Bitcoin Bate Ouro e Acumula Valorização Maior Que o Metal Precioso em Outubro

Compartilhar Artigo

O Bitcoin viu seu preço aumentar mais que o ouro em outubro de 2019. Sendo que o metal precioso teve uma valorização de cerca de 3%, enquanto que a criptomoeda alcançou mais de 10% no referido mês. Os dados evidenciam ainda que o preço do Bitcoin subiu três vezes mais do que a cotação do ouro.



O ouro é conhecido como a maior reserva de valor do mundo todo. Durante séculos, o metal precioso vigora no mercado financeiro tradicional. Neste sentido, o Bitcoin possui apenas onze anos de idade, mas com grande potencial para ofuscar o ouro nos próximos anos.

Bitcoin subiu três vezes mais que o ouro

Em outubro, o preço do Bitcoin surpreendeu o mercado ao revelar uma valorização completamente inesperada. No acumulado, neste mês a criptomoeda registrou uma valorização de 10,26%.



Esse valor corresponde a maior alta empreendida pelo Bitcoin no mês passado. Assim sendo, o ouro também alcançou uma valorização, só que bem inferior. Embora menos expressiva que a criptomoeda, o metal precioso acumulou 2,74% no período analisado.

No mês que terminou faz alguns dias, o preço do Bitcoin alcançou um aumento de mais de 40% em apenas um dia. Em questão de horas os investidores puderam acompanhar o Bitcoin atingir índices que não eram experenciados desde 2011.

Criptomoeda subiu 3 vezes mais que o ouro

Criptomoeda ultrapassa ouro e acumula valorização em 2019

Em 2019, o preço do Bitcoin acumulou 148% de valorização até o dia 31 de outubro. Em contrapartida, o ouro concentrou apenas 21% de aumento no mesmo período. Dessa forma, a criptomoeda foi cinco vezes mais rentável.

A diferença entre o acumulado pelo ouro e pelo Bitcoin poderia ser até maior, considerando que o preço do Bitcoin esteve acima de US$ 14 mil no primeiro semestre. Por outro lado, a criptomoeda não conseguiu ultrapassar o ouro durante os três últimos meses antes de outubro.

Nos meses de julho, agosto e setembro a valorização acumulada do ouro esteve a frente do Bitcoin. O primeiro lugar pertenceu ainda ao metal precioso em janeiro de 2019. Nos demais meses, o Bitcoin teve um aumento acumulado mensal superior ao ouro.

A valorização acumulada volta sua tendência de primeiro lugar para o ouro novamente, se for analisado o período trimestral. Nos últimos três trimestres o ouro acumulou uma valorização superior ao Bitcoin. No terceiro trimestre deste ano a criptomoeda teve uma amarga queda de 23%. Um índice antagônico a valorização de 163% acumulada no trimestre anterior.

Você acha que a valorização acumulada do Bitcoin continuará ultrapassando a do ouro? Comente sobre a matéria e compartilhe essa informação através do Twitter!

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

TÓPICOS RELACIONADOS

Com formação em ciências e redação, Alice começou a escrever profissionalmente há 7 anos. Desde então, ela tem aprendido, investido e escrito sobre criptomoedas e tecnologia blockchain para algumas das maiores publicações do setor. Atualmente, compõe a equipe de jornalistas Brasil da BeInCrypto.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá