Atlas Quantum Lança Moeda Digital Própria e Migra Bitcoins de Clientes

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Atlas Quantum lança moeda virtual própria

  • Todos os bitcoins dos clientes da empresa foram migrados para essa nova criptomoeda

  • Não é a primeira vez que a Atlas migra bitcoins de clientes

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

O site da Atlas Quantum passou por uma manutenção de 2 dias. Porém, hoje (26), ele voltou ao ar e trouxe algumas novidades.



Através de um comunicado na sua página oficial no Facebook a Atlas Quantum informou a atualização da sua plataforma. Além disso, foi comunicado o lançamento do BTCQ, o token oficial da empresa. Segundo o comunicado, essa mudança visa trazer mais vantagens e comodidade aos clientes.

Segundo as informações no site da Atlas Quantum, os tokens serão 100% readquiridos pela empresa e os clientes poderão negociar a nova moeda virtual com tarifa zero.



Segundo a Atlas Quantum, o lançamento do BTCQ é uma novidade. Porém, em fevereiro deste ano, alguns usuários foram surpreendidos com a migração dos seus bitcoins para uma moeda virtual própria da Atlas.

Atlas Quantum já tinha abandonado o bitcoin em fevereiro

Conforme informado pelo BeInCrypto anteriormente, alguns clientes da empresa tiveram seus bitcoins migrados para BTQ. O BTQ era uma moeda virtual que só existia na plataforma da Atlas Quantum. Na época, foram apresentadas quatro criptomoedas, o XBT, o Real Quantum (BRQ), o Bitcoin Quantum (BTQ) e o Dólar Quantum (USQ).

Essas criptomoedas também eram readquiridas pela empresa. Porém, o preço oferecido chegava a ser 90% abaixo do valor negociado pelo mercado. Enquanto o bitcoin estava sendo negociado a R$ 44 mil, na época, no site da Atlas Quantum a recompra estava sendo cotada a míseros R$ 1,5 mil.

Essas mudanças não chegaram a ser oficialmente lançadas em fevereiro. Mas agora, no final de março, depois de ter sido duramente criticada pelo desempenho do seu robô Phoenix, a Atlas Quantum decidiu tirar de vez esse projeto do papel.

O que o judiciário tem a falar sobre isso

Com a falta de regulação do bitcoin e outras moedas virtuais, o judiciário brasileiro não possui uma legislação clara sobre o que fazer nesse tipo de situação. Alguns juízes já entendem as características das criptomoedas e dão parecer favorável para os usuários que tiveram seus bitcoins trocados por outras moedas.

Porém, outros juízes acreditam que se o usuário investiu e algo tão “arriscado” como o bitcoin, ele assumiu o risco de ser lesado.

E, para piorar a situação, além de ter seus bitcoins trocados por uma criptomoeda sem valor, os investidores da Atlas Quantum ainda enfrentam dificuldades para obter seu dinheiro de volta.

Vários clientes já entraram com um processo judicial contra a empresa pedindo o ressarcimento dos seus bitcoins. Porém, mesmo perdendo as ações, a Atlas Quantum não devolveu o dinheiro, já que a justiça não encontrou bens suficientes para bloquear.

Mas ainda assim, advogados ressaltam que é importante que o investidor lesado busque a justiça. Afinal, esse é o único meio onde os antigos clientes da Atlas podem usar para reaver seu dinheiro.

Porém, é preciso ter esperança. Em casos relativamente recentes, os advogados das vítimas conseguirem localizar uma offshore em nome de um dos donos da Atlas. Além disso, eles conseguiram bloquear um valor de R$ 800 mil.

O Novo Quantum chegou, o que esperar

A Atlas Quantum anunciou que os valores em bitcoin, dólar e real foram migrados para BTCQ, USDQ e BRLQ, tokens criados pela empresa. Esses tokens poderão ser adquiridos e negociados com tarifa zero.

Esse lançamento visa facilitar a vida e oferecer mais vantagens e comodidade para os clientes da Atlas Quantum. Os novos tokens foram criados utilizando a blockchain do Ethereum (ERC-20), o que vai permitir mais flexibilidade de movimentação para os clientes.

Segundo a Atlas, os novos tokens poderão ser utilizados como crédito para a aquisição dos novos produtos da empresa. Ou seja, os clientes poderão utilizar as novas moedas para pagar as taxas do Phoenix. Além disso, eles também poderão ser negociados em outros mercados, guardados em uma carteira ERC-20 ou sua recompra pode ser solicitada no Atlas Quantum.

A Atlas anunciou algumas mudanças em relação à recompra do novo token. O processo de recompra será mensal e 10% da receita da empresa será utilizada para adquirir os BTCQ. Além disso, a cotação utilizada pela Atlas será o valor de mercado do bitcoin. Porém, a empresa deixa claro que a cotação dos BTCQ comercializados fora da plataforma deverá seguir as forças de oferta e demanda.

O Novo Quantum e o Phoenix deverão ser integrados no futuro.

“Em breve teremos mais informações sobre a integração entre o Novo Quantum e a Phoenix e como utilizar o token BTCQ para o pagamento da tarifa de performance.”

O Novo Quantum hoje, o que aconteceu

Meses após o lançamento oficial do Novo Quantum, os bitcoins foram migrados para BTC. E para piorar, os valores do BTCQ nunca chegaram a ser pareados com os do BTC. Ou seja a moeda da Atlas Quantum continua a ser negociada a um valor muito abaixo do valor de mercado do bitcoin.

Além disso, as criptomoedas da Atlas não possuem liquidez.

A Atlas Quantum continua a operar no mercado. Mesmo após os diversos problemas e polêmicas que a empresa se envolveu devido ao projeto Phoenix.

Já em agosto, a Atlas anunciou uma parceria com a exchange StratumX. Os usuários da Atlas poderão negociar o BTCQ por outras moedas ou tokens através do programa SwapX da exchange.

Para manter-se informado, tendo a sua disposição conteúdo constante e de qualidade, não deixe de acompanhar nosso site. Aproveite e faça parte da nossa página de criptomoedas no Twitter.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Mercadóloga, mestra em estratégia e estudiosa do mercado financeiro. Entusiasta do Bitcoin, começou a escrever sobre criptomoedas em 2017 e nunca mais parou. Atualmente é colaboradora do portal BeInCrypto.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá