Blockchain tem forte potencial para auxiliar no desarmamento nuclear, mostra pesquisa

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • King’s College London lançou um novo relatório de política sobre a aplicação do blockchain para reduzir os riscos nucleares.

  • A maior dificuldade hoje é a falta de confiança.

  • O blockchain pode revolucionar e facilitar muito o controle.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

De acordo com um boletim publicado na segunda-feira, 2 de novembro, o Centro de Estudos de Ciência e Segurança (CSSS) do King’s College London divulgou um novo relatório de política sobre a aplicação de blockchain para redução de riscos nucleares.



O esforço de pesquisa de dois anos detalhado no relatório foi liderado pelo Postdoctoral Research Associate Lyndon Burford. Nele indica que a tecnologia blockchain pode ajudar a verificar o desmantelamento de ogivas nucleares de uma “forma segura e confiável”.

Um novo caso de uso do Blockchain

O relatório, intitulado “The Trust Machine: Blockchain no Desarmamento Nuclear e Verificação do Controle de Armas”, observa que ter um mecanismo melhor para estabelecer confiança entre as partes no Tratado de Não-Proliferação Nuclear pode ser fundamental.



Como diz o Dr. Burford:

“os países em todo o mundo enfrentam o desafio político crítico de reduzir os riscos nucleares, e medidas cooperativas de desarmamento e controle de armas podem ajudar nessa tarefa.”

“Mas muitas vezes falta aos governos confiança suficiente uns nos outros para cooperar nessas medidas, em parte devido a preocupações estratégicas e legais de não revelar informações confidenciais”, acrescentou.

O relatório passou a explicar como as características exclusivas do blockchain podem oferecer soluções para tais problemas. De acordo com o relatório, o blockchain permite que os participantes autorizados gerenciem coletivamente os dados criptografados sem uma autoridade central, tornando extremamente difícil adulterar o livro-razão.

Isso poderia ajudar a criar uma base para a cooperação entre as partes não confiáveis, permitindo-lhes verificar o desarmamento sem ver os dados em primeira mão.

Considerações práticas

O relatório incluiu uma recomendação para que os participantes de projetos como a Parceria Internacional para Verificação do Desarmamento Nuclear e o ‘Quad Initiative ‘ incorporem blockchain em seus programas de pesquisa.

Mas, ao mesmo tempo, Burford e seus colegas concluíram com uma nota de realismo,

“na prática, se o blockchain pode realmente fazer essas coisas vai depender dos objetivos políticos de alto nível dos estados, bem como dos contextos práticos e técnicos em que os perseguem.”

O relatório abordou muitas outras questões, incluindo contratos inteligentes. A versão completa pode ser lida aqui .

Share Article

Colin é escritor, pesquisador e trader de conteúdo com grande interesse no futuro do dinheiro. Seus escritos foram apresentados em várias publicações de criptomoedas, e seus ativos não chegam a mais do que um punhado de BAT.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá