Capitalização de mercado do Bitcoin pode chegar a US$ 1 trilhão em 2022, indica Bloomberg

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Estrategista faz projeções para o futuro do bitcoin em novo relatório da Bloomberg

  • Ele acredita que o bitcoin pode alcançar US$ 1 trilhão de market cap em 2022

  • Para o ano que vem, o analista indica US$ 50.000 como resistência do bitcoin

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Novo relatório da Bloomberg indica bons ventos para o futuro do BTC e considera que seguir firme na sua valorização, a capitalização de mercado do bitcoin chegará a 1 trilhão de dólares em 2022.



A projeção está presente na edição de dezembro do relatório Bloomberg Crypto Outlook, publicado nesta quinta-feira (4).

A autoria da pesquisa é do estrategista sênior de commodities da Bloomberg Intelligence, Mike McGlone. No texto, ele traz análises técnicas e percepções sobre o Bitcoin e o mercado das criptomoedas. 



Com base nos preços do bitcoin deste ano, o analista estipula que a resistência do BTC para 2021, sobe para US$ 50.000. O preço, no entanto, será alcançado se o bitcoin manter firme a sua propensão de valorização. Enquanto isso, a projeção para o suporte vai se manter na linha mínima de US$ 10.000.

Fonte: Bloomberg Crypto Outlook

US$ 1 trilhão de market cap é questão de tempo

McGlone projeta que a capitalização do bitcoin pode alcançar a marca de 1 trilhão de dólares. Para isso, o BTC manter o preço e registrar altas consistentes no próximo ano. Nesta sexta-feira (4), o market cap do bitcoin é de US$ 352 bilhões. 

Em um cenário onde o preço do bitcoin alcance US$ 55 mil até o final de 2021, crescem as chances de bater US$ 1 trilhão de capitalização de mercado. Conforme declara McGlone em trecho do relatório:

“A história sugere que ser uma questão de tempo para o Bitcoin atingir US$ 1 trilhão de valor de mercado. O aumento da demanda, adoção e juros contra a diminuição da oferta sugerem que o BTC manterá o curso. […] Parece haver pouco para impedir a trajetória ascendente da criptomoeda, particularmente após sua correção e período de desdém.”

Fonte: Bloomberg Crypto Outlook

Mais do mesmo?

Mike McGlone aponta que no ano que vem, o mercado do bitcoin deve seguir as tendências já vistas em 2020.

O analista declara que esse foi um ano chave para a evolução do bitcoin, marcado principalmente pela adoção mainstream da criptomoeda.

Ele indica que neste ano vimos fortes influxos em produtos negociados em bolsa, e o aumento de contratos futuros. Além disso, a alocação de tesourarias corporativas e investimentos de bilionários, solidificou o preço anual do bitcoin, que agora está prestes alcançar o US$20.000.

Olhando para o passado do bitcoin e suas tendências de preço, 2021 tem tudo para ser mais um ótimo ano para a criptomoeda e seus investidores.

“O avanço de 2017 seguiu uma redução da oferta (halving) em 2016 para 1.800 moedas por dia, e semelhante ocorreu em 2012-13. A macroeconomia favorável e a demanda, apontam para mais do mesmo para o Bitcoin.”

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Saori Honorato é jornalista e para o BeInCrypto escreve sobre os principais acontecimentos do universo das criptomoedas.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá