Brasil e países árabes fecham acordo para usar blockchain em transações comerciais

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Empresas brasileiras assinaram um acordo de cooperação com países árabes para implementar sistema blockchain

  • O sistema Ellos Blockchain promete revolucionar os negócios entre o Brasil e países árabes

  • A blockchain vai ser usada para dar mais segurança e garantia de qualidade dos produtos exportados

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Sistema Ellos Blockchain promete revolucionar os negócios entre o Brasil e países árabes ao usar a tecnologia para dar transparência às exportações.



A nova plataforma Ellos Blockchain que facilita as transações comerciais entre o Brasil e os países árabes, foi lançada nesta terça-feira (20) durante o Fórum Econômico Brasil & Países Árabes.



Na ocasião, foi assinado um acordo de cooperação entre a Câmara de Comércio Árabe Brasileira e as empresas e instituições que farão parte da iniciativa.

As entidades se comprometem em implementar o novo que sistema blockchain e passar a registrar as transações comerciais, bancárias, de compra e venda e exportações entre os países.

Conforme divulgado pela Agência de Notícias Brasil-Árabe, o novo sistema Ellos Blockchain foi desenvolvido pela Câmara Árabe.

O gerente de Tecnologia da Informação da organização, Marcos Bulgarelli, afirmou que a blockchain vai garantir a segurança das exportações e evitar possíveis fraudes.

Blockchain vai comprovar aos países árabes qualidade dos produtos que saem do Brasil

O secretário-geral da Câmara Árabe, Tamer Mansour, disse que a blockchain foi criada para dar mais transparência a todas as etapas de exportação dos produtos que saem do Brasil.

A ideia é garantir, dessa forma, que os produtos cheguem até os consumidores árabes com qualidade esperada. Mansour destaca os dois principais objetivos do sistema:

“Primeiro, que os nossos associados e parceiros possam desfrutar da plataforma, marcar reuniões B2B, agendas virtuais, fazer vitrines virtuais, entre outros. Mas quando a gente fala do Blockchain, é completamente outro mundo diferente. A segunda fase é garantir ao consumidor árabe que tudo que ele compra do Brasil tenha transparência, qualidade, garantia e halal, caso necessário.”

Um em cada quatro quilos de carne bovina exportada do Brasil é destinado aos países árabes.

Durante o evento, o presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Ricardo Santin, trouxe números que comprovam a força do Brasil nas exportações. Ele destaca que o novo sistema blockchain vai estreitar ainda mais os laços entre os países.

“Exportamos mais de 1,1 milhão de toneladas para o mundo árabe de janeiro a setembro, quase US$ 2 bilhões, algo em torno de 44 mil caminhões de carne de frango nesse período. Agora a gente consolida, passa para o Blockchain com mais segurança nas nossas relações e fortalece a parceria com os países árabes.”

Novo sistema garante a procedência dos produtos Halal

Os países árabes por causa de questões religiosas, exigem que os produtos que compram de países como Brasil sejam produzidos seguindo uma série de regras, chamadas Halal. 

A aplicação do novo sistema Ellos Blockchain vai garantir assim que os alimentos importados do Brasil sigam em conformidade às regras determinadas.

O presidente da empresa de certificação Fambras Halal, Mohamed Zoghbi, elogia o novo sistema.

“A Fambras jamais poderia deixar de apoiar qualquer iniciativa que comprove a segurança e a qualidade dos nossos processos e produtos halal, garantindo uma rastreabilidade bastante abrangente, e essa relação de transparência com o consumidor de países árabes e islâmicos nos tornou dos principais exportadores de produtos halal do mundo.”

Ellos Blockchain começa a funcionar na Jordânia

O sistema vai começar a operar na Jordânia, que também faz parte do acordo. A Câmara Árabe estuda a parceria com a Jordânia há mais de um ano. Dessa forma, o país será o primeiro a digitalizar todo o processo de certificação das transações comerciais.

 

O presidente da Câmara Árabe, Rubens Hannun, assinou o acordo pela entidade. Participam da parceria também a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), a Associação Brasileira de Indústrias Exportadoras de Carnes Industrializadas (Abiec), a Fambras Halal, a certificadora Cdial Halal, e a operadora logística Maersk.

 

Share Article

Saori Honorato é jornalista e para o BeInCrypto escreve sobre os principais acontecimentos do universo das criptomoedas.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá