Brasileiros negociaram R$30 bilhões de bitcoins entre janeiro e outubro de 2020

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Movimentações com bitcoin declaradas à Receita Federal chegam a R$ 30 bilhões em 2020.

  • Ripple vem logo em seguida com R$ 22 bilhões negociados entre janeiro e outubro.

  • O Tether (USDT) é a stablecoin com maior volume de negociações no Brasil.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Entre janeiro e outubro de 2020, os brasileiros negociaram o volume total de R$30 bilhões de bitcoins em exchanges, segundo dados da Receita Federal.



Desde agosto de 2019, as pessoas físicas, jurídicas e exchanges que realizam operações com criptomoedas no Brasil, precisam declarar suas movimentações à Receita Federal. 

A Instrução Normativa RFB 1.888/2019 determina que a declaração por pessoas físicas é obrigatória quando o valor mensal de movimentações ultrapassar R$ 30 mil.



Em relatório atualizado, a Receita Federal divulgou todas as operações de compra e venda declaradas por pessoas e empresas até outubro de 2020. 

Os valores são apresentados por período mensal e por espécie de criptoativo, expressos em reais.

Bitcoin na liderança

Entre janeiro e outubro de 2020, os brasileiros negociaram cerca de R$ 30 bilhões de bitcoins. 

O valor exato do volume de compra e venda do BTC no país foi de R$ 30.362.823.182,81, de acordo com dados declarados por pessoas físicas, jurídicas e exchanges à Receita Federal.

A tabela acima retirada do relatório da Receita Federal, aponta também a média de cada operação declarada por mês.

A primeira coluna da tabela indica a criptomoeda, em seguida vem o mês referente, a quantidade de transações declaradas, o volume total e a média por operação. 

No total, foram 6.006.875 milhões de operações declaradas à Receita Federal no período de 10 meses. O valor médio por operação de bitcoin foi de R$ 52.801,87. O mês com maior volume de bitcoin declarados foi janeiro de 2020, e o menor, abril.

XRP é a segunda criptomoeda mais negociada

A criptomoeda da Ripple comprova ter um grande apelo entre os brasileiros e só perde para o bitcoin em volume de negociações, conforme os dados da Receita Federal.

Entre janeiro e outubro de 2020, as negociações com XRP atingiram R$ 22 bilhões, com o volume total de R$ 22.063.239.180,00.

Em meses como abril e julho, o volume da XRP conseguiu superar até mesmo o bitcoin.

Com esse número, a XRP ultrapassa inclusive o Ethereum, a segunda maior criptomoeda do mundo por capitalização de mercado.

R$ 1 bilhão de negociações com Ethereum 

Apesar do XRP superar o Ethereum em volume total de negociações, a criptomoeda da Ripple perde em número de operações.

Enquanto foram 752.840 operações da XRP declaradas à Receita Federal em 2020, no Ethereum, o número é de 1,1 milhão.

Apesar de ter mais operações, os valores de compra e venda são menores do que a XRP. Dessa forma, o volume total de ETH negociados entre janeiro e outubro são de R$ 1.065.675.298,21. 

Além do BTC, XRP e ETH, outras criptomoedas também tiveram valores expressivos declarados à Receita Federal. Entre elas, está a Stellar, Litecoin, Bitcoin Cash e EOS, e também a criptomoeda nacional WiBX

USDT é a stablecoin com maior volume no Brasil

O Tether (USDT) é a stablecoin pareada ao dólar americano com maior volume de negociações no Brasil.

Entre janeiro e outubro de 2020, o USDT fica atrás apenas do Bitcoin e Ripple, alcançando um volume total de R$ 14 bilhões declarados à Receita Federal.

Entre as stablecoins pareadas com o Real Brasileiro, o destaque fica para a BRZ, com um volume total de R$ 926 milhões.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Saori Honorato é jornalista e para o BeInCrypto escreve sobre os principais acontecimentos do universo das criptomoedas.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá