Bitcoin será ‘melhor investimento da década de longe’, diz diretor da ABCripto

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Diretor da ABCripto, Safiri Felix defende que Bitcoin irá valorizar muito nos próximos meses

  • Injeção trilionária de moeda fiduciária beneficia criptomoedas

  • Brasil ainda tem muito espaço para crescer no setor

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

O diretor-executivo da Associação brasileira de criptoeconomia (ABCripto), Safiri Felix, disse que acredita fortemente em forte valorização do Bitcoin em meio à crise. Para ele, o ativo tem tudo para ser o melhor investimento da década.



Felix explica que a crise vem mostrando a força do Bitcoin como reserva de valor. Para ele, o Bitcoin deverá, gradualmente, capturar parte do capital que tem que ser alocado em reservas de valor, como ouro e outros tipos de ativo descolados do comportamento das bolsas. A declaração foi dada na última quarta-feira (17) durante live do Valor.

Como a gente está falando de uma classe de ativos que tende a uma quantidade limitada disponível, a perspectiva é de que a gente tenha uma valorização substancial, não só nos próximos meses. Eu acredito que o Bitcoin tem tudo para repetir o que aconteceu na década passada e ser o melhor investimento da década de longe.

A afirmação está em linha com o comportamento do mercado. Investidores vêm esvaziando exchanges na espera de uma grande valorização do Bitcoin. Muito em breve, é possível que o ativo volte aos US$ 10.000.



‘Trilhão virou banal’

O diretor da ABCripto destacou a valorização do Bitcoin no acumulado do ano apesar da queda recente. No entanto, apesar do otimismo, ele faz a ressalva de que fazer projeções em um momento como esse é arriscado.

Ainda assim, ele diz se impressionar com a injeção trilionária de governos na crise. A visão, entretanto, é que o cenário é altamente benéfico para o Bitcoin.

O balanço do FED passou de US$ 7 bilhões pela primeira vez na história. A União Europeia já soma mais de 1,3 trilhão de euros em estímulos. Além disso, nesta quinta-feira (18), o banco central britânico anunciou injeção de 100 bilhões de libras na economia.

O que a gente tem observado nas últimas semanas, na minha opinião, é assustador. Eu brinco com muita gente que trilhão virou banal. De repente, a massa monetária está crescendo em uma velocidade nunca antes vista. A gente está diante do maior experimento monetário da história da humanidade.

Bitcoin ainda deve crescer muito no Brasil

O Brasil movimentou R$ 25 bilhões em criptomoedas no primeiro trimestre de 2020. Se for mantido, a avaliação da ABCripto é que o país deve fechar o ano com um volume total superior a R$ 100 bilhões.

Mas, o potencial no Brasil seria muito maior. O volume movimentado mensalmente no país, por exemplo, não chega a um dia de negociações na Binance. O diretor da ABCripto explica, além disso, que os brasileiros vêm descobrindo as vantagens do Bitcoin para além da especulação.

Você tem benefícios muito grandes com a redução da volatilidade total da sua carteira, além de ter à disposição um ativo que, por ser dolarizado, [torna] muito simples o acesso a instrumentos atrelados a moedas mais fortes que o real.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

TÓPICOS RELACIONADOS

Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Desde 2013, colaboro regularmente com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das criptomoedas principalmente na cobertura de ataques cibernéticos e golpes no Brasil. Atualmente, faço mestrado em Comunicação Científica na Universidade de Granada, na Espanha. Escrevo para o BeInCrypto desde abril de 2020.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá