Blockchain Registra seu Primeiro Casamento Gay no Brasil

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Primeira vez que tecnologia é utilizada para registrar união homoafetiva no Brasil.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

O casamento entre dois homens acaba de ser oficializado com o uso da tecnologia Blockchain. Nesta última segunda-feira (16), Diego Vale e Guilherme Mesquita decidiram trocar alianças. Além disso, o registro do casamento do casal ficou por conta da tecnologia blockchain.



Graças a plataforma de registro de informações da IBM, o casal conseguiu registrar a certidão de casamento de forma completamente online. De acordo com informações divulgadas sobre o casório, esta é a primeira cerimônia homoafetiva a utilizar a tecnologia blockchain no Brasil.

Casal registrou casamento com tecnologia blockchain

Uns dos votos feitos por todo casal que procura o casamento é que sejam “felizes para sempre”. Parece que este conceito pode ser transportado para o registro de casamento dos dois cariocas.



Com a tecnologia blockchain da IBM Blockchain Plataform, se existe uma coisa que deve durar para sempre é este documento. Dificilmente as informações se perderiam onde foram armazenadas. No entanto, este não seria o mesmo destino para um registro físico (papel) de casamento homoafetivo.

Um papel pode deteriorar-se com o passar dos anos, um registro em blockchain não. Além da plataforma da IBM, o casal utilizou a rede conhecida como Notary Ledgers.

Casamento oficializado em 20 minutos

Os pombinhos se casaram no Rio de Janeiro, onde a oficialização da união foi registrada também no 15º Ofício de Notas. A praticidade do blockchain também pode ser observada no caso do casamento do médico da Força Aérea Brasileira e do defensor público carioca. 

Segundo divulgação sobre a cerimônia, a tecnologia permitiu que a certidão de casamento estivesse pronta em apenas 20 minutos. Ou seja, depois desse curto intervalo de tempo os dois já estavam oficialmente casados.

Por outro lado, os dois homens que se casaram tiveram que percorrer alguns passos antes de registrar o casório via blockchain. Conforme mostra as etapas da celebração, ambos tiveram que registrar uma identidade digital, inicialmente.

No Brasil, o casamento entre pessoas do mesmo sexo é garantido pela justiça desde 2013.

Blockchain para tudo

A tecnologia blockchain ganha uma representatividade importante em inúmeros setores brasileiros. Recentemente o Banco Central aprovou um projeto o financiamento de uma ideia sobre um projeto P2P que usa a tecnologia blockchain para emprestar dinheiro para empresas.

Até mesmo informações sobre a produção do famoso café de Minas Gerais terá um “gostinho” de blockchain. Esta tecnologia já está sendo utilizada para rastrear o plantio da bebida. Ou seja, praticamente para tudo o blockchain pode ser utilizado.

O que você acha da tecnologia blockchain ser utilizada para o registro de casamentos homoafetivos? Deixe sua opinião sobre a matéria e compartilhe com os amigos no Facebook.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

TÓPICOS RELACIONADOS

Com formação em ciências e redação, Alice começou a escrever profissionalmente há 7 anos. Desde então, ela tem aprendido, investido e escrito sobre criptomoedas e tecnologia blockchain para algumas das maiores publicações do setor. Atualmente, compõe a equipe de jornalistas Brasil da BeInCrypto.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá