binance P2P (descentralizada)

  • Em seguida, temos a exchange P2P da Binance, que é uma das maiores exchanges de criptomoedas do mundo. A própria Binance é uma corretora centralizada que também decidiu adicionar uma plataforma descentralizada, lançada apenas no ano passado.
  • Sua versão P2P está disponível globalmente e permite que usuários de qualquer lugar do mundo se cadastrem e comecem a negociar. Como de costume, a exchange descentralizada da Binance permite que compradores ou vendedores configurem seu pedido e esperem que alguém compre ou venda criptomoedas diretamente para eles.
  • A plataforma descentralizada Binance também se destaca por diversos motivos, como por exemplo fazer parte de uma uma empresa conceituada, bem como pelo fato de suportar vários altcoins. No entanto, a plataforma descentralizada de criptomoedas da Binance também exige que os usuários se cadastrem, o que elimina o anonimato.
  • A Binance também fornece um “botão de apelo”, o qual os traders podem clicar a qualquer momento durante uma negociação, caso não haja um acordo entre eles
  • Conforme mencionado, a exchange também oferece várias moedas, incluindo BTC, USDT, BNB, ETH e BUSD. No entanto, isso vem acompanhado com limitações em relação a quanto os usuários podem vender de uma vez, com um mínimo de 0,01 BTC e um máximo de 5 BTC. A exchange P2P também limita o preço, que pode variar somente entre 80% e 120% do valor de mercado atual.

Prós da exchange descentralizada da Binance:

  • Uma exchange descentralizada que faz parte de uma empresa respeitável
  • Oferece um “botão de apelo” para os traders que não conseguem chegar a um acordo
  • Suporte para várias criptomoedas
  • Disponível globalmente
  • Sem taxas

Contras do exchange descentralizada da Binance:

  • Os usuários precisam ser verificados antes de usar a exchange descentralizada da Binance
  • Há limites para a quantidade que pode ser vendida e para o preço

3) Paxful

  • A Paxful é uma exchange descentralizada semelhante a LocalBitcoins em muitos aspectos. Por exemplo, a Paxful oferece vários métodos de pagamento, bem como uma série de opções de compra. A corretora de criptomoedas oferece apenas Bitcoin, mas você pode comprá-lo por meio de praticamente qualquer método de pagamento disponível
  • Os problemas usuais com exchanges descentralizadas – como evitar golpistas e encontrar uma boa taxa – estão presentes nela também. Mas, depois de um tempo, os traders aprendem rapidamente como reconhecer negócios ruins ou fraudulentos, e evitá-los.
  • A Paxful oferece seus serviços em dois tipos. Os usuários podem usar um formulário no site da plataforma ou usar um link de “quiosque virtual”. Esses links são parecidos com um programa de afiliados. Eles podem ser usados por qualquer pessoa ou proprietário de um site e ajudam a divulgar a plataforma. Enquanto isso, os usuários podem gerar 2% de receita de qualquer quantidade de criptomoeda comprada.
  • Outra semelhança entre a Paxful e LocalBitcoins é o serviço de escrow (depósito), que também está disponível para transações de Bitcoin.
  • Também existe a possibilidade de disputa, caso os traders se encontrem em um impasse. No entanto, isso não é algo que acontece com muita frequência e, na maioria das vezes, as negociações acabam sendo rápidas e suaves.
  • Se você deseja comprar BTC, pode fazê-lo sem ter que pagar nenhuma taxa adicional para a Paxful. No entanto, você terá que pagar uma taxa de 1% se estiver vendendo. Além disso, há taxas adicionais que os traders pagam para os mineradores, que estão presentes como parte de qualquer transação. A taxa de 1% mencionada não cobre isso. Esse 1% é cobrado pela própria empresa.

Níveis de verificação

Também é importante notar que a corretora de criptomoedas descentralizada Paxful tem diferentes níveis de verificação. Cada um deles vem com um limite diferente:

  • No nível 1, os usuários podem ser verificados por e-mail e telefone, e o limite é de $ 1.500.
  • Aqueles que vão para o nível 2 também precisam concluir o nível 1, além de passar pela verificação de identidade. No entanto, seu limite dispara para $ 10.000.
  • O nível 3 possui todos os requisitos dos dois níveis anteriores, mas também inclui a verificação de endereço. Infelizmente, este nível não parece trazer um aumento no limite, que se mantém em $ 10.000.
  • Aqueles que vão para o nível 4 precisam fornecer todas as informações mencionadas até agora, além de due diligence, que basicamente é uma verificação das informações repassadas. A recompensa neste nível é não ter limite.
  • Quanto a quem pode usar a Paxful, essa exchange descentralizada de Bitcoin está disponível globalmente, exceto nos seguintes países: Burundi, Cuba, República Centro-Africana, Sudão, Irã, Iraque, região da Crimeia, Líbia, Líbano, Somália, Coreia do Norte, Sudão e Darfur, Sudão do Sul, Iêmen e Síria.

Prós da exchange descentralizada Paxful:

  • Paxful é uma exchange descentralizada confiável, disponível na maioria das regiões do mundo
  • Tem um suporte ágil
  • Oferece suporte para quase todos os métodos de pagamento existentes
  • Os usuários geralmente estão muito satisfeitos com a exchange

Contras da exchange descentralizada Paxful:

  • As taxas podem ser altas
  • Golpes são uma possibilidade
  • Os usuários precisam fornecer mais e mais dados para ultrapassar os limites
  • Há uma taxa de 1% para a empresa, além das taxas dos mineradores

4) Bisq

  • A Bisq é outra importante exchange de Bitcoin descentralizada. Ela permite aos usuários trocar Bitcoin por moedas nacionais sem a necessidade de divulgar qualquer informação de identificação.
  • Além disso, ela é um aplicativo de desktop de código aberto criado e mantido por desenvolvedores em todo o mundo.
  • A Bisq aproveita o roteamento do Tor, a computação local e as carteiras pessoais para garantir que nenhum componente do software seja centralizado. Deve-se notar, no entanto, que a negociação na Bisq é significativamente mais lenta devido a essas características.
  • Ao contrário de outras exchanges, nenhuma parte de uma negociação é centralizada. Incluindo compradores e vendedores correspondentes.
  • Em vez disso, os vendedores de Bitcoin devem pesquisar manualmente os pedidos na moeda nacional de sua preferência e no método de pagamento não criptografado.
  • A conveniência de fazer um pedido também depende de qual plataforma de pagamento tradicional os usuários pretendem usar. Alguns pedidos de Bitcoin só estão disponíveis se os usuários também tiverem uma conta Zelle, por exemplo. Outras opções incluem transferências bancárias, mas essa opção pode levantar suspeitas para certas instituições financeiras.
  • Com relação à segurança, todos os fundos e depósitos feitos antes de executar uma negociação são mantidos em um depósito de 2 de2 multisig. O depósito de segurança necessário para iniciar a negociação e evitar comportamento fraudulento é de 2% do valor total. Este é o equivalente mais próximo a uma taxa de negociação nesta rede.

Prós da exchange descentralizada Bisq:

  • A Bisq está disponível na maioria das regiões do mundo
  • Totalmente descentralizada
  • Oferece suporte para quase todos os métodos de pagamento existentes
  • Site em português

Contras da exchange descentralizada Bisq:

  • Baixa liquidez
  • Golpes são uma possibilidade
  • Velocidade mais lenta do que a maioria

IDEX

A IDEX é uma das exchanges descentralizadas mais populares desta lista. Até o momento, ela ostenta quase 18 Bitcoins em liquidez e um pouco menos de 400 pares de tokens diferentes.

Os usuários da exchange gerenciam seus fundos por meio do contrato inteligente baseado em Ethereum da plataforma, que é acessado por meio de chave privada. Existem quatro maneiras de abrir uma carteira na IDEX: MetaMask, um arquivo Keystore, inserindo manualmente as chaves privadas ou por meio de um Ledger Nano S.

Uma vez conectados, os usuários precisam apenas mover fundos para a exchange usando qualquer uma das quatro carteiras para começar a negociar.

A IDEX oferece uma experiência de trading bem completa. Os usuários podem visualizar os pares de negociação e o status de vários livros de ordens. Além disso, a interface oferece aos usuários a capacidade de configurar ordens de mercado / limite.

Como as exchanges centralizadas, a carteira de pedidos também é atualizada em tempo real, o que significa que fazer a correspondência entre compradores e vendedores é relativamente eficiente.

A IDEX é, no entanto, mais centralizada do que outras exchanges descentralizadas, já que muitas das operações são controladas por uma autoridade central (com exceção da forma como os fundos são liquidados). Os usuários ainda estão à disposição da plataforma para garantir que os pedidos sejam executados.

Porém, como compensação, eles desfrutam de um design de usuário mais suave e de maior liquidez.

Eles também começaram a implementar políticas de “conheça seu cliente” mais rígidas.

Prós da exchange descentralizada IDEX:

  • A carteira de pedidos é atualizada em tempo real
  • Os usuários da IDEX têm várias opções de suporte ao cliente para escolher, incluindo chat ao vivo, e-mail e “discordar”.
  • A exchange oferece incentivos por meio de dois tokens próprios: o IDEX Membership (IDXM) e o IDEX (IDEX).

Contras da exchange descentralizada IDEX:

  • O site e o suporte não estão disponíveis em português
  • Golpes são uma possibilidade
  • Mais centralizada do que outras concorrentes

Waves

  • A WavesDEX é uma exchange de criptomoedas descentralizada construída na plataforma de blockchain de código aberto da Waves. A Waves difere da maioria das outras exchanges de criptomoedas porque é construída em um blockchain e é usada não apenas para a comercialização de ativos digitais, mas também para crowdfunding por meio de ICOs.
  • A plataforma de negociação da Waves é totalmente baseada na web e é acessível a qualquer pessoa de todo o mundo. Qualquer um pode criar uma conta na Waves e permanecer completamente anônimo enquanto realiza negociações ponto a ponto.
  • A interface da plataforma é muito bem projetada e se parece com as exchanges líderes do setor. Além disso, a plataforma de negociação apresenta correspondência de ordens em tempo real e utiliza acordos de blockchain seguros.
  • Até agora, a Waves provou ser uma exchange confiável para o comércio de criptomoedas. Os fundos dos comerciantes são considerados mais seguros do que nas exchanges de criptomoedas normais porque os fundos são mantidos em carteiras de criptomoedas pessoais, em vez de em um banco de dados de câmbio centralizado. Além disso, a plataforma funciona perfeitamente sem problemas.
  • A exchange de criptomoedas descentralizada Waves oferece apenas um tipo de conta de negociação. Ao se inscrever na exchange, todos os negociadores estão sujeitos às mesmas permissões e limitações da exchange.
  • Não há limites de quanto um trader pode depositar, sacar ou negociar. Além disso, os usuários da exchange podem permanecer anônimos, pois nenhuma informação de verificação de identidade é necessária para abrir uma conta. O único requisito para abrir uma conta na Waves é que os usuários baixem a carteira do cliente Waves para armazenar suas criptomoedas.

Prós da exchange descentralizada Waves:

  • A carteira de pedidos é atualizada em tempo real
  • Taxas baixas e competitivas
  • Disponível em diversos países

Contras da exchange descentralizada Waves:

  • Baixa liquidez
  • O site e suporte não estão disponíveis em português
  • Golpes são uma possibilidade

Conclusão

Embora as exchanges descentralizadas não sejam tão intuitivas e seguras, elas ainda são as preferidas de muitos traders de criptomoedas espalhados pelo mundo. Isso porque comprar e vender ativos digitais por meio delas geralmente é mais rápido, desde que compradores e vendedores cheguem a um acordo.

A segurança é aprimorada de algumas maneiras, especialmente quando se trata de exchanges descentralizadas que usam depósito (escrow). Fora isso, elas também são mais baratas e, muitas vezes, não são alvos de hackers. No entanto, as exchanges P2P têm suas desvantagens, conforme mencionado. Portanto, se vale ou não a pena utilizá-las depende muito da necessidade de cada trader.