Bitcoin é a revolução pacífica em tempos difíceis

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • O Bitcoin possui diversas vantagens em relação ao sistema financeiro atual

  • Descentralizada, com taxas ínfimas e acessível, a criptomoeda permite o envio de dinheiro para qualquer parte do mundo

  • O Bitcoin, pelas suas vantagens, pode ser considerado o primeiro passo para uma revolução financeira pacífica

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

O Bitcoin é a revolução pacífica em tempos difíceis. Atualmente, dezenas de manifestações estão tomando as ruas das cidades de vários países, incluindo o Brasil. Nesse clima, o BTC pode desempenhar um papel importante de liberdade contra o sistema financeiro.



O Bitcoin e os benefícios da sua utilização são amplamente conhecidos pela comunidade cripto.

Porém, em meio à onda de protestos, alguns cartazes têm chamado a atenção das pessoas que não fazem parte do mundo cripto.



Neles, geralmente está escrito algo como “Bitcoin is the peaceful revolution”  (Bitcoin é a revolução pacífica).

O que isso significa?

Bitcoin é a revolução pacífica

Independente do “lado” que você está escolhendo para as manifestações, uma coisa é certa: o Bitcoin simboliza a liberdade contra um sistema financeiro perverso.

Por quê?

Simples: até o presente momento o Bitcoin é a melhor maneira que o cidadão comum possui de declarar independência das instituições financeiras tradicionais.

Bitcoin e a descentralização

A independência vem através da plataforma Blockchain descentralizada. Por isso, ninguém é dono do Bitcoin. Não há CEO, Banco Central ou presidente irresponsável para emitir moedas.

O Bitcoin pode ser utilizado de forma global para realizar transferências e pagamentos em poucos minutos.

Assim, não há o intermédio de Bancos, tampouco taxas caras para fazer transações.

Contudo as pessoas ainda acreditam que é difícil negociar Bitcoins. Esse é um problema simples de se resolver: basta mostrar que tudo o que elas necessitam é uma carteira de criptomoedas.

Além do seu papel como moeda para negociações, o Bitcoin possui outras características importantes para que as pessoas alcancem a própria independência financeira.

Apoiar qualquer causa é fácil

As pessoas geralmente têm dificuldade de realizar pagamentos para apoiar um causa.

Porém, com o Bitcoin, isso é muito simples: basta que a entidade compartilhe o endereço público da sua carteira de criptos!

Dessa maneira, milhares de pessoas, ao redor de todo o mundo, podem contribuir com pequenos e grandes depósitos.

O Bitcoin permite a realização de microtransações por uma taxa ínfima, o que é benéfico para as entidades que desejam receber apoio.

“Abandonar” os grandes bancos é possível

É dífícil encontrar uma pessoa que goste do sistema financeiro atual. No Brasil, ele é lento, caro e pouco eficiente:

Filas na CEF em plena pandemia [Fonte: Jornal Extra Digital]
Assim, apenas um sistema profundamente desajustado pode contribuir para formar filas em plena pandemia.

Com as criptomoedas, no entanto, é possível fazer tudo de maneira digital, a custo baixo e de forma segura. Não há mais desculpa para alimentar o combalido sistema financeiro tradicional.

Poder nas mãos da comunidade cripto

O Bitcoin não tem dono; portanto, não há como “empurrar” medidas goela abaixo da sua comunidade.

Isso não é verdade para todas as criptomoedas. O Ripple (XRP), por exemplo, é controlado por uma empresa.

Porém, com a adoção de criptomoedas, o sistema financeiro vai ter duas opções: se adaptar ou sucumbir. Em ambos os casos, quem sai ganhando é a população, que se vê livre das amarras impostas pelos grandes bancos.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

TÓPICOS RELACIONADOS

Nicolas se formou em Direito pela Universidade Federal do Paraná e é pós-graduado em Gestão de Negócios Internacionais. Atualmente, cursa Jornalismo na FAPCOM. Escreve sobre economia, política e história há alguns anos. Em 2017, após entrar em contato com a tecnologia blockchain, se entusiasmou com o seu potencial e passou a estudar as aplicações da tecnologia aos diversos setores da economia. Seu foco está em discutir as melhores maneiras de alavancar o desenvolvimento nacional através do uso do blockchain e das criptomoedas.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá