Bitcoin é o melhor investimento de agosto e já chega a 118,37% de lucro em 2020

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Bitcoin cai de desempenho, mas ainda é líder de rendimento no mês

  • Criptomoeda rendeu o dobro do ouro e superou também dólar

  • Analistas acreditam que 2020 será ano do Bitcoin novamente

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

O Bitcoin foi o ativo que apresentou melhor rendimento no mês de agosto mesmo com altos e baixos no preço. A criptomoeda chegou a apresentar o dobro da rentabilidade na comparação com o ouro: 8,89% contra 4,42% do metal precioso.



A moeda digital também superou o dólar, que apresentou subida considerável no mês. No entanto, o ganho de 5,06% ainda fica abaixo do oferecido pelo Bitcoin.

O Bitcoin alcançar o topo entre investimentos financeiros não chega a ser uma novidade. Em julho, um levantamento apontou que a criptomoeda já era a melhor aplicação de 2020. Apenas nos seis primeiros meses do ano, o ativo valorizou o dobro do dólar, que ficou em segundo.



A distância para o ouro, no entanto, encurtou. Se na primeira metade do ano o Bitcoin superou o metal em quatro vezes, a vantagem cai para metade em agosto. Os motivos passam pelo baixo desempenho do Bitcoin, que rendeu a metade de julho, e a ascensão do ouro.

Por outro lado, o que chama atenção é a permanência do Bitcoin na dianteira mesmo não estando em seu melhor momento.

Como resultado, a valorização nominal do Bitcoin já chega a 118,37% no ano. Em 2020, o segundo colocado é o ouro (B3), com 68,01%, seguido pelo Euro (Mercado), com 45,65% de rendimento. O dólar é a apenas o quinto, com 36,69%, após o Euro (BC) com 44,34%. Os dados foram levantados pelo Valor Data.

Apesar da subida nos últimos dias, agosto foi um mês de testes para a moeda. Em certo momento, analistas tinham o receio do BTC perder o suporte e despencar. No entanto, o preço voltou a engatar subida e parece ter rompido uma importante resistência.

Como comprar Bitcoin e entrar no grupo de sinais gratuito do BeInCrypto

2020 será o melhor ano do Bitcoin?

Os ganhos do Bitcoin frente a outras aplicações é mais um argumento para quem defende chegou novamente a vez da criptomoeda. Alguns analistas dizem ver sinais que só haviam surgido antes em grandes ralis.

A Grayscale, que controla o maior fundo de criptomoedas do mundo, só aumenta as compras de BTC. Já a Fidelity, uma das maiores gestoras do mundo, irá abrir mais um fundo de Bitcoin.

As projeções de preço para 2020 são animadoras entre a maioria dos especialistas. Além de Grayscale e Fidelity, outras gestoras de fundos como VanEck e MicroStrategy também defendem que o ativo irá disparar em breve.

Recentemente, também veio à tona um documento preparado pelos irmãos Winklevoss. Os bilionários donos da exchange Gemini dizem que o Bitcoin será impulsionado pela inflação das moedas nacionais. Dessa maneira, eles acreditam que o BTC poderá disparar até 45 vezes, alcançando US$ 500 mil (R$ 2,7 milhões) na próxima década.

No entanto, a previsão mais ousada vem de um modelo que também usa a inflação como premissa. Segundo o analista PlanB, a desvalorização do dólar decorrente da política monetária norte-americana poderá resultar na completa explosão do preço do BTC.

Ele diz ter simulado a escalada de preços baseando-se na quantidade de ativos comprados pelos bancos centrais dos EUA e União Europeia. Segundo o analista, nesse ritmo, o Bitcoin poderia alcançar o valor impressionante de R$ 100 milhões ainda em 2020.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

TÓPICOS RELACIONADOS

Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Desde 2013, colaboro regularmente com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das criptomoedas principalmente na cobertura de ataques cibernéticos e golpes no Brasil. Atualmente, faço mestrado em Comunicação Científica na Universidade de Granada, na Espanha. Escrevo para o BeInCrypto desde abril de 2020.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá