Bitcoin sobe 5% em dia que ETF de criptomoedas é aprovado na bolsa brasileira – Resumo do dia 17/03

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Resumo do dia do BeInCrypto mostra o que virou destaque no mercado cripto nesta quarta-feira (17).

  • Bitcoin voltou a subir 5% e altcoins disparam com novos fundos sendo lançados pela Grayscale.

  • A CVM autorizou a entrada na B3 do primeiro ETF de criptomoedas do Brasil.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Depois de dois dias consecutivos em queda, o Bitcoin (BTC) voltou a subir 5% no dia em que os investidores brasileiros descobriram que vão poder investir em criptomoedas direto da B3.



Confira agora o que virou destaque no mercado das criptomoedas nesta quarta-feira, 17 de março.

Bitcoin se recupera e ensaia nova alta

No decorrer do dia, o bitcoin dava indícios de que repetiria as baixas vistas nos dias anteriores enquanto seu preço se mantinha em torno de US$ 55 mil. 



Até que por volta das 15h, o BTC interrompeu as perdas e voltou a subir. Em pouco mais de duas horas, o bitcoin aumentou seu preço em cerca de US$ 3 mil. 

A partir disso, a criptomoeda conseguiu voltar para o verde e crescer 5% depois de dois dias consecutivos em queda. No fechamento desta matéria, o BTC está valendo US$ 58.200.

Altcoins disparam com novidades da Grayscale

Com poucas exceções, as principais criptomoedas do mercado fecham o dia em alta. 

Hoje a Chainlink (LINK) se destaca com o ativo do Top 10 que mais valorizou ao longo do dia ao crescer 12% e alcançar US$ 30. Dessa forma, LINK volta a se aproximar da sua máxima histórica de US$ 36 que registrou no final de fevereiro.

A Chainlink faz parte de um grupo de cinco criptomoedas que decolaram hoje após a Grayscale, a maior gestora de fundos de criptomoedas do mundo, anunciou o lançamento de novos produtos

Além da LINK, a Grayscale vai lançar novos fundos de Basic Attention Token (BAT), Decentraland (MANA), Filecoin (FIL) e Livepeer (LPT).

Como resultado da notícia, o BAT cresceu 52%, seguido de FIL (+32%) e MANA (4%). Entretanto, o ativo que mais cresceu entre eles também é o mais desconhecido. Na posição #224 do ranking do CoinMarketCap, o LPT acumula uma alta de 128% nas últimas 24 horas. 

Bolsa brasileira vai receber primeiro ETF de criptomoedas 

Nesta quarta-feira, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) autorizou o lançamento na B3 do primeiro fundo de índice (ETF) do Brasil a expor os investidores às criptomoedas.

Criado pela gestora Hashdex em parceria com os bancos Itaú, BTG e Genial, o índice vai acompanhar o Bitcoin, Ethereum, Stellar, Litecoin, Bitcoin Cash e Chainlink.

Na verdade, ele replica o índice Nasdaq Crypto Index (NCI), desenvolvido pelos brasileiros da Hashdex em parceria com a Nasdaq. 

Por enquanto, não há previsão da listagem que, para acontecer, depende da captação de pelo menos R$ 250 milhões por parte de investidores.

Essa captação, no entanto, não deve ser um impeditivo e quando estiver na bolsa brasileira, o índice será negociado sob o ticker HASH11.

Chiliz quer expandir negócio para o Brasil

Os brasileiros podem aguardar que a Chiliz chegue com força no Brasil esse ano. Nesta manhã de quarta, o CEO da Chiliz, Alexandre Dreyfus, falou sobre a abertura de um novo escritório no país.

No tweet, ele faz uma enquete e pergunta: “Onde você acha que será nosso próximo novo escritório?”. As três opções de respostas são as mesmas: São Paulo.

A Chiliz é conhecida por criar tokens de torcedor dos maiores clubes de futebol do mundo. Dessa forma, o Brasil se mostra como um mercado repleto de oportunidades para esse setor.

Visa planeja cartão que faz conversão direta de criptomoedas 

O CEO da Visa, Al Kelly, voltou a falar sobre os planos da empresa em expandir os serviços com criptomoedas. De acordo com ele, a processadora de pagamentos trabalha atualmente em um nova funcionalidade para os cartões que vai converter criptomoedas em dinheiro fiduciário de forma automática.

Dessa forma, se tornará mais simples para consumidores e comerciantes usar bitcoin e outras criptomoedas nas suas negociações.

Além disso, ele falou que a empresa também tem um projeto em andamento que irá permitir a compra de bitcoin por meio de “credenciais Visa”.

Leia as principais notícias do dia:

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Saori Honorato é jornalista e para o BeInCrypto escreve sobre os principais acontecimentos do universo das criptomoedas.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá