Bitcoin a US$ 13.000 faz de Satoshi Nakamoto o 73º mais rico do mundo

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Pesquisadores têm uma estimativa de quantos Bitcoins Satoshi Nakamoto possuiria

  • Baseado nesses números, é possível estimar o impacto da subida do Bitcoin a US$ 13.000

  • Sua fortuna teria crescido US$ 1,7 bilhão em dois dias

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

A subida do Bitcoin a US$ 13.000 na última quinta-feira (22) fez muita gente lucrar. Mas, não tanto quanto o criador da criptomoeda. Detentor da maior fortuna em BTC, Satoshi Nakamoto viu seu patrimônio crescer US$ 1,7 bilhão (R$ 9,5 bilhões) em dois dias.



Estima-se que, com o BTC a US$ 13.000, Satoshi Nakamoto possua uma fortuna de US$ 14,3 bilhões, ou quase R$ 80 bilhões. A conta é baseada nos estimados 1,1 milhão de BTC que estariam sob a posse do criador da tecnologia.

Caso fosse considerado na lista da Forbes de mais ricos do mundo, Nakamoto teria avançado 21 posições. Ele superaria, por exemplo, nomes como Eric Schmidt, ex-membro do conselho de Google e Apple, cuja fortuna é estimada em US$ 13,2 bilhões.



O BTC a US$ 13.000 faria de Satoshi Nakamoto, hoje, a 73ª pessoa mais rica do mundo. Caso fizesse parte do ranking da Forbes, ele ficaria ao lado do americano Thomas Peterffy, CEO da Interactive Brokers.

Para se tornar a pessoa mais rica do mundo, Satoshi Nakamoto teria que superar a fortuna de Jeff Bezos. O fundador da Amazon tem posses estimadas em US$ 103 bilhões. Dessa forma, para os BTCs de Nakamoto chegarem a esse valor, preço do Bitcoin teria que passar de US$ 93.000.

A fortuna em Bitcoin de Satoshi Nakamoto

O pesquisador Sergio Demian Lerner estudou os blocos de Bitcoin gerados entre janeiro de 2009 e janeiro de 2010. A pesquisa revelou um padrão de comportamento em uma das entidades que remonta ao validador do primeiro bloco da rede, que seria justamente o criador da tecnologia.

Essa mesma entidade, tratada como Satoshi Nakamoto, teria minerado sozinha 22.000 blocos. No total, ele teria recebido como recompensa 1,1 milhões de BTC. 50 deles, aliás, teriam sido recebidos de uma vez após minerar o primeiro bloco.

Os 1,1 milhões de BTC, portanto, resultariam em uma fortuna de US$ 14,3 bilhões com o Bitcoin a US$ 13.000. O valor saltou US$ 1,7 bilhões em dois dias, avançando de US$ 12,6 bilhões no dia 19 com o BTC a US$ 11.500.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Desde 2013, colaboro regularmente com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das criptomoedas principalmente na cobertura de ataques cibernéticos e golpes no Brasil. Atualmente, faço mestrado em Comunicação Científica na Universidade de Granada, na Espanha. Escrevo para o BeInCrypto desde abril de 2020.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá