• Oferta ativa do Bitcoin em 90 dias atinge patamar importante
  • Explosão indicaria proximidade de novo bull run
  • Alta teria sido “adiada” desde março

O Bitcoin atingiu um índice que pode indicar boa notícia para quem espera um novo bull run à espreita. Segundo um relatório, a métrica se parece com o momento prévio à grande alta de preço da história.

Trata-se da métrica de oferta ativa em 90 dias. Segundo um novo levantamento, ela chegou a um nível que lembra muito os momentos que antecederam a alta histórica da criptomoeda.

A métrica mede a porcentagem da oferta ativa de Bitcoin na comparação com a oferta atual, representando uma unidade nativa única que é negociada pelo menos uma vez nos últimos 90 dias.

Houve uma explosão no percentual de oferta ativa da criptomoeda recentemente. Considerando o prazo de 90 dias, o índice cresceu significativamente, conforme dados registrados na blockchain.

Segundo análise da Stack Funds, o percentual atual dessa métrica indica que “um novo rali ainda pode se materializar”.

Os dados mostrariam duas tendências. Uma delas é a diminuição da métrica nos últimos três anos, de 36% para 17%, sugere que o Bitcoin está sendo mantido por períodos mais longos nas carteiras. De fato, o movimento de HODL vem sendo percebido por meio de outras métricas.

Além disso, segundo a Stack Funds, é possível afirmar uma forte similaridade com o momento pré-bull run de 2017. Naquela data, os gráficos mostravam um movimento muito parecido na janela de 60 a 90 dias.

Na sequência desse comportamento, os preços dispararam para quase US$ 20.000. Algo parecido aconteceu em março, mas a possível alta teria sido apenas adiada.

Como as estatísticas mostraram, pode-se esperar uma potencial subida dos preços do Bitcoin, o que ainda não se concretizou, levando-nos a acreditar que o aumento anterior nos preços do Bitcoin poderia acontecer mais cedo ou mais tarde.

Bitcoin pouco volátil, mas muito rentável na crise

O Bitcoin está experimentando um momento atípico em 2020. Acostumado a altas volatilidades, a criptomoeda vem tendo preços menos variáveis recentemente.

O preço do Bitcoin aumentou 42% no trimestre após cair 10% no primeiro trimestre. Mas, desde a última subida forte, vem sendo negociado lateralmente dentro de uma faixa de US$ 500. O preço do BTC vem variando, em geral, entre US $ 8.850 e US $ 9.350.

No entanto, ainda assim, o criptoativo oferece a melhor rentabilidade do ano – ao menos no Brasil. Segundo um levantamento recente, o Bitcoin chega a 72,9%, enquanto o dólar fica em menos da metade, com 35,6%.

Paulo Alves Jornalista

Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Desde 2013, colaboro regularmente com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das criptomoedas principalmente na cobertura de ataques cibernéticos e golpes no Brasil. Escrevo para o BeInCrypto desde abril de 2020.

Seguir o Autor

Quer saber mais?

Entre para o nosso Canal do Telegram e receba sinais de trade, um curso gratuito de trade e comunicação diária com entusiastas de cripto!

Esse site usa cookies.
Clique aqui para aceitar o uso desses cookies. Veja nossa Política de Cookies

Estamos discutindo isso em nosso Canal de Telegramas

Junte-se a

Sinais diários, análises Bitcoin e chat de traders. Junte-se ao nosso Telegram hoje!

Vamos lá

We are discussing it in our Telegram Channel

Join

We are discussing it in our Telegram Channel

Join