5 Países onde minerar Bitcoin é legal

Compartilhar Artigo

Se você acompanha as notícias sobre criptomoedas, pode ficar incerto sobre várias coisas. Para a maioria das pessoas que estão começando no universo das moedas virtuais, a principal dúvida é saber se o Bitcoin é legal em seus países.



Mais importante ainda, quais países têm uma visão positiva das criptomoedas para que a mineração de Bitcoins permaneça legal no futuro próximo.

Para tornar a mineração de Bitcoins o mais lucrativa possível, essas informações devem ser comparadas com os preços da eletricidade.



Vale lembrar que a regulamentação do Bitcoin no Brasil ainda é um projeto.

Nosso guia examina a mineração de bitcoins e alguns países onde a mineração é permitida.

Neste artigo:

  • O que é mineração de Bitcoin?
  • A mineração de bitcoin ainda é lucrativa?
  • A mineração de bitcoin é legal?
  • Principais países onde o bitcoin é legal para mineração
  • China
  • Canadá
  • Islândia
  • Finlândia
  • Suécia
  • O que o futuro reserva para a mineração de bitcoin

O que é mineração de Bitcoin?

Para os não iniciados, a palavra “mineração” ofusca mais do que revela. No entanto, foi escolhida porque a mineração denota uma grande despesa de recursos para se chegar a algo valioso.

É aqui que termina a analogia entre a mineração comum e mineração de criptomoedas.

Para uma criptomoeda como o Bitcoin, os mineradores desempenham duas funções principais:

  • Adicionando novas moedas – blocos ao blockchain.
  • Verificando as transações no blockchain, servindo como auditores que simultaneamente resolvem o problema do duplo gasto.

Por essas funções, os mineradores recebem recompensas na forma de Bitcoin, chamadas de recompensas em bloco de Bitcoin. Essa é uma forma de adquirir a criptomoeda sem comprá-la com dinheiro.

Ademais, você também pode usar o programa de mineração gratuito da Stormgain para extrair Bitcoins sem hardware. Essa forma de minerar Bitcoin se chama mineração na nuvem.

Clique aqui para acessar o link da StormGain e começar a minerar Bitcoin na nuvem agora.

Além disso, você também pode clicar aqui para entender um pouco mais sobre mineração na nuvem.

Resumindo, a mineração de Bitcoin ocorre quando computadores de mineração (plataformas) resolvem equações complexas a cada dez minutos. Aqueles que o resolvem primeiro adicionam um novo bloco ao blockchain. Em seguida, o minerador é recompensado com BTC.

Leia mais sobre mineração de Bitcoin e outras criptomoedas no nosso guia completo.

Portanto, a questão de “o Bitcoin é legal” é bastante discutível quando todos podem configurar um computador em sua casa para extraí-lo. Entretanto, vamos nos aprofundar neste assunto depois.

A mineração de bitcoin ainda é lucrativa?

Mineração de Bitcoin: CryptoCompare

Se você fosse comprar uma plataforma de mineração de nível profissional, como Whatsminer M21S, você precisaria contabilizar seu poder de hash e despesas para determinar os lucros diários. Vejamos os seguintes fatores, dos quais apenas o custo da eletricidade pode ser diferente com base na sua localização:

  • Potência de hash: 56 TH / s
  • Consumo de energia: 3360W
  • Preço BTC atual
  • Custo da eletricidade: 0,6 centavos / kWh

Ao todo, usando a calculadora mencionada anteriormente, você ganharia:

  • US $ 11,46 por dia
  • 349,27 dólares por mês
  • US $ 4.249,41 por ano

Uma única máquina Whatsminer M21S geraria esse lucro líquido, que poderia ser melhorado ainda mais se o custo da eletricidade for menor – energia solar, hidrelétrica, subsídios, etc.

Hoje em dia, as empresas transformaram a mineração de Bitcoin em uma ciência. Portanto, é por isso que os mineradores de Bitcoin continuam obtendo lucros recordes, apesar de a recompensa do bloco cair pela metade.

Receita dos mineradores: Blockchain.com

Claro, não se pode deixar de mencionar o maior impulsionador do preço do Bitcoin – o Banco Central dos Estados Unidos, o Federal Reserve.

FED

Durante o ano passado, a máquina de impressão de dinheiro do Fed havia entrado em operação excessiva. Alguns estimam que cerca de um quarto de todos os dólares foram impressos em um mês do que em dois séculos. Isso desvaloriza enormemente o dólar, o que provavelmente causará (hiper) inflação.

Usar o Bitcoin como uma proteção contra a inflação é um fator importante em sua adoção contínua por grandes investidores institucionais, como a MicroStrategy. Todos eles contam com o Fed para continuar a desvalorizar o dólar. Isso fará com que mais fundos de hedge invistam em Bitcoin, desestimulados pelos rendimentos negativos do mercado de títulos.

Como consequência, o preço do Bitcoin deve continuar subindo, com algumas correções, bem no ano seguinte. E enquanto isso continuar, a mineração de Bitcoin será lucrativa mesmo em uma escala individual menor.

Por último, se você deseja construir uma plataforma de mineração com componentes de PC de varejo ou verificar o poder de hash do seu PC atual, você pode usar esta calculadora.

Além disso, você pode clicar aqui para aprender como se proteger da inflação usando criptomoedas.

No início de março, as autoridades centrais da China instruíram suas províncias a reduzir o desperdício no consumo de energia. Como resultado, a Mongólia Interior, que é muito rica em carvão e gás, decidiu proibir toda a mineração de criptomoedas.

Isso representa um grande revés para a mineração de Bitcoin porque esta província tinha mais mineradores de Bitcoin do que todos os Estados Unidos, com 8% da mineração global.

Portanto, em abril de 2021, a Mongólia Interior terá que localizar e encerrar todas as operações de mineração de criptomoedas. Nem é preciso dizer que novos projetos de mineração também não serão aprovados.

No entanto, se você está se perguntando se a mineração de Bitcoin é ilegal, a resposta é não. Na verdade, o Bitcoin nunca foi proibido na China, apenas projetos ICO desde 2017.

Embora seja verdade que a China não gosta que as criptomoedas operem em seu território, a Comissão de Arbitragem de Pequim (BAC) ainda vê as criptomoedas como commodities virtuais.

Em outras palavras, as criptomoedas são sancionadas apenas quando são usadas como moedas. No geral, quanto à questão, se o Bitcoin é legal, é melhor responder onde é ilegal.

Apenas alguns países o tornaram explicitamente ilegal e quase sempre por motivos religiosos.

Entre eles estão Egito, Argélia, Marrocos, Paquistão, Nepal. Além disso, os nossos vizinhos Bolívia e Equador também proibem as criptomoedas.

Por exemplo, em um país muçulmano como o Egito, o Grande Mufti emitiu uma fatwa religiosa (proibição) das criptomoedas porque são uma forma de usura. Do mesmo ângulo, mas em um campo socialista diferente, um país como o Equador ou a Bolívia adotou a mesma abordagem.

Caso contrário, na maior parte do mundo, incluindo os EUA / Reino Unido e até mesmo o Brasil, o Bitcoin é tratado como uma mercadoria / propriedade ou cripto ativo sujeito ao imposto sobre ganhos de capital.

Isso também se aplica a tokens não fungíveis (NFTs). Com isso em mente, aqui estão os países mais adequados para a mineração de Bitcoins.

1. China

Sim, apesar da recente proibição de mineração em uma de suas províncias, o carvão barato da China ainda é uma dádiva para os mineradores de Bitcoin. É por isso que quase 2/3 de toda a mineração de Bitcoin está ocorrendo na China.

No entanto, agora que a Mongólia Interior estabeleceu um precedente de proibição, deve-se ver uma migração de mineradores para países mais amigáveis.

Ainda assim, quando se trata de maximização de eletricidade, é difícil superar a China com sua média de US $ 0,084 por kWh.

2. Canada

Ao contrário da China, o Canadá verifica todas as caixas para um empreendimento próspero de mineração de Bitcoin: custo da eletricidade, estabilidade regulatória, internet de banda larga e clima frio.

Este último diminui muito os custos de mineração, porque a natureza fornece seu próprio resfriamento durante a maior parte do ano. A temperatura média nacional do Canadá em 2019 era de apenas 1° Celsius.

Quando se trata de eletricidade, dificilmente existe uma fonte de energia mais econômica do que a hidrelétrica. Quebec, em particular, tem uma infraestrutura de eletricidade atraente, razão pela qual já atraiu muitos mineradores chineses. Afinal, o custo da eletricidade comercial do Canadá gira em torno de US $ 0,11 por kWh.

3. Islândia

Outro país que serve como refrigerador natural, a Islândia, é único em muitos aspectos. Afinal, a Islândia retira sua energia de um suprimento infinito de usinas geotérmicas.

Também atuando como uma maravilha turística, escapar naturalmente do vapor quente alimenta enormes turbinas, criando um suprimento de eletricidade barato, por cerca de US $ 0,13 por kWh para uso comercial.

Além disso, a Islândia é escassamente povoada com um dos ambientes regulatórios e políticos mais amigáveis. Com sua temperatura média de 1,75° Celsius, dificilmente se poderia desejar uma solução de resfriamento superior e econômica.

Ademais, a Islândia tem uma das taxas de conectividade à Internet mais altas de toda a Europa.

4. Finlândia

Em muitos aspectos, semelhante à Islândia, este país do norte da Europa adota totalmente a tecnologia blockchain em qualquer forma que venha. Sua temperatura média é apenas ligeiramente mais alta do que a da Islândia, 2,1° Celsius.

Mais importante, seu custo de eletricidade para o setor comercial também é um dos mais baratos- cerca de US $ 0,11 por kWh.

A Finlândia deve isso à sua infraestrutura de energia, composta principalmente por usinas nucleares e hidrelétricas, além de gás natural e biocombustíveis.

5. Suécia

Além de ter um clima relativamente frio e baixo custo de eletricidade a US $ 0,17 por kWh, a Suécia tem outra grande vantagem. O governo do país trata o Bitcoin como uma moeda e está sujeito aos regulamentos da Finansinspektionen (Autoridade de Supervisão Financeira).

Além disso, o país também tem boa conectividade com a Internet.

Com essa combinação de fatores, a Suécia é a melhor escolha para os mineradores de Bitcoin. Infelizmente, a estabilidade política, de segurança e econômica da Suécia continua a se deteriorar devido à imigração em massa ilimitada. Consequentemente, é difícil vê-lo como parte do mundo desenvolvido nos próximos dez anos.

O que o futuro reserva para a mineração de bitcoin

Muitos estavam preocupados com o terceiro halving do Bitcoin, já que os mineradores recebiam recompensas por bloco drasticamente menores do que quando o Bitcoin foi lançado.

Felizmente, esses temores eram infundados. Afinal, até agora, esta é a corrida de touros mais longa do Bitcoin, que ainda pode durar meio ano.

Consequentemente, o Bitcoin rompeu várias resistências de preço, quase que mensalmente. Isso cria uma rara janela de oportunidade para as mineradoras, refletindo seus ganhos recordes em fevereiro.

Basta considerar quatro elementos-chave para maximizar a mineração de Bitcoin em uma escala maior:

  • o custo da eletricidade
  • internet de alta velocidade
  • clima frio
  • clima político favorável e legislatura compatível com criptomoedas

Caso contrário, os mineradores de Bitcoin no varejo dependem em grande parte da disponibilidade de plataformas de mineração ASIC. Mais precisamente, como seu poder de hash é balanceado com seu consumo de energia. Infelizmente, a demanda por tais computadores continua crescendo, assim como o preço do Bitcoin.

Se você quiser saber mais sobre mineração de criptomoedas, dê uma olhada nos nossos artigos educacionais. Afinal, aqui você pode encontrar todas as informações de que precisa para começar!

Além disso, junte-se à nossa comunidade do Telegram para conversar com usuários reais sobre Bitcoin e como minerar criptomoedas.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e com o objetivo único de informar. Qualquer atitude tomada pelo usuário a partir das informações veiculadas no site é de sua inteira responsabilidade. Na seção Aprender, nossa prioridade é fornecer informações de alta qualidade. Nós tomamos o tempo necessário para identificar, pesquisar e produzir conteúdo que seja útil para nossos leitores. Para manter esse padrão e continuar a criar um conteúdo de excelência, nossos parceiros podem nos recompensar com uma comissão por menções em nossos artigos. No entanto, essas comissões não afetam o processo de criação de conteúdo imparcial, honesto e útil.
Share Article

Mercadóloga, mestra em estratégia e estudiosa do mercado financeiro. Entusiasta do Bitcoin, começou a escrever sobre criptomoedas em 2017 e nunca mais parou. Atualmente é colaboradora do portal BeInCrypto.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá