Binance é acusada de operação para evitar reguladores nos EUA, e CEO responde

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • A Forbes relatou que Binance tinha um plano secreto para contornar os regulamentos dos EUA usando uma subsidiária americana.

  • A fonte não identificada do plano que vazou diz que ele foi criado e visto pela liderança sênior da Binance.

  • Os CEOs da Binance e da Binance.US negaram essas alegações

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Em um artigo do dia 29 de outubro na Forbes, o repórter Michael Del Castillo compartilhou os detalhes de um conjunto de slides que vazou, descrevendo os planos operacionais da Binance para os Estados Unidos.



O artigo alega que a empresa planejava criar uma estrutura corporativa projetada para” enganar intencionalmente os reguladores e lucrar sub-repticiamente com investidores de criptomoedas nos Estados Unidos. ”

A apresentação, datada de 2018 e pouco antes do lançamento de Binance.US, indica que a bolsa líder da cripto pretendia criar uma “entidade Tai Chi” nos Estados Unidos para chamar a atenção dos reguladores enquanto canalizava lucros para sua empresa controladora e não os expunha à aplicação .



Como Del Castillo colocou,

“enquanto a entidade então sem nome estabelecia operações nos Estados Unidos para distrair os reguladores com interesse fingido em conformidade, medidas seriam postas em prática para mover a receita na forma de taxas de licenciamento e mais para a empresa-mãe, Binance. ”

Parte dessa estratégia seria, supostamente, ensinar os usuários a fugir das restrições geográficas enquanto “soluções tecnológicas eram postas em prática”. O artigo teve um impacto imediato.

Resposta do CZ da Binance

De sua parte, o fundador Changpeng “CZ” Zhao respondeu rapidamente com uma série de declarações no Twitter. Ele chamou o artigo de FUD e disse que as acusações no relatório estão incorretas:

“o documento não foi produzido por funcionário da Binance (atual ou ex). Qualquer um pode produzir um documento de estratégia, mas isso não significa que Binance os siga. ”

Ele acrescentou: “Binance sempre operou dentro dos limites da lei, e a Binance tem uma colaboração muito forte com muitas agências notáveis ​​de aplicação da lei em todo o mundo”.

A questão de saber se um funcionário da empresa produziu o deck foi ainda questionada por Del Castillo, que respondeu ao tópico do Twitter de CZ.

A refutação de CZ foi seguida por uma declaração em vídeo da CEO da Binance.US, Catherine Coley, no dia seguinte. Coley foi inequívoca em sua defesa da empresa:

“a noção de que a Binance.US faria qualquer coisa para minar a capacidade de combate à lavagem de dinheiro e aplicação de sanções dos EUA para detectar atividades ilícitas é evidentemente absurda e diretamente contra quem somos como pessoas.”

Ela destacou algumas “imprecisões factuais” no artigo, incluindo o fato de que a Binance.US não é uma subsidiária da Binance Holdings e não fez pagamentos à entidade maior. Coley também observou que a Binance.US sacrificou o crescimento e a receita para “fazer as coisas certas”.

Notícias questionando a credibilidade da maior exchange de criptomoedas do mundo , talvez previsivelmente, tem sido indesejada em no mundo das criptos. Muitos classificaram o artigo como jornalismo sensacionalista em busca de cliques.

Um usuário do Twitter, que descreve a si mesmo como um fornecedor de auditorias legalSec, resumiu

“este é um bom artigo de jornalismo estragado por uma interpretação negativa. O que está sendo descrito aqui não é uma estratégia de evasão da lei, mas um plano para cumprir as leis dos EUA de forma lucrativa ao máximo, em vez de apenas sair do mercado dos EUA completamente – se isso é ‘evasão’, então é a maior parte da estruturação legal. ”

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Colin é escritor, pesquisador e trader de conteúdo com grande interesse no futuro do dinheiro. Seus escritos foram apresentados em várias publicações de criptomoedas, e seus ativos não chegam a mais do que um punhado de BAT.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá