Avião Cai com Piloto que Seria Patrocinado por Empresa de Investimentos em Bitcoin

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Uma pessoa morreu e ex-piloto da Stock Car sofreu queimaduras após aeronave pegar fogo.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Um avião caiu na Bahia com um piloto que seria patrocinado por uma empresa de investimentos em Bitcoin. Tuka Rocha sobreviveu ao acidente aéreo, que aconteceu nesta última quinta-feira (14). Uma pessoa morreu e outras oito ficaram feridas com a queda da aeronave.



Um dos sobreviventes é ex-piloto da Stock Car, que seria patrocinado  em 2018 por uma plataforma que alegava fazer investimentos em Bitcoin. Porém, o patrocínio acordado jamais aconteceu.

Uma pessoa morreu na queda do avião com piloto

Oito pessoas ficaram feridas no acidente além de Tuka Rocha. A queda da aeronave aconteceu no sul da Bahia, em uma região próxima a Maraú. Segundo informações, o avião caiu enquanto tentava pousar em uma pista de um resort de luxo que fica no local.



Uma jornalista que estava dentro do avião que caiu morreu carbonizada. O acidente, que aconteceu por volta de 14h desta quinta (14), teve início quando a aeronave começou a pegar fogo.

Marcela Elias não sobreviveu ao acidente aéreo. Além da jornalista, o filho de apenas seis anos de idade e o marido, Eduardo Elias, estavam no avião que começou tomado pelas chamas. Os dois estão internados com 90% do corpo queimado.

Inicialmente foi divulgado que Tuka rocha teve 80% do corpo queimado com o acidente. O ex-piloto da Stock Car foi socorrido e passou por uma cirurgia na madrugada desta sexta-feira (15). Os demais feridos seguem internados com queimaduras graves causadas pela queda do avião bimotor Cessna 550.

Tuka Rocha seria patrocinado por empresa de Bitcoin

Em 2018 Tuka Rocha esperava por um patrocínio de uma empresa de Bitcoin. Mas a parceria nunca foi concretizada, e o piloto jamais recebeu o recurso da plataforma.

Várias notícias no início daquele ano mostravam que o piloto tinha perdido um importante patrocínio da Híbridos Club. A parceria não foi fechada depois que o presidente da empresa de investimentos de Bitcoin não foi localizado pelo ex-piloto da Stock Car.

Ex-piloto Tuka Rocha

A temporada do piloto Tuka Rocha foi completamente ameaçada pelo patrocínio cancelado. O profissional precisou de tentar novas colaborações depois que Hélio Caxias Filho foi dado como “desaparecido”.

Na ocasião do sumiço do empresário, a esposa do dono da empresa de investimentos em Bitcoin, Thalia Alves de Andrade, registrou até um boletim de ocorrência.

Sem o patrocínio da Híbridos Club, Tuka Rocha enfrentou problemas para competir na Stock Car. O piloto brasileiro precisou pagar parte de sua temporada com investimentos do próprio bolso.

Após o acidente com o avião, o piloto foi submetido a uma cirurgia de cerca de duas horas com bons resultados. O acidentado deverá esperar três dias pela recuperação do procedimento.

De acordo com o Grande Prêmio, a cirurgia foi realizada para “limpeza das queimaduras”. Além disso, o estado do piloto não é tão grave quanto o de outras vítimas do mesmo acidente com o avião que foi tomado pelas chamas. As queimaduras de Tuka Rocha são “superficiais”.

Por fim, o ex-piloto não conseguiu também o patrocínio em 2018 da empresa que realizava investimentos em Bitcoin. Já em 2019, Tuka Rocha não disputou a Stock Car.

Você conhece a empresa de investimentos em Bitcoin que não patrocinou o ex-piloto Tuka Rocha? Comente sobre a notícia e compartilhe no Facebook!

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

TÓPICOS RELACIONADOS

Lucas é formado em administração com foco em empresas. Iniciou sua carreira como analista de investimentos para bancos focados no segmento. Após adquirir experiência, em 2015 fundou sua própria startup, focada em gerar tecnologias de segurança para transações financeiras. Concomitantemente, desenvolve seu trabalho e conhecimento financeiro atuando no BeInCrypto, através de análises do setor financeiro de criptomoedas e novas avaliações de novas tecnologias Blockchain pelo mundo.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá