Aqui Está o Quanto de Cada Uma das Principais Altcoins Pertencem às Baleias

Compartilhar Artigo

O IntoTheBlock documentou qual porcentagem de cada criptomoeda é mantida nos endereços mais ricos. O que eles acharam não deveria surpreender ninguém.



É difícil avaliar a extensão da desigualdade nos ecossistemas de criptomoeda. Afinal, eles podem ser exchanges ou grupos de custódia – mas, em alguns casos, algumas baleias realmente possuem uma grande parte do suprimento circulante de algumas criptomoedas.

IntoTheBlock ( @ intotheblock ) decidiu cavar e encontrar os números reais. Aqui está o que eles encontraram.



Quebrando os números de criptomoedas

Concentrações de propriedade sobre criptomoedas não são surpreendentes. Em um sistema descentralizado, alguns terão vantagens e terão mais que outros. No entanto, existem limites para a concentração sustentável de extremos de riqueza em um sistema descentralizado. Estes são os números de algumas das principais altcoins e a concentração delas.

  • Ethereum (ETH) —151 endereços possuem cerca de 39% do suprimento circulante.
  • Bitcoin Cash (BCH) – 112 endereços possuem 29% da oferta.
  • Litecoin (LTC) – 131 endereços possuem 47% da oferta.
  • Bitcoin SV (BSV) – 103 endereços possuem 24% da oferta.
  • Cardano (ADA) – 41 endereços possuem 39% da oferta.
  • Tether (USDT) – 132 endereços possuem 63% da oferta.

Os destaques das descobertas do IntoTheBlock são Litecoin e Tether. Ambos parecem ter maiores concentrações de riqueza do que o restante da indústria de criptomoedas. Como isso afetará a trajetória desses projetos permanece aberto ao debate.

O que isso significa

Algumas pessoas podem zombar da insinuação de que altas concentrações de ativos de criptomoeda em apenas alguns endereços são até um problema. Afinal, se você estiver usando uma criptomoeda como o Bitcoin Cash, isso pode nem importar. Isso ocorre porque o Bitcoin Cash e outras moedas semelhantes a esta não possuem um modelo de governança.

Ethereum e Cardano, por outro lado, possuem essa governança. Portanto, as concentrações de riqueza podem muito bem afetar o ecossistema em geral – e podem até levar a decisões contra a maioria dos usuários do Ethereum.

Portanto, o impacto de altas concentrações de ativos depende do ecossistema da respectiva criptomoeda. A governança raramente funciona se houver um controle oligárquico de grande parte de um sistema descentralizado. É um problema que os desenvolvedores devem ter em mente ao criar esses modelos de governança . Não podemos permitir que as criptomoedas caiam nos mesmos problemas que atualmente afetam os mercados fiduciários tradicionais – essas concentrações de riqueza definitivamente deveriam estar em discussão.

Você vê problemas na alta concentração das criptomoedas nas mãos de alguns poucos? Deixe nos comentários a sua opinião! Aproveite para compartilhar no Twitter e no Facebook!


As imagens são cortesia do Twitter, Shutterstock.


Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

TÓPICOS RELACIONADOS

Com formação em ciências e redação, Alice começou a escrever profissionalmente há 7 anos. Desde então, ela tem aprendido, investido e escrito sobre criptomoedas e tecnologia blockchain para algumas das maiores publicações do setor. Atualmente, compõe a equipe de jornalistas Brasil da BeInCrypto.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá