Atual rali do bitcoin pode ser a “mãe de todas as bolhas”, diz Bank of America

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • O estrategista-chefe do Bank of America (BofA) descreveu a última alta do Bitcoin como a "mãe de todas as bolhas".

  • O comentário vem no momento em que a criptomoeda cresce 100% em cerca de três semanas.

  • No entanto, as evidências podem sugerir que um número crescente de pessoas discordam com essa afirmação.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Michael Hartnett, estrategista-chefe de investimentos do Bank of America (BofA), sugeriu recentemente que esta última alta do Bitcoin pode estar levando à “mãe de todas as bolhas”.



Durante a temporada de Natal, o valor do Bitcoin mais que dobrou. Ele teve novos recordes históricos depois de atrair uma faixa de investimento institucional. Esse aumento levou vários investidores e analistas tradicionais a alertar que o Bitcoin pode estar entrando em um estágio hiperespeculativo.

Bolha, bolha

Michael Hartnett, estrategista-chefe de investimentos do Bank of America (BofA), sugeriu recentemente que esta última alta do Bitcoin pode estar levando à “mãe de todas as bolhas”. 



Em um relatório, Hartnett aponta para o aumento acelerado dos preços do ouro na década de 70. Nesse caso, a reserva de valor aumentou mais de 400% em apenas alguns anos. Ele continua explicando que o desempenho da criptomoeda este ano supera em muito esse aumento e pode ser uma indicação de que ele está entrando em uma fase de ‘bolha’.

Esta não é a primeira vez que o bitcoin é comparado a uma bolha. Em maio do ano passado, o bitcoin estava se recuperando de uma queda para os US$ 3.000 em março. Paul Eisma, chefe de negociação do XBTO Group, declarou à Forbes que o bitcoin estava “em um estado de mercado semelhante ao boom pós-pontocom”. 

Mais recentemente, o ex-diretor de comunicações da Casa Branca, Anthony Scaramucci, disse à CNN em uma entrevista que achava que o bitcoin deveria ser corrigido, já que o mercado de ações tradicional está com desempenho melhor do que o esperado.

Os melhores dias do bitcoin estão por vir

As observações de Scaramucci são dignas de nota. Muitos na comunidade de criptomoedas acreditam que o bitcoin é uma proteção contra os investimentos tradicionais. 

Apesar do impacto da pandemia COVID-19 na economia global, as ações têm apresentado um desempenho relativamente bom para os investidores. As ações tiveram uma recuperação relativamente impressionante à medida que os planos de vacinação em massa eram anunciados em todo o mundo.

Além disso, o interesse no bitcoin entre grandes instituições disparou em 2020. De acordo com a empresa de análise CryptoQuant, a exchange de criptomoedas Coinbase viu seus volumes de negociações over-the-counter aumentarem em grande parte devido aos seus clientes institucionais.

O próprio Scaramucci está investindo na maior criptomoeda, lançando o SkyBridge Bitcoin Fund na semana passada. Ele afirma naquela entrevista à CNN, que os melhores dias do Bitcoin estão por vir, apesar do aviso de uma correção.

Feliz ano novo, Bank of America

Conforme um novo ano começa e há luz no fim do túnel da pandemia, os comentários do Bank of America (BofA) pedem cautela. Mas, quando se trata de Bitcoin, um número crescente de concorrentes se mostram otimistas.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

A opinião da equipe BeInCrypto em uma única voz.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá