Brasileiros recebem ‘auxílio emergencial cripto’ com stablecoin pareada ao dólar

Compartilhar Artigo

Plataforma diz ter distribuído quase R$ 2 milhões em ajuda a brasileiros em situação de pobreza por meio de stablecoin pareada ao dólar



Brasileiros de diversas cidades brasileiras estão recebendo uma espécie de auxílio emergencial diverso daquele oferecido pelo Governo Federal.

Desde setembro de 2020, uma plataforma de financiamento coletivo chamada impactMarket já distribuiu US$ 350 mil (R$ 1,95 milhão) uma renda mínima na forma da stablecoin (criptomoeda estável) cUSD, pareada ao dólar.



O projeto visa contribuir para a subsistência de populações carentes no mundo, e o Brasil é um dos principais alvos. Dos mais de 14 mil beneficiários com US$ 525 mil (cerca de R$ 3 milhões) em todo o mundo, 10 mil estariam em cidades brasileiras.

Como o auxílio emergencial em criptomoedas funciona

A ajuda em cUSD funciona por meio de uma ponte entre comunidades e doadores criada pela impactMarket. Projetos sociais locais realizam um cadastro na plataforma que, por sua vez, os exibe a doadores por todo o mundo.

Os aportes recebidos, então, são enviados para uma carteira de criptomoedas que suporta o cUSD e a conversão para o real. No caso do Brasil, a Bitfy é uma das parceiras da iniciativa. Os beneficiários ou os próprios projetos sociais, então, podem sacar o dinheiro e distribuir na comunidade onde atuam.

À Exame, Lucas Schoch, CEO da Bitfy, ressalta a importância desse tipo de iniciativa.

“Em um momento de crise como o que o mundo vivencia é fundamental que a economia desses lugares continue a girar. Para nós, é motivo de muito orgulho ser a primeira e única carteira multiuso de criptomoedas do país a fazer parte do maior projeto de impacto social utilizando criptomoedas do mundo”.

Os usuários também podem movimentar o valor em cripto. De acordo com a impactMarket, mais de US$ 500 mil foram movimentados em 26,5 mil transferências apenas em fevereiro, um crescimento de 122,4% em relação ao mês anterior.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

TÓPICOS RELACIONADOS

Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Desde 2013, colaboro regularmente com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das criptomoedas principalmente na cobertura de ataques cibernéticos e golpes no Brasil. Atualmente, faço mestrado em Comunicação Científica na Universidade de Granada, na Espanha. Escrevo para o BeInCrypto desde abril de 2020.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá