Bitcoin é Altista Historicamente Após Padrão de Ajuste de Dificuldade

Compartilhar Artigo

O aumento mais recente de 2% nos ajustes de dificuldade na rede Bitcoin pode ser definitivamente considerado negativo, mas uma rápida revisão do gráfico histórico revela que as quedas de dificuldade seguidas por aumentos têm sido tradicionalmente otimistas.



A dificuldade de mineração do Bitcoin se ajusta a cada bloco de 2016 – aproximadamente a cada duas semanas. Se o número de blocos extraídos durante esse período for menor que o esperado, a dificuldade diminui e, inversamente, mais blocos extraídos levam a um aumento na dificuldade.

Quando os preços diminuem acentuadamente, os mineradores menores tendem a abandonar o mercado em um evento chamado capitulação. Para compensar, as mineradoras começam a despejar seus BTC para cobrir os custos, inundando ainda mais o mercado com a oferta e resultando em maiores cortes de preços.



No entanto, à medida que os mineradores menores capitulam, a dificuldade continua a cair até que o mercado se estabilize. Historicamente, quando  a dificuldade aumenta novamente , o mercado encontra um suporte, e o preço começa a se recuperar.

Dificuldade de mineração de Bitcoin

Como o gráfico acima indica, a dificuldade aumentou 2%, um sinal que sugere que as mineradoras pararam de sair do mercado. As quedas anteriores de dificuldade poderiam muito bem ter sido capitulação, mas pode ser muito cedo para confirmar.

Com o aumento da dificuldade, o gráfico mostra que o preço geralmente segue uma tendência positiva. Pontos de inflexão como esses no gráfico histórico sempre resultaram em excursões dramáticas de alta.

De fato, as três corridas anteriores mais longas seguiram essas mudanças. À medida que as mineradoras entram novamente no mercado e o preço se estabiliza, o hashrate aumenta e os preços começam a subir.

Apenas um pontinho?

Outros, no entanto, vêem a dificuldade mudar como um simples erro. Em vez de ver um ponto de reentrada para os mineradores menores de Bitcoin e um fundo no mercado, eles veem um pontinho no gráfico geral.

Esses detratores sugerem que a queda no preço reflete a capitulação substancial do minerador. Este processo não para até que o preço recupere pela primeira vez.

Até que o preço volte ao positivo, as mineradoras menores devem permanecer à margem, incapazes de se dar ao luxo de operar máquinas desatualizadas. Uma vez que o preço aumenta, eles podem entrar novamente.

Embora esse cenário possa estar ocorrendo agora, o único marcador disponível para a atividade do mineiro é a dificuldade e o hashrate. O primeiro indicador de movimentos de mineração no mercado é o ajuste de dificuldade. Embora isso não seja garantia, os observadores astutos poderão determinar o que virá a seguir com base nos ajustes de hashrate no futuro.

Você utiliza alguma informação quanto à mineração de criptomoedas para elaborar sua análise de investimentos? Deixe nos comentários a sua opinião! Aproveite para compartilhar no Twitter e no Facebook!


Imagens cortesia do Twitter, Shutterstock.


Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Com formação em ciências e redação, Alice começou a escrever profissionalmente há 7 anos. Desde então, ela tem aprendido, investido e escrito sobre criptomoedas e tecnologia blockchain para algumas das maiores publicações do setor. Atualmente, compõe a equipe de jornalistas Brasil da BeInCrypto.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá