Bitcoin bate preço histórico e baleias liquidam quase R$ 7 bilhões; e agora?

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Baleias venderam Bitcoin em massa quando preço atingiu US$ 23.500.

  • Quase 100 mil traders tiveram suas posições varridas.

  • O que acontecerá com o preço a partir de agora?

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Baleias varreram posições de quase 100 mil traders enquanto Bitcoin batia o patamar histórico de US$ 23.500



O Bitcoin atingiu um novo patamar histórico na manhã desta quinta-feira (17). Após um rali que seguiu desde o rompimento dos US$ 20.000, a criptomoeda atingiu US$ 23.500 em diversas exchanges. O movimento, no entanto, deu início a uma série de liquidações em massa.

Baleias de Bitcoin venderam pelo menos US$ 1,34 bilhão, o equivalente a R$ 6,78 bilhões. Desses, US$ 1,17 bilhão, ou R$ 5,93 bilhões, forma apenas em BTC. O restante foi distribuído em outras moedas, como a ETH. Ao todo, pouco menos de 100 mil traders foram liquidados. Os dados são do portal Bybt.



Baleias liquidaram US$ 1,34 bilhão quando Bitcoin atingiu US$ 23.500

A maior parte do volume liquidado em posições vendidas foi na Binance. Do total, baleias venderam mais de 40% na maior corretora do mundo. Como consequência, o preço do BTC recuou fortemente de US$ 23.500 para US$ 22.500 em poucos minutos nesta manhã.

Grayscale tem US$ 12 bilhões só em Bitcoin

Retorno dos produtos da Grayscale já passam de 150% desde março.

Mesmo com a queda do patamar de US$ 23.500, os ativos detidos pela Grayscale só cresceram nas últimas 24 horas. Ainda segundo o Bybt, a maior gestora de criptoativos do mundo agora tem US$ 12,03 bilhões (R$ 61 bilhões) apenas em Bitcoin.

Seu segundo maior fundo, de ETH, também aumentou e já soma US$ 1,84 bilhão. No total, o investimento em produtos da Grayscale já entrega um retorno de 150% desde março.

Mineradores antigos viraram milionários de Bitcoin

Além disso, também apesar do recuo, o Bitcoin fez mais alguns milionários no mundo. Segundo a empresa de análise de dados Glassnode, antigos mineradores se tornaram oficialmente milionários de BTC. A marca foi atingida após o ativo ultrapassar os US$ 20.000.

Além disso, aumentou o número de endereços no geral com pelo menos US$ 1 milhão em Bitcoin.

O número de endereços #Bitcoin com pelo menos US$ 1 milhão se tornaram parabólicos. Ele aumentou mais de 150% para 6.640 endereços. Por quê? O BTC cruzou os US$ 20k e transformou todos os primeiros endereços de mineradores (recompensas de blocos de 50 BTC, não gastos ou perdidos) em endereços milionários.

O crescimento do Bitcoin fez com que o lucro no quartro trimestre passasse de 100%. Um levantamento do Unfolded mostra que o lucro sobre o Bitcoin alcançou 110%, tornando este o segundo trimestre mais rentável da história.

Preço caminha para onde?

A forte liquidação de Bitcoins deixou a comunidade à espera dos próximos passos. Afinal, que direção o preço deve tomar a partir de agora. Para o analista JC O’Hara da firma americana MKM Partners, a alta está longe do fim.

Se você olhar para trás, a última vez que iniciamos novos estágios de formação de tendências de alta, foi em 2015. O Bitcoin custava US$ 200 naquela época e valorizou mais de 8.000%, chegando a US$ 19.000.

Segundo o especialista, é possível que o Bitcoin esteja caminhando para US$ 25.000 em breve.

Acreditamos que essas tendências persistirão no futuro. Nesse momento, acho que de forma conservadora, vamos ver um aumento para US$ 25.000. Acho que é um bom alvo, especialmente baseado no que o Bitcoin fez e no que potencialmente poderia fazer agora.

No fechamento da matéria, o Bitcoin voltava a flertar com os US$ 23.000, segundo o Coingecko. Já no Brasil, o BTC era negociado em exchanges nacionais por, em média, US$ 115 mil, segundo o Cointrader Monitor.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Desde 2013, colaboro regularmente com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das criptomoedas principalmente na cobertura de ataques cibernéticos e golpes no Brasil. Atualmente, faço mestrado em Comunicação Científica na Universidade de Granada, na Espanha. Escrevo para o BeInCrypto desde abril de 2020.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá