Capitalização de mercado das criptomoedas supera US$ 1 trilhão pela primeira vez

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Pela primeira vez na história, o valor total de mercado das criptomoedas ultrapassou US$ 1 trilhão.

  • O bitcoin representa cerca de 69% da capitalização total do mercado.

  • A maior criptomoeda ultrapassou a resistência de US$ 40.000 nesta quinta-feira (7).

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Pela primeira vez na história, o valor total de mercado de todas as criptomoedas registrou a marca de US$ 1 trilhão.



Esse marco importante vai de encontro com o bom desempenho que as criptomoedas estão tendo neste começo de ano. 

O bom desempenho do bitcoin ajudou a puxar o número para esse patamar histórico. Desde dezembro de 2020, ao ultrapassar os US$ 30.000, o preço do bitcoin está crescendo gradativamente, quebrando recordes quase que diariamente.



Aliás, nesta quinta-feira (7), o bitcoin rompeu uma resistência importante e estabeleceu um novo all-time-high de US$ 40,180. É a primeira vez na história que o bitcoin ultrapassa os 40 mil dólares.

A valorização deste patamar levou a capitalização de mercado do bitcoin às alturas. Dessa forma, o market cap do BTC hoje está em US$ 712 bilhões.

No entanto, o bitcoin não fez o trabalho sozinho. A grande maioria das altcoins mais importantes do mercado estão em um momento positivo, registrando altas que dão indícios da chegada da altseason. 

O dom desempenho coletivo das criptomoedas fez com que o market cap do mercado cripto superasse US$ 1 trilhão pela primeira vez.

Conforme noticiou a Reuters, a capitalização de mercado de todas as criptomoedas aumentou 10% nesta quinta-feira (7), batendo o número de US$ 1,042 trilhão.

Bitcoin na liderança

De acordo com os dados do CoinMarketCap, o bitcoin representa cerca de 69% da capitalização total do mercado. Em segundo lugar vem o Ethereum, que registra 13% de participação.

Sergey Nazarov, cofundador da Chainlink, disse a Reuters que o que motivou esse crescimento foi a “falta de fé nas instituições tradicionais que está levando este grande rally em direção aos criptoativos”.

“Embora pessoas de fora possam ver a indústria de criptomoedas avaliada em mais de US$ 1 trilhão como um marco incrivelmente significativo, na realidade nosso espaço ainda está em um de seus estágios iniciais de desenvolvimento e crescimento.”

Esta quinta-feira também foi de recordes aqui no Brasil. Pela primeira vez na história, o bitcoin ultrapassou o valor de 200 mil reais.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Saori Honorato é jornalista e para o BeInCrypto escreve sobre os principais acontecimentos do universo das criptomoedas.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá