Campanha arrecada criptomoedas para pagar tratamento de criança com autismo; doe

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Comunidade de criptomoedas brasileira arrecada doações para a campanha "Jojo vai para a Rússia".

  • Joana nasceu com uma mutação genética no gene MEF2C, que causa epilepsia de difícil controle, autismo e paralisia cerebral.

  • As doações podem ser feitas no site vakinha.com.br e com criptomoedas.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Uma campanha online tenta arrecadar fundos para financiar o tratamento médico de Joana, criança de 5 anos de idade com autismo.



O objetivo é arrecadar dinheiro para pagar um tratamento com células-tronco na Rússia capaz de acelerar a melhoria do quadro de saúde de Joana, que é filha de Cassio Gusson, jornalista do portal Cointelegraph Brasil.

É possível doar com cripto ou reais. As doações em criptomoedas podem ser feitas com BTC, ETH, USDT, XMR, DASH, BNB e UNI, enviando diretamente aos endereços de Gusson.



Além disso, uma campanha “Jojo vai para Rússia” no site vakinha.com.br permite doar com cartão de crédito e débito, boleto bancário, Paypal e Pix. Acesse a página da campanha para saber mais informações e contribuir.

Com meta de arrecadar R$ 250 mil, a campanha de financiamento coletivo obteve até o momento doações de 174 pessoas que contribuíram com R$ 23 mil no total. O dinheiro arrecadado ajudará a custear a viagem e pagar o tratamento.

Tratamento

“Jojo” nasceu com uma mutação genética no gene MEF2C, que causa epilepsia de difícil controle, autismo e paralisia cerebral. A família explica na página da campanha que medicamentos e tratamentos são essenciais para a vida da criança.

A ida à Rússia tem, portanto, o objetivo de acelerar sua recuperação. O tratamento será realizado no centro de saúde Samara Regional Medical Center Dinasty, localizado na cidade de Samara, na Rússia, onde ela receberá duas infusões de 150 milhões de células-tronco.

Ao Portal do Bitcoin, Gusson contou que Joana toma hoje quatro medicamentos anticonvulsivos para evitar episódios de convulsão. No entanto, ainda assim os remédios não impedem o problema.

“O tratamento na Rússia é para tentar reverter todos os danos que teve no cérebro dela”, explicou.

Além da vaquinha virtual, Daniela Meyer, criadora da loja virtual boyxbitcoin, está convertendo os lucros dos itens vendidos no site em doações para a campanha por tempo indeterminado. Já a exchange de criptomoedas Binance também contribuiu com cerca de US$ 1 mil em Tether (USDT).

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

TÓPICOS RELACIONADOS

Saori Honorato é jornalista e para o BeInCrypto escreve sobre os principais acontecimentos do universo das criptomoedas.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá