Brasileiros preferem o dinheiro vivo ao digital; como aumentar a adoção do Bitcoin?

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • BACEN alega que a circulação de cédulas cresceu 30%, desde fevereiro

  • Pesquisa mostra que o brasileiro ainda é apegado ao dinheiro em espécie

  • Assim, o que falta para a maior adoção do Bitcoin?

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Os brasileiros ainda preferem o dinheiro vivo, em espécie, em oposição ao dinheiro digital. Por um lado, isso mostra o atraso do nosso sistema financeiro mas, por outro, como é possível melhorar a situação?



No mundo, ainda é difícil pensar na adoção massiva do Bitcoin e de outras criptomoedas, nos próximos anos. Assim, as criptos estão dando os seus primeiros passos, na maior parte dos países

Isso acontece, principalmente, porque a maior parte das pessoas ainda não compreende, de maneira efetiva, o conceito das criptomoedas. Além disso, a utilização das criptos, na prática, ainda é extremamente limitada.



No Brasil, o problema vai mais longe: as pessoas ainda preferem o dinheiro de papel, ao invés de cartões e outras soluções digitais. Assim, fica a pergunta: como aumentar a adoção de criptos, no país?

Brasileiros preferem o dinheiro vivo ao digital

Não é uma grande novidade, mas vale ressaltar: os brasileiros preferem o dinheiro em espécie, a qualquer outra forma de pagamento. Ainda, segundo o Banco Central, o volume de dinheiro vivo aumentou 30%, desde fevereiro.

Certamente, o auxílio-emergencial é um dos grandes motivadores do fenômeno. Como o governo dificulta a usabilidade do benefício, as pessoas preferem sacar o dinheiro da poupança digital. Além disso, o pagamento em espécie é o único que possui 100% de aceitação, em qualquer lugar do Brasil.

Como aumentar o uso do Bitcoin?

O Brasil está entre os piores países do mundo, quando o assunto é o sistema financeiro. Contudo, é possível melhorar a aceitação da moeda, através de 3 eixos:

  • Educação Financeira: as pessoas precisam entender o que é e como funciona o Bitcoin;
  • Aceitação como meio de pagamento: ao ser aceito como meio de pagamento, o Bitcoin vai ser útil às pessoas; enquanto houver necessidade de conversão, ele será utilizado por poucos investidores;
  • Segurança de armazenamento: infelizmente, as carteiras de criptomoedas são grandes alvos dos hackers, o que limite o interesse das pessoas nas criptos.

Através dessas mudanças, o Bitcoin poderá aumentar a sua utilidade e aceitação para o público geral.

Acesse: BeInCrypto Trading Group Brasil

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Nicolas se formou em Direito pela Universidade Federal do Paraná e é pós-graduado em Gestão de Negócios Internacionais. Atualmente, cursa Jornalismo na FAPCOM. Escreve sobre economia, política e história há alguns anos. Em 2017, após entrar em contato com a tecnologia blockchain, se entusiasmou com o seu potencial e passou a estudar as aplicações da tecnologia aos diversos setores da economia. Seu foco está em discutir as melhores maneiras de alavancar o desenvolvimento nacional através do uso do blockchain e das criptomoedas.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá