Ataque hacker ao STJ, um ano da Unick e alta do bitcoin são destaques da semana

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Vítima da Unick conta saga para tentar recuperar dinheiro um ano após escândalo

  • STJ é alvo de ataque de ransomware e fica paralisado

  • Subida do Bitcoin anima iniciantes e analista está otimista para 2021

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

O ataque hacker ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) por um ransomware foi um dos principais assuntos da semana. Além disso, o caso Unick veio à tona cerca de um ano depois do escândalo e o bitcoin voltou a subir forte.



O hack ao STJ foi confirmado na quinta-feira (5), mas já teria ocorrido dois dias antes. Desde então, os sistemas da corte estão fora do ar. O caso Unick, por outro lado, completa “aniversário” tirando esperanças de vítimas. A boa notícia fica por conta do bitcoin, que seguiu valorizando após ter fechado outubro em alta.

Veja, a seguir, quais foram os principais assuntos da semana.



Vítimas da Unick perdem esperanças de recuperar dinheiro

O caso Unick completou um ano desde que surgiu no noticiário. Hoje, diversas vítimas do esquema ainda não recuperaram o valor investido. Em conversa com o BeInCrypto, uma delas conta como foi encorajada a investir R$ 50 mil poupados a vida inteira em um negócio que prometia entregar lucro de até 100%.

Ataque hacker com ransomware no STJ

O STJ confirmou que havia sido alvo de um ataque hacker responsável por bloquear o acesso a todos os processos e e-mails da corte. Consequentemente, julgamentos que estavam sendo realizados em sessões virtuais foram suspensos. Até o momento, não se sabe ao certo quando os sistemas do Tribunal ficarão fora do ar. Há quem considere que o ataque é o mais grave já ocorrido contra uma instituição de estado no Brasil.

Invasão a canal brasileiro mostra como agem os grupos hackers de YouTube

O hack a um canal brasileiro do YouTube voltou a chamar atenção nesta semana. Ricardo Rente, do canal Território Nerd, contou à reportagem como os invasores o teriam abordado para aplicar o golpe que deu acesso à sua conta. Então, após invadirem o canal, os criminosos realizaram uma live com o nome da Ripple em que usavam um falso sorteio de XRP para atrair vítimas.

Vasco transforma jogadores em tokens digitais

O Vasco investiu R$ 50 milhões para criar um token de torcedor que digitaliza jogadores de futebol. Torcedores poderão comprar tokens de 12 jogadores e lucrar com uma eventual negociação do atleta. Os detentores do ativo também poderão vender o ativo no mercado paralelo, por meio da exchange Mercado Bitcoin.

Real resgatado por vitória de Biden nos EUA

Um estudo realizado pela Reuters em parceria com o instituto Ipsos mostrou que o mercado acredita em uma recuperação do real. Na última semana, agentes mostraram confiança de que uma eventual vitória de Joe Biden nas eleições dos EUA faria bem à moeda brasileira. A previsão, no final das contas, já parece se confirmar, com o dólar fechando a semana a R$ 5,37.

Bitcoin se prepara para novas máximas em 2021

A projeção de um analista animou os leitores nesta semana. Para o estrategista da Bloomberg Mike McGlone, o bitcoin se prepara para atingir novas máximas em 2021. Por trás da previsão está uma combinação de fatores, como a relação entre preços anuais e a média móvel do par BTCUSD relacionados à queda de oferta definida pelo halving.

Como comprar bitcoin dispara no Google

O clima de otimismo por um novo rali do bitcoin foi refletido em buscas do Google. A pesquisa “como comprar bitcoin” disparou nos últimos dias, revelando alto interesse de iniciantes na criptomoeda. Além disso, métricas dão sinal positivo de que a alta atual pode não parar por aqui.

O que está por trás da Bitcoin Vault

A Bitcoin Vault é uma criptomoeda que tem adeptas no Brasil apesar de trazer suspeitas de fraude. Trata-se de um negócio que mistura uma moeda tecnicamente estranha com uma distribuição realizada via contratos de mineração por marketing multinível. Especialistas ouvidos pelo BeInCrypto levam a crer, dessa forma, que a BTCV pode protagonizar um possível novo esquema de pirâmide no país.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Desde 2013, colaboro regularmente com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das criptomoedas principalmente na cobertura de ataques cibernéticos e golpes no Brasil. Atualmente, faço mestrado em Comunicação Científica na Universidade de Granada, na Espanha. Escrevo para o BeInCrypto desde abril de 2020.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá