Bolsa lança minicontratos de futuros de bitcoin acessíveis ao pequeno investidor

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Um minicontrato de futuros de bitcoin valerá um décimo de uma unidade de BTC.

  • O objetivo do novo produto é ser um contrato econômico e mais acessível.

  • Os derivativos de criptomoedas estão começando a ter maior demanda entre os investidores.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

A Chicago Mercantile Exchange (CME) lançará minicontratos de futuros de bitcoin, que valerão um décimo de uma unidade de BTC.



A Bolsa de Chicago estreia o novo produto no dia 3 de maio, de acordo com um comunicado à imprensa divulgado na terça-feira (30).

Os valores desses contratos serão baseados em 10% de um bitcoin. A ideia é disponibilizar no mercado uma solução econômica para hedge da principal criptomoeda do mundo, cujo preço disparou mais de 1.000% desde o ano passado.



Menos é mais

A versão econômica do contrato parece ser uma aposta para tornar os derivativos de bitcoin mais acessíveis aos pequenos investidores. De acordo com Tim McCourt, líder global de ações e produtos de investimento alternativos da CME:

“A introdução de minicontratos de futuros de bitcoin responde diretamente à demanda por contratos de menor dimensão de uma ampla gama de clientes e oferecerá ainda mais escolha e precisão em como os participantes podem negociar futuros de bitcoin regulados de maneira transparente e eficiente no Grupo CME.”

A Bolsa de Chicago opera hoje um dos maiores mercados de derivativos de bitcoin. De acordo com o grupo, cerca de 69 mil bitcoins foram negociados diariamente em contratos de futuros desde o início de 2021. 

Além disso, os contratos também estão disponíveis para ethereum (ETH). Desde a sua entrada na bolsa em 8 de fevereiro, cerca de 38.400 ETH já foram negociados na CME.

O novo produto de bitcoin anunciado essa semana ainda precisa de aprovação regulatória para ser lançado, o que não deve ser um empecilho. 

Quando isso acontecer, os investidores dos EUA poderão ganhar exposição ao bitcoin na CME a partir de US$ 6 mil por contrato, uma quantia muito mais acessível do que o atual valor nocional do contrato regular de bitcoin de US$ 300 mil. Segundo McCourt, esses preços devem trazer novos participantes para o mercado, que já expressam entusiasmo com o produto.

A CME é uma das maiores plataformas do mundo de negociação de futuros de bitcoin. Atualmente, os contratos em aberto na bolsa estão em torno de US$ 2,74 bilhões. Por um curto período de tempo em janeiro, a CME conseguiu ser a maior exchange de futuros de bitcoin.

Os novos minicontratos prometem impulsionar a bolsa, já que atende as necessidades de um número expressivo de investidores. 

Derivativos de criptomoedas seguem fortes

O mercado de derivativos está se tornando cada vez mais popular à medida que as criptomoedas ganham legitimidade aos olhos dos investidores. Muitos traders profissionais, aliás, recorrem aos derivativos para se proteger contra potenciais perdas.

Os investidores de varejo começam a fazer o mesmo, embora o mercado de derivativos possa ser um jogo perigoso para aqueles que são inexperientes. 

O governo do Reino Unido, por exemplo, proibiu a oferta de derivativos de criptomoedas para os traders de varejo. Nos EUA, a Comissão de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC) também já puniu a exchange BitMex com operar ilegalmente uma plataforma de derivativos.

Apesar disso, derivativos estão decolando em quase todo lugar. Várias plataformas focadas no mercado de derivativos estão aumentando suas operações, incluindo a Vega, Injective e Kine Protocol. A explosão dessas plataformas indica que há uma grande demanda por elas no mercado.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Rahul Nambiampurath é um trader da Índia que foi atraído pelo Bitcoin e pela blockchain em 2014. Desde então, ele é um membro ativo da comunidade. Ele tem mestrado em finanças.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá