Bitcoin tem o poder de se tornar a próxima moeda de reserva, no futuro em que o DeFi desbanca os BC’s

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • A confiança no Dólar como o ativo de reserva de valor global está cada vez menor

  • No contraponto, o DeFi, com a liderança das criptomoedas, segue avançando

  • Dessa maneira, há espaço para o Bitcoin se tornar a próxima reserva de valor global?

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

O Bitcoin tem o poder de se tornar a próxima moeda de reserva do mundo. Atualmente, o papel do Dólar americano como moeda de reserva do mundo está sendo colocado em questão. Confiança na moeda americana não é a mesma de antes. Assim, está aberto o caminho para consolidar o BTC no futuro da descentralização financeira.



A confiança no Dólar americano já não é mais a mesma de antes.

Embora a moeda americana continue sendo a moeda de reserva do mundo, muito se questiona sobre a sua capacidade de manter valor.



Entre as causas da desconfiança, estão a política monetária do FED, a dívida pública americana e a capacidade econômica da superpotência mundial.

No entanto, a DeFi (Decentralized Finance ou finanças descentralizadas) está crescendo a todo vapor. Assim, vale questionar: em meio ao descrédito com o Dólar, o Bitcoin pode tomar a liderança do futuro da economia global?

Dólar não possui a mesma confiança do passado

Não há como se enganar: o Dólar continua forte no seu papel de reserva de valor global. Como “lastro”, ele possui a pujante economia norte-americana ao seu favor.

Porém, esse papel é cada vez mais questionado, até mesmo em solo americano. Assim, uma Comissão do Orçamento Público do Congresso dos EUA, formada por Republicanos e Democratas, reportou que o déficit da dívida publica americana vai alcançar 18% do PIB dos Estados Unidos.

Isso acontece enquanto 40 milhões de americanos estão desempregados e a dívida pública vai bater o recorde de U$ 3,7 trilhões no ano-fiscal corrente.

Além disso, a constante injeção de liquidez promovida pelo FED é questionável.

Dessa maneira, enquanto as Bolsas de Valores dos EUA batem recordes em meio à pandemia, todos se perguntam: como é possível que o mercado de ações esteja tão bem, num momento tão difícil?

Bitcoin pode se tornar a próxima moeda de reserva

Nesse cenário de incertezas, o Bitcoin pode tomar a dianteira do cenário econômico global.

Naturalmente, um processo como esse vai demorar anos para tomar forma. Porém, é inegável que a descentralização das finanças (DeFi) é objeto crescente de desejo em meio aos investidores.

Isso acontece por vários motivos:

  • Desconfiança acerca das políticas promovidas por governos e Bancos Centrais
  • Perdão de dívidas de Bancos e Empresas Gigantes por parte dos Governos
  • Desvalorização incessante e inevitável das moedas fiduciárias
  • Anonimato, segurança e facilidade promovida pelas transações de criptomoedas
  • Taxas de transações das criptomoedas são mínimas, na comparação com as praticadas pelos Bancos
  • Endividamento das pessoas no sistema financeiro atual gera desconforto, medo e revolta
  • Blockchain é auditável, transparente, seguro e encriptado

Desse modo, é impossível deixar de crer num futuro no qual a descentralização das finanças será a regra.

Como o Bitcoin é, de longe, a maior e mais antiga criptomoeda do mercado, é de se acreditar que ele pode tomar o lugar do Dólar num futuro não tão distante.

 

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Nicolas se formou em Direito pela Universidade Federal do Paraná e é pós-graduado em Gestão de Negócios Internacionais. Atualmente, cursa Jornalismo na FAPCOM. Escreve sobre economia, política e história há alguns anos. Em 2017, após entrar em contato com a tecnologia blockchain, se entusiasmou com o seu potencial e passou a estudar as aplicações da tecnologia aos diversos setores da economia. Seu foco está em discutir as melhores maneiras de alavancar o desenvolvimento nacional através do uso do blockchain e das criptomoedas.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá