Banco Central e CVM formam novo grupo contra esquemas financeiros, incluindo de criptomoedas

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Banco Central e CVM vão compartilhar dados para melhorar regulação

  • Estratégia envolve maior cooperação internacional

  • Pirâmides financeiras, incluindo de criptomoedas, podem entrar no alvo

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

O Banco Central e a Comissão de Valores Imobiliários (CVM) formarão um novo grupo para trabalhar em conjunto na regulação do mercado financeiro. A iniciativa faz parte de um esforço conjunto para melhorar a fiscalização, incluindo de possíveis pirâmides de criptomoedas.



As instituições passam a compor o Comitê de Regulação e Fiscalização dos Mercados Financeiro, de Capitais, de Seguros, de Previdência e Capitalização (Coremec). Ele traz dois diretores do Bacen, além de diretores e do presidente da CVM.

A iniciativa pretende integrar os órgãos para facilitar o compartilhamento de dados. A expectativa é que o Comitê ajude a aumentar o nível de supervisão do mercado financeiro e de capitais.



Recentemente, vale lembrar, a CVM já havia anunciado parceria para trocar dados com a Receita Federal. Além disso, o grupo irá coordenar trocas de informações com empresas de outros países e organismos internacionais multilaterais.

Pirâmides de criptomoedas na mira

Participe da nossa Comunidade de Trading no Telegram para acessar sinais exclusivos de negociação, conteúdo educacional, discussões e análises de projetos!

Como consequência, os reguladores poderão ter mais chances de atacar esquemas fraudulentos com atuação no Brasil, mas com base jurídica fora do país.

Um dos casos, por exemplo, seria da Midas Trend. Acusada de operar pirâmide com uso de criptomoedas, a empresa continua captando clientes no Brasil apesar da proibição da CVM. No entanto, os sócios dizem operar no Canadá.

A Midas Trend diz ter reduzido a dívida de R$ 60 milhões para R$ 45 milhões. No entanto, os dados não são auditáveis e vítimas acusam empresa de criar terceira pirâmide.

CVM fará evento sobre regulação de mercados com convidados internacionais

O Comitê terá a primeira reunião apenas em dezembro. No entanto, a CVM continua atuando com instituições estrangeiras independentemente do Banco Central.

No próximo dia 28 de agosto, o órgão irá promover um evento com convidados internacionais para discutir experiências de sandbox regulatório. Participarão representantes de órgões equivalentes à CVM do México, Reino Unido e Austrália.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

TÓPICOS RELACIONADOS

Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Desde 2013, colaboro regularmente com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das criptomoedas principalmente na cobertura de ataques cibernéticos e golpes no Brasil. Atualmente, faço mestrado em Comunicação Científica na Universidade de Granada, na Espanha. Escrevo para o BeInCrypto desde abril de 2020.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá