Melhores Placas de Vídeo Para Minerar Criptos em 2021

Compartilhar Artigo

As placas de vídeo têm sido usadas para minerar Bitcoin e outras criptomoedas há anos. E a mineração, que antes ficava restrita a entusiastas do setor, vem ganhando novos adeptos no Brasil e mundo afora, uma vez que o setor de criptos tem se popularizado cada vez mais.



Porém, muitos ainda se perguntam se a mineração de criptomoedas ainda vale a pena em 2021. Afinal, a volatilidade tem sido extremamente alta e é provável que continue assim por um tempo.

Apesar da montanha-russa do setor, os especialistas acreditam que 2021 será um ano lucrativo para as criptomoedas. Por isso que esse pode ser o melhor momento para começar a minerar. Mas antes disso, é claro, é preciso escolhecer placas de vídeo para mineração.



Porém, se o seu objetivo é começar a minerar sem se preocupar em investir em uma placa de vídeo, nós indicamos a leitura de outro artigo, os melhores serviços de mineração em nuvem. Porém, já adiantamos que o serviço da StormGain pode ser a melhor opção para você.

Acesse este link e comece a minerar na nuvem agora!

Por que se usa placa de vídeo para minerar?

A mineração de criptomoedas exige um alto poder computacional. Por isso, é essencial ter um PC potente para minerar criptomoedas. Além de uma boa placa-mãe, um processador veloz e pentes de memória, o equipamento também deve ter uma placa de vídeo com alto poder de processamento gráfico.

Isso porque uma boa GPU (Unidade de Processamento Gráfico)  – nome do processador gráfico da placa de vídeo – é capaz de manter a alta performance da mineração de Bitcoin, bem como a qualidade de todo o processo. Além disso, uma placa de vídeo de qualidade também ajuda e diminuir os riscos de superaquecimentos.

Obviamente que não estamos falando de grandes corporações, que podem se dar ao luxo de investir milhões na indústria de mineração e comprar ASICs (equipamentos para “farmar Bitcoin”) no valor de centenas de milhares de dólares.

Em vez disso, neste texto estamos interessados em qual é a melhor placa de mineração para aqueles novatos no universo cripto.  Dessa forma, as pessoas podem ingressar no setor de mineração por conta própria ou num dos pools de mineração.

Vale lembrar que algumas pessoas têm falado que a mineração por meio de sua própria GPU é algo do passado. Isso porque a dificuldade de mineração de criptomoedas aumentou quando as pessoas começaram a ingressar na indústria em maior número.

Claro, isso vale para as maiores moedas, incluindo o próprio Bitcoin. Porém, existem centenas de altcoins que ainda podem ser extraídas por meio da GPU e sem a necessidade de equipamentos mais caros.

Com isso em mente, decidimos listar algumas das melhores placas de vídeo para minerar criptomoedas em 2021.

Aqui, você encontrará:

Coisas a considerar ao escolher uma placa de vídeo para mineração

Antes de começarmos a listar de placas de vídeo para minerar, talvez seja útil saber quais recursos são mais importantes quando se trata de mineração. Temos dicas sobre o que procurar em uma placa de mineração e como avaliar sua utilidade antes de fazer uma compra.

Existem alguns fatores para analisar, que incluem:

Preço da placa de vídeo para mineração

Como você provavelmente sabe, a mineração de criptomoedas pode ser bastante cara, pois requer muitos recursos. Isso porque a eletricidade é consumida em grandes quantidades e a dificuldade de mineração aumenta com cada indivíduo que ingressa. Assim, também é necessária muita energia computacional.

Com os custos elevados chegando, lembre-se de que o preço das placas de vídeo para minerar precisa estar entre suas principais preocupações. Agora, a maioria das plataformas de mineração é criada com várias GPUs, para poder contribuir mais e ganhar mais.

O custo de cada placa de vídeo para minerar pode variar e cabe a você decidir quanto deseja e pode gastar. Contudo, você pode esperar que os preços estejam entre US$ 150 (R$ 793) e US$ 1300 (R$ 6,8  mil) por GPU. Sua melhor aposta seria ir para os preços em algum lugar no meio desses valores. Dessa forma, você não pagará muito, e ainda poderá obter um produto decente que valerá a pena.

Consumo de energia da placa de vídeo para mineração

Como mencionado, o consumo de energia é um grande problema e, quanto mais energia é consumida, mais calor é gerado durante o processo de mineração. Esses dois problemas podem ser controlados simplesmente se você não usar uma GPU de alta potência.

Escolha entre as placas de video para minerar de baixa ou média potência, se não desejar lidar com esses problemas. Outra opção é gastar o dinheiro extra em tecnologia de refrigeração avançada. Contudo, lembre-se de que isso significa que sua taxa de hash (falamos sobre isso no parágrafo abaixo) será menor. Assim, os seus lucros podem ser afetados por custos operacionais excessivamente altos.

Taxa de Hash das placas de vídeo para mineração

A taxa de hash – velocidade em que um computador consegue realizar contas – é um fator importante, que é determinado pela velocidade na qual sua GPU consegue minerar.

O tipo de GPU que você está usando e o algoritmo que a moeda está utilizando também são fatores importantes. Portanto, se você não tem uma moeda específica em mente, provavelmente seria melhor comprar uma GPU com uma taxa de hash bem arredondada.

Isso torna a placa útil para um espectro muito mais amplo de algoritmos de hash. Dessa forma, você não terá que se limitar a uma única moeda e terá a oportunidade de mudar para outra mineradora, caso opte por fazê-lo.

Garantia da placa de mineração

Garantia também é algo que você deve ter em mente. Claro, a mineração de criptomoedas não danificará sua GPU mais do que os jogos ou qualquer outra tarefa de alto desempenho.

No entanto, sua placa de video para minerar terá que funcionar com uma carga constante pelo tempo que você escolher. Dessa maneira,  é recomendável obter uma garantia longa e boa de cerca de 2 anos. Isso é apenas por segurança, afinal, se algo acontecer, você não quer desperdiçar seu dinheiro.

Capacidade de Overclock

O overclock – técnica que consiste em aumentar manualmente a capacidade de um hardware – também é algo que você deve procurar saber na hora da comprar uma placa de vídeo para mineração. Isso porque muitas GPUs podem ser ajustadas para ter um desempenho mais rápido do que a configuração padrão.

Esse “upgrade” tornará a placa de vídeo mais eficiente e ajudará você a contribuir mais para a solução de cada bloco. Por sua vez, você garante uma parcela maior dos resíduos de mineração.

Com isso em mente, procure placas com alta capacidade de overclock e escolha a que pode ser mais eficiente quando levada ao limite. É claro que existem outros fatores menores que podem influenciar seu desempenho como minerador de criptomoedas. Porém, essas são as principais característricas a serem observadas.

Agora, vamos ver algumas das melhores placas de vídeo para minerar criptomoedas em 2020.

Melhores Placas de Vídeo Para Minerar

Uma dúvida comum para os mineradores é, dentre os dois maiores players do mercado, qual é o melhor, AMD ou Nvidia?

AMD ou Nvidia, qual é a melhor?

Que a Nvidia e a AMD são os maiores e melhores fabricantes de placas para mineração, nós já sabemos. Mas qual destas empresas é a superior? A que vai atender melhor às suas necessidades?

O consenso é que a Nvidia é melhor para novos mineradores, pois suas GPUs são mais fáceis de configurar, consomem menos energia (menos preocupação com a configuração da ventilação e eficiência energética) e funcionam com mais algoritmos de mineração.

No entanto, as placas AMD geralmente têm um custo unitário de hashrate menor, o que as torna mais econômicas. Outra coisa a observar é que a AMD geralmente é melhor para moedas Ethash como Ethereum e Ethereum Classic.

Ou seja, tanto a AMD quanto a Nvidia são ótimas, e cada uma se adéqua a um perfil diferente.

Vamos começar a lista com uma das melhores opções para mineração de jogos e criptomoedas:

1) Nvidia GeForce GTX 1070

Prós da Nvidia GeForce GTX 1070:

  • A Nvidia GeForce GTX 1070 é uma excelente escolha, pois conseguiu garantir uma taxa de hash de cerca de 30 MH/s
  • Ao mesmo tempo, ela não consome muita energia, reduzindo assim o custo da mineração.
  • Com o custo mais baixo, um pedaço maior de seus ganhos permanecerá para você aproveitar
  • Portanto, em última análise, essa é a melhor solução por essa perspectiva.
  • A placa vem com um clock principal de 1506MHz, enquanto oferece 8GB GDDR5 em termos de memória.
  • Seu relógio de memória fica em 8Gbps.
  • O consumo de energia que mencionamos anteriormente é de 150W.
  • Essa GPU fornecerá um bom equilíbrio entre taxa de hash e energia, além de uma grande quantidade de memória disponível.

Contras da Nvidia GeForce GTX 1070:

  • A única desvantagem que temos para relatar é que ela é um pouco mais cara.
  • Porém, considerando seu potencial, vale a pena investir um pouco mais no início
  • Dessa maneira, ela provavelmente produzirá retornos significativos quando você realmente começar a minerar.

2) Nvidia GeForce GTX 1060

Prós da Nvidia GeForce GTX 1060:

  • A GTX 1060 é inferior a 1070 em termos de parâmetros
  • Contudo, ela ainda é considerada uma das melhores do setor.
  • Sua memória pode ir de 3 GB a 6 GB.
  • Quando se trata de seu potencial de overclock, as configurações são de 150MHz quando se trata do núcleo, enquanto a memória pode subir até 500Mhz, o que é bastante decente.
  • Sua taxa de hash fica em 20 MH/s,
  • O hash é um pouco menor que 1070, mas não é ruim
  • Você ainda pode contribuir com uma quantidade decente de poder de computação no processo de mineração

Contras Nvidia GeForce GTX 1060:

  • No entanto, apenas a versão de 6 GB do cartão é boa o suficiente para minerar criptomoedas
  • Provavelmente, a versão de 3 GB não será adequada para isso.

3) AMD Radeon RX580

Prós da AMD Radeon RX580:

  • A GPU da AMD, Radeon RX580, é a principal GPU da empresa para mineração, de acordo com muitos usuários.
  • De fato, não é apenas uma das melhores quando se trata da AMD, mas também em todo o setor.
  • Como resultado, essa GPU às vezes pode ser um pouco difícil de encontrar devido à grande demanda.
  • Se você conseguir encontrá-la, esta é uma excelente opção com uma taxa de hash de 29 MH/s, o que é suficiente para rivalizar com o GTX 1070 da Nvidia.
  • Seu consumo de energia também é bastante baixo, e é por isso que essas duas GPUs são frequentemente vistas como rivais diretas uma do outra.
  • O modelo da AMD é significativamente mais barato do que o da Nvidia.
  • Ao comprá-lo, você garantirá um produto de qualidade, caso não se importe em fazer alguns ajustes de configuração.
  • Quanto aos outros recursos, possui um clock de 1.257 MHz e uma memória de 8GB.
  • Consome um pouco mais de potência do que a 1070 – cerca de 185W – embora isso ainda seja bastante aceitável.

Contras da AMD Radeon RX580:

  • As GPUs da AMD exigem um pouco mais de pesquisa e habilidade para fazer overclocks e obter melhor desempenho.
  • Por isso, essa GPU pode ser melhor para quem não é iniciante no mundo da mineração e/ou modificações de hardware.

4) Nvidia RTX 1660 6GB Ti

Voltando à Nvidia, temos a RTX 1660 6GB Ti, que é uma placa de mineração bastante nova, que usa memória DDR6.

Muitos diriam que essa pode ser a melhor placa de vídeo da Nvidia para mineração, apesar de deixarmos isso para você decidir.

Vamos listá-la como outra ótima opção devido a vários aspectos que dão aos seus usuários uma vantagem na indústria de mineração.

Prós da Nvidia RTX 1660 6GB Ti:

  • O que os mineradores mais amam nesta GPU é que ela apresenta o mesmo preço baixo do modelo 1060 mencionado anteriormente.
  • Contudo, a 1660 a supera fortemente ao mesmo tempo.
  • Ela pode ser usado para minerar uma ampla variedade de criptos, que é um dos benefícios comuns das GPUs da Nvidia.
  • Outra excelente vantagem é o fato de não consumir uma tonelada de eletricidade como muitas outras GPUs de mineração existentes no mercado.

Contras da Nvidia RTX 1660 6GB Ti:

  • Uma coisa que os mineradores não gostam desta placa é o fato de ela ter apenas 6 GB.
  • Isso a a torna incapaz de lidar com alguns algoritmos de mineração que exigem 8 GB de memória.
  • Ainda assim, possui uma taxa de hash bem-arredondada; produz calor baixo e, como GPU da Nvidia, é muito fácil fazer overclock.

5) AMD Radeon VII

Voltando ao que muitos chamariam de melhor placa de vídeo AMD para mineração, temos a Radeon VII.

Agora, esta é uma placa que levou a AMD a um nível totalmente novo no que diz respeito à mineração de criptomoedas, pois fornece uma taxa de hash maciça de 90 MH/s mesmo sem overclocking.

Pós da AMD Radeon VII:

  • É uma das placas mais poderosas do mercado, com clock de 1.400 MHz e 16 GB de memória, com 5 Gbps.
  • Naturalmente, seu enorme poder também requer uma grande quantidade de energia para que ele funcione.

Quando se trata de seu consumo de energia, ele fica em 300W, o que pode ser demais para alguns usuários.

Isso ocorre principalmente devido à natureza instável dos preços das criptomoedas.

No entanto, se você tiver certeza do que está fazendo, é provável que esta placa o ajude a gerar mais do que um lucro decente, mas com o custo de despesas mais altas.

No final, a decisão é sua, e a Radeon VII pode ser exatamente o que você está procurando.

Contras da AMD Radeon VII:

  • Mais cara do que outras na lista.

6) Nvidia GTX 1080 Ti

Se você quiser a versão Nvidia da AMD – ou pelo menos algo que se aproxime -, podemos recomendar a GTX 1080 Ti.

Esta é uma das mais poderosas – e também das mais famintas de poder – uma carta que a Nvidia possui em seu arsenal. Como tal, é um favorito conhecido entre jogadores e mineradores de criptomoedas.

Prós da Nvidia GTX 1080 Ti:

  • Ela vem com um clock principal de 1.582 MHz e memória de 11 GB, enquanto o clock da memória fica em 11 GHz.
  • Como você pode ver, é extremamente poderoso e, provavelmente, uma das GPUs mais poderosas do mercado.
  • No entanto, mencionamos que isso tem um custo, e esse custo está no consumo de energia de 250W.
  • Simplificando, você vai rodar uma GPU profissional, mas obterá um sucesso decente quando se trata do retorno do seu investimento.
  • Sua taxa de hash é muito boa, com 32 MH / s, o que certamente garantirá lucros decentes e o deixará bastante satisfeito com seu investimento.

Contras da Nvidia GTX 1080 Ti:

  • A placa é bastante cara, então você precisa ter uma boa estratégia se desejar comprar ela.

7) AMD RX Vega 64

O RX Vega 64 é uma GPU AMD lançada em meados de 2017, mas ainda é considerada uma das melhores placas de video para minerar o algoritmo Cryptonight.

Esse é um tema comum nas placas AMD – como as GPUs da Nvidia tendem a abranger mais algoritmos.

A AMD oferece placas de vídeo que suportam menos, mas também são especializada naquelas criptomoedas que ela suporta.

Prós da AMD RX Vega 64:

  • Você pode obter excelentes lucros, especialmente se optar por minerar moedas como a moeda de privacidade Monero (XMR)
  • Se você não gosta do XMR, vale a pena notar que esta é uma das melhores GPUs para mineração do Ethereum (ETH)
  • A placa vem com 8 GB de memória e seu custo é semelhante ao que o 1070 da Nvidia custaria.
  • Outra coisa que vale a pena notar é que a maioria das outras placas da AMD que são executadas na arquitetura Polaris geralmente vêem uma redução de sua taxa de hash.
  • Este não é o caso do Vega 64, que permanece estável durante todo o processo de mineração.
  • Você também pode fazer overclock, o que ocorre gradualmente a 30 MHz.

Contras da AMD RX Vega 64:

  • É sensível ao superaquecimento, portanto, você precisa ter cuidado quando se trata disso, e é melhor fazê-lo apenas se souber o que está fazendo.

8) Nvidia RTX 2070 8GB Super

Uma das últimas na nossa lista, temos outra GPU que muitos consideram uma excelente opção para mineração de criptomoedas é a RTX 2070 8GB Super da Nvidia.

Prós da Nvidia RTX 2070 8GB Super:

  • Embora esta placa de vídeo seja significativamente melhor que 1070 8GB, seu preço é bastante comparável ao de uma nova 1070.
  • Assim, você obtém um desempenho muito melhor por quase o mesmo dinheiro. Isso significa obter uma taxa de hash maior do que a 1070 poderia ter entregue.
  • Mais uma coisa que vale a pena notar quando se trata dessa placa em particular é que ela vem com ray tracing, o que a destaca das demais.
  • Obviamente, isso não fará nenhuma mudança no desempenho da mineração de criptomoeda, mas se você também gosta de jogos, isso significará muito e proporcionará uma excelente experiência.
  • E, mais uma vez, como uma placa Nvidia, você pode fazer um overclock com facilidade e desfrutar de um desempenho ainda melhor.

Contras da Nvidia RTX 2070 8GB Super:

  • Uma taxa de hash mais alta também significa um maior consumo de energia e, portanto, contas maiores.
  • Contudo, o consumo não é alto o suficiente para ser um diferencial, e a relação custo / desempenho ainda é bastante equilibrada.
  • Isso significa que você pode usá-la e ainda conseguir arcar com o custo de usá-la assim que receber suas recompensas de criptomoeda.

9) AMD Radeon RX 5700 XT

A AMD Radeon RX 5700 XT possui um dos melhores custo-benefício da categoria. Isso se deve ao seu novo sistema de eficiência energética, que fornece mais desempenho enquanto consome menos energia do processador.

Prós da AMD Radeon RX 5700 XT:

  • A Radeon RX 5700 XT possui um excelente desempenho gráfico de gama média 1440p.
  • Grande melhoria de desempenho, bate RTX 2070 e é quase tão rápido quanto a Radeon VII, além de ser bem mais rápido do que a RTX 2060 Super.
  • Além do bom design, os recursos Radeon parecem úteis e polidos.
  • Seu suporte para DSC 1.2a permite 8K 60 Hz.
  • A AMD Radeon RX 5700 XT é a primeira GPU PCIe 4.0.
  • AMD Radeon RX 5700 XT pode gerar mais de 41,30 dólares de renda mensal com um hashrate de 49,38 MH / s no ETH – Ethash.

Contras da AMD Radeon RX 5700 XT:

  • Se você for utilizar essa placa para jogos, é importante saber que o ray tracing não é em tempo real.
  • O cooler Blower-style tem temperaturas mais altas que o design FE da Nvidia, sem falar que não possui parada do ventilador ocioso.
  • Grande consumo de energia de vários monitores.
  • Além de possuir um fraco potencial de overclocking.

10) Nvidia RTX 2080 Ti

A Nvidia RTX 2080 Ti é de longe a placa de vídeo para o consumidor mais rápida disponível hoje no mercado, mas você terá que pagar caro pelo privilégio de possuir uma.

Prós da Nvidia RTX 2080 Ti:

  • Possui um desempenho altíssimo.
  • Preparado para o futuro com recursos interessantes.
  • A NvidiaGeForce RTX 2080 Ti é super overclockável.
  • Mantém-se fresco e silencioso o tempo todo.
  • Além disso, a Nvidia GeForce RTX 2080 Ti pode gerar mais de 44,78 dólares de renda mensal com um hashr de 31,73 MH / s no RVN.

Contras da Nvidia RTX 2080 Ti:

  • Incrivelmente caro.

Conclusão

Com isso, encerraremos nossa lista das melhores placas de video para minerar criptomoedas em 2021. Como você pode ver, há uma seleção bastante ampla aqui e abordamos apenas as melhores opções.

Obviamente, a decisão final depende de você e depende de seus desejos, necessidades e orçamento.

No entanto, qualquer GPU nesta lista terá um desempenho muito bom, então você não pode errar com elas – basta escolher a que se adequa melhor a você e começar a minerar.

Você está interessado em conversar e trocar ideias sobre mineração de criptomoedas e suas carteiras com usuários reais? Junte-se à nossa comunidade do Telegram agora!

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Mercadóloga, mestra em estratégia e estudiosa do mercado financeiro. Entusiasta do Bitcoin, começou a escrever sobre criptomoedas em 2017 e nunca mais parou. Atualmente é colaboradora do portal BeInCrypto.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá