Bancos represam os bilhões do BACEN e BNDES; Real sofre

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Bancos estão impondo condições extras para liberar dinheiro para pequenos empresários

  • Valores disponibilizados pelo BACEN e BNDES estão sendo represados indevidamente pelos Bancos

  • Uma das consequências é a desvalorização do Real frente ao Dólar americano

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Bancos represam os bilhões do BACEN e BNDES e Real sofre. O BACEN vem injetando trilhões de Reais na economia, numa tentativa de reanimá-la. Boa parte do dinheiro, supostamente, tinha como destino os empresários. Porém, os grandes Bancos estão represando boa parte do dinheiro.



O Banco Central está injetando trilhões de Reais na economia brasileira. O seu objetivo é o de tentar reanimar uma economia profundamente afetada pela pandemia do novo coronavírus (COVID-19).

Por isso, um dos principais destinos do dinheiro disponibilizado pelo BACEN é, supostamente, o financiamento de microempresas.



Além do BACEN, o governo, através da MP 944/2020, abriu uma linha de crédito destinada ao pagamento da folha salarial das empresas durante a crise.

Porém, diversos empresários estão reclamando que o dinheiro está sendo represado pelos bancos, ao invés de ser repassado na praça.

Bancos represam os bilhões do BACEN e do BNDES

De acordo com o que foi reportado pelo BeInCrypto há semanas, o Banco Central está injetando, através de diversas medidas, cerca de R$ 2,4 trilhões na economia brasileira.

Segundo as fontes oficiais, as medidas do BACEN têm, por objetivo, aumentar a oferta de crédito na praça.

Para que isso seja possível, o BC está realizando diversas ações, como:

  • Empréstimos para bancos com lastro em papéis – R$ 650 bilhões
  • Empréstimos com garantia de debêntures e compulsórios – R$ 200 bilhões
  • Novo Depósito a Prazo com Garantias Especiais (NDPGE) – R$ 91 bilhões
  • Redução dos depósitos compulsórios dos bancos para 17% – R$ 70 bilhões

Vale ressaltar que os recursos provém das medidas do BACEN e da MP 944/2020, que abre uma linha de crédito para financiar a folha salarial de pequenas empresas.

Assim, o dinheiro da MP 944/2020 é repassado pelo BNDES aos Bancos, que, por sua vez, podem emprestá-lo às microempresas.

Porém, o receio de muitos empresários e especialistas se concretizou: os Bancos estão represando o capital, ao invés de disponibilizá-lo aos empresários, conforme apurado pelo The Intercept.

Empréstimos são condicionados a outras operações

Banner do BNDES sobre a linha especial de crédito

Através dos depoimentos de empresários, é possível notar que os grandes Bancos estão impondo condições extras aos pequenos empresários que desejam receber os empréstimos.

Logo, conforme a reportagem do The Intercept, os empresários estão tendo que arcar com operações “extras”.

Essas operações incluem, comumente, o reparcelamento do cheque especial e de outras dívidas.

Porém, o problema é que a rolagem das dívidas é realizada com a incidência de juros muito superiores ao do programa estipulado pelo BNDES.

Além disso, o dinheiro liberado pelo governo, através do BC e do BNDES, não deveria estar sendo oferecido de maneira casada com outros programas, pelos Bancos.

Real sofre com a injeção de liquidez

Em acréscimo aos problemas anteriores, é necessário apontar que o Real se desvaloriza através das ações do Banco Central.

Assim acontece porque, ao injetar dinheiro na economia, o BACEN estimula a desvalorização da moeda nacional em relação ao Dólar.

Dessa maneira, ao injetar liquidez que sequer está sendo utilizada da maneira correta pelos Bancos, há que se considerar o impacto negativo das políticas públicas para a moeda nacional.

Vale lembrar que o Real é a moeda que mais se desvaloriza em relação ao Dólar, em 2020.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Nicolas se formou em Direito pela Universidade Federal do Paraná e é pós-graduado em Gestão de Negócios Internacionais. Atualmente, cursa Jornalismo na FAPCOM. Escreve sobre economia, política e história há alguns anos. Em 2017, após entrar em contato com a tecnologia blockchain, se entusiasmou com o seu potencial e passou a estudar as aplicações da tecnologia aos diversos setores da economia. Seu foco está em discutir as melhores maneiras de alavancar o desenvolvimento nacional através do uso do blockchain e das criptomoedas.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá