Bitcoin Deve Atingir US $ 100.000 Usando o Padrão de Propagação do Coronavírus

Compartilhar Artigo

A comparação pode parecer um pouco deslocada em um olhada casual, mas um ex-CTO da Coinbase acredita que existem semelhanças entre o padrão subjacente do último aumento de preços do Bitcoin e o do ameaçador surto de coronavírus.



A semelhança é, é claro, estritamente matemática. E se os dois conjuntos de dados não relacionados devem ser levados em consideração, existe uma chance de que O Bitcoin ultrapasse o marco de US $ 100k como muitos defensores otimistas previram anteriormente.

Bitcoin em US $ 100k (De Acordo com o Estocástico)

O investidor anjo, trader de criptomoedas e o antigo CTO da Coinbase, Balaji S. Srinivasan, sublinharam essa similaridade entre o preço do BTC e o padrão de disseminação do coronavírus hoje cedo em uma série de tweets.



Ele usou o processo estocástico, um conceito familiar no campo da teoria das probabilidades, para fazer uma previsão altamente otimista.

Srinivasan argumentou que em 2009, ninguém realmente esperava ver o Bitcoin atravessando uma avaliação de US $ 100 mil. No entanto, agora que o ativo já ultrapassou o limite de US $ 10.000, está estatisticamente em uma posição melhor do que nunca para se recuperar acima e além desse valor.

Srinivasan traçou um paralelo de como, em 1 de dezembro de 2019, o surto de coronavírus dificilmente ultrapassaria 100 mil casos. No entanto, agora que o surto ultrapassou o limite de 10k, aumentou as chances que vá além de 100 mil casos.

A comparação provavelmente não faria muito sentido para aqueles que não estão familiarizados com o processo estocástico, mas é baseada em uma base matemática sólida.

Para aqueles que estão fora do circuito, o processo estocástico é uma descrição matemática de fenômenos aleatórios que pode ser utilizada para fazer previsões do comportamento dos sistemas – geralmente para verificá-las experimentalmente.

O modelo estocástico provou ser extremamente útil na análise e modelagem da negociação de ações e mercadorias, pesquisa em saúde e uma série de outras aplicações do mundo real.

Reação Mista de Seguidores

Claro, o tweet original atraiu críticas de alguns traders e investidores que consideraram incomum o Srinivasan comparar o modelo de preço do Bitcoin com o do surto mortal. Alguns acharam “forçado” e “artificial”.

Em sua defesa, Srinivasan já havia esclarecido que a dinâmica dos preços e surtos de doenças é sem dúvida diferente.

Respondendo aos críticos, ele explicou que, apesar de serem muito diferentes, os dois fenômenos são baseados no processo estocástico, o que significa que “o conceito geral de ‘condicional a esse evento improvável já ter acontecido, precisamos atualizar nossa probabilidade de futuro’ é aplicável” em ambos os casos.

Faça parte da nossa página de criptomoedas no Twitter. Assim ficará por dentro das últimas notícias sobre criptomoedas e blockchain acontecendo no Brasil e no mundo.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Com formação em ciências e redação, Alice começou a escrever profissionalmente há 7 anos. Desde então, ela tem aprendido, investido e escrito sobre criptomoedas e tecnologia blockchain para algumas das maiores publicações do setor. Atualmente, compõe a equipe de jornalistas Brasil da BeInCrypto.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá