Base de dados da Carteira de Bitcoin Ledger é hackeada

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Base de dados da Ledger é hackeada

  • Criminosos conseguem acessar diversos dados pessoais dos usuários da carteira

  • Não houve acesso dos criminosos aos fundos de criptomoedas dos clientes

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

A base de dados da empresa que produz a Carteira Ledger foi hackeada, no mês de junho. Cerca de um milhão de endereços de e-mails dos usuários foi vazada. Aparentemente,  não houve o comprometimento de fundos.



A Ledger é uma das carteiras hardware de criptomoedas mais utilizadas do mercado. Assim, diversos investidores de peso guardam as suas criptomoedas nas carteiras da Ledger.

Contudo, a base de dados da empresa foi comprometida em junho de 2020. No ocorrido, cerca de um milhão de endereços de e-mail dos usuários foi vazada. Por isso, o ocorrido está deixando grande parte da comunidade cripto preocupada.



Entre no canal do BeInCrypto e receba sinais de trade de criptomoedas de forma gratuita!

Ledger tem a sua base de dados hackeada

A informação sobre o vazamento de dados foi divulgada hoje, dia 29 de julho, pela própria Ledger.

Assim, de acordo com a empresa, uma brecha de segurança foi encontrada no seu site em 14 de junho de 2020. Apesar de o problema ter sido corrigido, a brecha foi aproveitada pro hackers no dia 25 de junho.

Dessa maneira, o endereço de e-mail, nome e sobrenome, CEP e número de telefone de aproximadamente um milhão de usuários foi exposta.

Fundos de criptomoedas não estão sob risco

Apesar de o vazamento de dados ter ocorrido de maneira significativa, a empresa alega que os fundos de Bitcoin e outras criptomoedas dos usuários não está sob risco.

Porém, é difícil saber até que ponto os usuários estão realmente expostos, já que as informações pessoais dos usuários pode ser utilizadas em uma série de golpes. Além disso, eles podem se tornar vítimas em potencial dos criminosos.

Dessa forma, é necessário ficar atento à comunidade cripto, a fim de saber se o vazamento trará consequências mais sombrias aos entusiastas de criptomoedas e aos clientes da empresa.

Entre para o canal de Sinais do BeInCrypto

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Nicolas se formou em Direito pela Universidade Federal do Paraná e é pós-graduado em Gestão de Negócios Internacionais. Atualmente, cursa Jornalismo na FAPCOM. Escreve sobre economia, política e história há alguns anos. Em 2017, após entrar em contato com a tecnologia blockchain, se entusiasmou com o seu potencial e passou a estudar as aplicações da tecnologia aos diversos setores da economia. Seu foco está em discutir as melhores maneiras de alavancar o desenvolvimento nacional através do uso do blockchain e das criptomoedas.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá