O que é mineração de criptomoedas?

Compartilhar Artigo

A mineração de criptomoedas é o processo que permite a verificação das transações, a incorporação de novas informações ao banco de dados e a colocação de novas moedas em circulação.



Ademais, a mineração é importante porque permite que as criptomoedas funcionem como uma rede ponto a ponto descentralizada.

A mineração de criptomoedas desempenha três funções principais:

Emissão de novas moedas:



  • Enquanto os bancos centrais emitem moedas fiduciárias, os bitcoins e outras moedas virtuais precisam ser mineradas.
  • Por analogia, é um conceito semelhante à mineração de ouro ou qualquer outra coisa que existe no software, mas não estão em circulação. Portanto, são ativos que precisam ser ‘desenterrados’.
  • Esse processo é alcançado por nós de mineração especializados, resolvendo quebra-cabeças que são recompensados com criptomoedas.

Confirmação de transação:

  • Uma transação só é confirmada como segura depois que for incluída no bloco inserido no blockchain. Ou seja, quanto mais confirmações, mais seguro é considerado um pagamento.

Fornece segurança:

  • Quanto mais mineradores estiverem minerando, mais segura será a rede. Afinal, o poder de mineração distribuído (taxa de hash) mantém a rede segura. Hipoteticamente, a única maneira de as transações de Bitcoin serem revertidas é se a maioria (51%) controlasse a taxa de hash de mineração da rede.

Porém, anda que nem todas as criptomoedas usem a mineração, o Bitcoin é o exemplo amplamente usado de uma criptomoeda minável.

Quer minerar na nuvem? Saba quais são os melhores serviços de cloud mining de 2021!

Explicando a mineração de Bitcoin

Bitcoin usa um blockchain que é regulado por uma rede de nós. Neste contexto, existem dois tipos de nó:

  • Os nós são computadores que se comunicam com outros nós da rede para documentar e sincronizar as informações.
  • Alguns desses nós são nós de mineração especializados que são responsáveis por pegar todas as novas transações e adicioná-las aos blocos para formar o blockchain.

Os mineradores competem entre si para resolver problemas matemáticos complexos. Assim que o minerador encontrar a solução, ele tem que compartilhar com o resto da rede para que possam verificar a solução e confirmar a adição do bloco.

Portanto, os mineradores precisam adivinhar um número para “resolver” o bloco.

Como isso realmente funciona?

Os mineradores devem encontrar o número, que quando combinado com a função hash produzirá um número dentro de um intervalo específico.

O que é uma função hash?

Em termos simples, uma função hash é uma série de algoritmos que você pode aplicar aos dados e produzir um único ‘hash’ – (um hash é apenas um número).

Existem funções hash básicas e funções hash criptográficas. As funções hash criptográficas são usadas no Blockchain.

Blocos

Em cada bitcoin, há uma parte especial do bloco que pode ser preenchida com um número aleatório. Nonce (“número usado apenas uma vez”) é o nome dado para o número aleatório.

Além disso, cada minerador obtém informações de blocos que eles já conhecem (do pool de memória) e precisam construir um bloco a partir deles. Depois de fazer o hash de todas as transações, os blocos são organizados em pares. Em seguida, o hash é feito novamente para formar o que chamamos de ‘Merkle Tree’ ou ‘hash tree’.

Do mesmo modo, esse processo é repetido até que os blocos tenham um único hash que representa todos os hashes anteriores. Também conhecido como ‘hash raiz’. Basicamente, para resolver o hash, o minerador deve, por tentativa e erro, descobrir qual sequência de números usar como nonce.

De modo que, o algoritmo é considerado válido e aceito pelo resto da rede se a sua saída for menor do que o número de destino.

Porém, se o hash do bloco for maior que o número de destino, o minerador deve alterar os dados que vão para a função hash até encontrar a resposta correta.

Em teoria, as pessoas também poderiam obter o valor de saída correto alterando os detalhes da transação existentes no blockchain. Portanto, a prova de trabalho se torna necesária. Sem contar que, o minerador deve compartilhar a resposta com os outros nós para que eles verifiquem.

Igualmente, assim que um minerador encontrar uma resposta que atenda à regra de ‘hash é menor que o número alvo’, ele também tem que compartilhar a resposta com os outros nós para que eles verifiquem.

Métrica de dificuldade

O nível de dificuldade do quebra-cabeça é determinado pelo número de usuários e pelo poder computacional da rede. Ou seja, à medida que mais mineradores se juntam, o nível de dificuldade do quebra-cabeça aumenta para compensar. Entretanto, a taxa de criação do bloco não aumenta. Ou seja, esse processo garante uma produção de moeda estável.

Atualmente, o tempo médio de formação de um bloco é de 10 minutos.

Confira as melhores placas de vídeo de 2021 para minerar criptomoedas.

Recompensas

O minerador recebe uma recompensa em criptomoedas para cada bloco que ele extrair com sucesso.

Entretanto, a cada 210.000 blocos o valor da recompensa é diminuído pela metade. O que leva aproximadamente quatro anos. Dessa forma, o fornecimento estável de criptomoedas está garantido.

Em outubro de 2019, 18 milhões de bitcoins de um total de 21 milhões foram minerados.

O futuro da mineração de criptomoedas

O sistema de mineração atual ajuda a proteger a rede contra ataques. Porém, a mineração requer hardware de computador caro que consome uma quantidade considerável de energia.

Porém, muitos métodos de consenso alternativos estão sendo desenvolvidos para tentar superar isso, e algumas criptomoedas podem eliminar completamente a mineração.

Portanto, saiba quanto a mineração de criptomoedas gasta de energia elétrica. Confira nosso artigo.

Leitura Adicional

Se você quiser saber mais sobre os aspectos práticos da mineração, dê uma olhada em nossos artigos educacionais. Afinal, aqui você pode encontrar todas as informações de que precisa para começar!

Portanto, se você está interessado em conversar e trocar ideias sobre mineração de criptomoedas e suas carteiras com usuários reais. Junte-se à nossa comunidade do Telegram agora!

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e com o objetivo único de informar. Qualquer atitude tomada pelo usuário a partir das informações veiculadas no site é de sua inteira responsabilidade. Na seção Aprender, nossa prioridade é fornecer informações de alta qualidade. Nós tomamos o tempo necessário para identificar, pesquisar e produzir conteúdo que seja útil para nossos leitores. Para manter esse padrão e continuar a criar um conteúdo de excelência, nossos parceiros podem nos recompensar com uma comissão por menções em nossos artigos. No entanto, essas comissões não afetam o processo de criação de conteúdo imparcial, honesto e útil.
Share Article

Mercadóloga, mestra em estratégia e estudiosa do mercado financeiro. Entusiasta do Bitcoin, começou a escrever sobre criptomoedas em 2017 e nunca mais parou. Atualmente é colaboradora do portal BeInCrypto.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá