Bitcoin ganha força no varejo enquanto investimento institucional diminui, mostra JPMorgan

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • O banco JPMorgan faz um levantamento de onde estão vindo os investimentos em BTC em 2021.

  • Nos últimos meses, os investidores de varejo estão comprando mais bitcoin do que os investidores institucionais.

  • Isso foi um dos fatores que fizeram a alta do bitcoin no final de semana diferente das anteriores.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Depois de ter dominado as compras de bitcoin nos últimos meses, os investidores institucionais estão abrindo espaço para que o varejo aumente sua participação no mercado.



Um levantamento feito pelo banco norte-americano JPMorgan Chase mostrou de onde estão vindo os investimentos em bitcoin nos últimos tempos.

Neste início de 2021, os traders de varejo estão comprando mais bitcoin do que os investidores institucionais.



De acordo com o estudo, os investidores de varejo compraram mais de 187.000 bitcoins até agora neste trimestre. Em contraste, os investidores institucionais adquiriram mais 172.684 BTC no mesmo período.

Conforme o analista da Nikolas Panigirtzoglou explicou ao Bloomberg, os números dos últimos meses mostram mais equilíbrio entre os diferentes tipos de investidores.

“Em termos de bitcoin, enquanto o quadro de fluxo foi dominado por investidores institucionais durante o quarto trimestre de 2020, o quadro de fluxo foi mais equilibrado entre investidores de varejo e institucionais no trimestre atual, ecoando o terceiro trimestre de 2020.”

De fato, no quarto trimestre do ano passado esses números estavam invertidos. As instituições eram as maiores compradoras com um total de 306.658 BTC adquiridos na época. Em segundo lugar vinha o varejo, responsável pela compra de 295.444 BTC.

O JPMorgan calcula a entrada de investidores de varejo com base nas compras de usuários do Paypal e Square. Já o investimento institucional se baseia nos futuros de bitcoin negociados na bolsa de Chicago (CME), fluxos de fundos, e anúncios públicos de empresas.

Investimento institucional desacelera neste trimestre

Além deste estudo do JPMorgan, outros analistas já apontaram que o fluxo institucional parece estar entrando em declínio neste trimestre. Inclusive, isso seria um dos fatores que fazem o rali do bitcoin desses últimos dias diferente dos anteriores. 

De acordo com Ki Young Ju, analista da CryptoQuant, quando o bitcoin ultrapassou a marca de 30, 40 e 50 mil dólares, ele era impulsionado por uma forte entrada de investidores institucionais. No entanto, isso não se repetiu neste final de semana, quando o BTC ultrapassou os US$ 60 mil. 

Desde então, o bitcoin está em queda e com dificuldades de segurar os ganhos dos últimos dias. Nesta manhã de terça-feira (16), por exemplo, a cotação do BTC se mantém pouco acima de US$ 55 mil.

O estímulo fiscal que os norte-americanos recebem nesta semana, no entanto, indicam que os investimentos do varejo em bitcoin vão aumentar ainda mais.

Conforme mostrou ontem o BeInCrypto, há uma estimativa que a população use cerca de US$ 30 bilhões provenientes do auxílio para comprar bitcoin.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Saori Honorato é jornalista e para o BeInCrypto escreve sobre os principais acontecimentos do universo das criptomoedas.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá