Bitcoin sobe 103%, desbanca petróleo e ações e é o ativo mais rentável de 2021

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Ao valorizar mais de 100% em 2021, bitcoin é o ativo institucional com o maior retorno do primeiro trimestre.

  • Já o ouro, o seu principal concorrente, retrocedeu 10% nos últimos três meses.

  • Investidores do varejo podem estar por trás da alta do BTC enquanto a entrada do capital institucional desacelera.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Superando petróleo, ações e ouro, o bitcoin conquistou o primeiro lugar entre os ativos institucionais com maior retorno do primeiro trimestre de 2021.



A maior criptomoeda do mundo por valor de mercado começou 2021 com fortes crescimentos. Ao abrir o ano negociado a US$ 29.300, o bitcoin termina o mês de março valendo mais de US$ 58 mil.

Isso representa um ganho médio de 103% e coloca o bitcoin como o ativo institucional de maior retorno em 2021, conforme a estimativa divulgada pela analista Mira Christanto, da casa de análise Messari.



O retorno do bitcoin é quatro vezes maior que o do petróleo, que vem em segundo lugar, com um crescimento de 26% nos últimos três meses. Entre os ativos com retornos positivos há também ações globais e o dólar norte-americano, que acumulam ganhos de 3% e 1%, respectivamente.

Fonte: Messari

Entre os ativos que registraram retornos negativos no primeiro trimestre estão os títulos de grau de investimento (-4%) e os títulos do governo (-5%). O ouro, maior concorrente do bitcoin quanto se trata de reserva de valor, vem no final da lista ao retroceder 10% em 2021.

De fato, o bitcoin parece estar levando vantagem nessa batalha, pelo menos nos últimos três meses. Segundo analistas da Bloomberg Intelligence, em março, o desempenho dos ETFs de ouro caíram para o nível mais baixo visto desde julho de 2020. Enquanto o influxo do ouro diminui, o do bitcoin aumenta, principalmente entre os investidores do varejo.

Bitcoin cresce entre os pequenos investidores

Um dos motivos que fazem o bitcoin superar os retornos de títulos, ouro e ações pode ser a sua adoção entre os pequenos investidores. Nos últimos três meses, o varejo está comprando mais bitcoin do que os investidores institucionais. 

De acordo com um estudo do banco JPMorgan, o varejo foi responsável pela compra de 187 mil bitcoins desde o começo do ano, até 16 de março. No mesmo período, os grandes investidores adquiriram pouco mais de 172 mil BTC.

Enquanto os investidores institucionais foram os impulsionadores do bull run do bitcoin no fim do ano passado, os pequenos investidores demonstram uma participação mais marcante esse ano, principalmente com empresas como PayPal e Square facilitando a compra dos ativos digitais.

Outro estudo que reforça esse movimento do mercado foi publicado no início da semana pela gestora Coinshares, e analisa a  entrada de capital nos produtos de criptomoedas mais populares do mundo, como por exemplo os fundos da Grayscale.

Na semana passada, quando o bitcoin enfrentou uma fase de correção, os fluxos de capital entrando em fundos cripto chegaram a US$ 21 milhões, o valor mais baixo visto desde outubro de 2020.

Fonte: Coinshares

Vale destaque que apesar de ser a menor entrada semanal desde outubro, os grandes players não pararam de investir em criptomoedas em 2021. A aposta da Tesla no bitcoin é um dos maiores exemplos disto. 

O tradicional fundo de investimento do bilionário George Soros, por exemplo, se mostra otimista com o futuro do bitcoin. 

Conforme disse à Bloomberg o diretor do Soros Fund Management, Dawn Fitzpatrick, o bitcoin está atualmente em um “ponto de inflexão” otimista que está levando a gestora a investir na infraestrutura da criptomoeda.

Assim como os dados trazidos anteriormente sugerem, o gestor também acredita que o bitcoin está se tornando um ativo mais atrativo aos investidores do que o ouro:

“Quando você olha para a ação do preço do ouro, no contexto de uma narrativa de inflação bastante robusta ultimamente, ele sofre para conseguir tração e acho que é porque o bitcoin está tirando parte de sua base de compradores. “

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Saori Honorato é jornalista e para o BeInCrypto escreve sobre os principais acontecimentos do universo das criptomoedas.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá