O bloqueio de saques pela exchange OKEx foi o principal assunto da semana no mundo das criptomoedas.

Além desse assunto, ganhou destaque entre os leitores temas que já vinham em alta em semanas anteriores. É o caso, por exemplo, da mineração na nuvem, da moeda XRP e do baixo desempenho do real.

Veja os pontos altos dos últimos dias no mercado e nos negócios relacionados a criptomoedas.

OKEx suspende saques e causa impacto no Bitcoin

O principal fato da semana ocorreu apenas na sexta-feira. Logo na madrugada, a exchange OKEx anunciou a suspensão imediata de todos os saques na plataforma. A notícia caiu como uma bomba no mercado, que logo reagiu e recuou quase 3% no preço do Bitcoin. Por trás do problema estaria a suposta prisão do fundador da corretora

, Star Xu. No entanto, ainda pairam muitas dúvidas no ar em meio a acusações de transferência suspeita de fundos.

Ripple volta a ganhar destaque com empréstimo de XRP

A Ripple voltou a chamar a atenção pela nova oferta de empréstimo de XRP. A empresa irá oferecer crédito na criptomoeda para que fintechs. A ideia é permitir que pequenas startups possam operar no modelo da TransferWise de forma mais barata. A solução promete ser simples e pode chegar ao Brasil.

Melhores carteiras de Bitcoin

Uma lista com as melhores carteiras de Bitcoin foi outro assunto em alta da semana. O material traz uma relação com diferentes opções para celular, navegador e computador. Além disso, oferece alternativas em papel e as chamadas hardware wallets. Qual será a mais vantajosa

Advertisement
Continue reading below
?

Mineração na nuvem – outra vez

A mineração em nuvem é mais uma vez um dos assuntos mais lidos da semana. Essa modalidade de minerar chama atenção principalmente porque permite a qualquer um participar, mesmo sem equipamento potente. No entanto, esse meio é recheado de empresas fraudulentas, por isso é necessário pesquisar. Algumas exchanges confiáveis como a Stormgain, por exemplo, oferecem esse serviço.

Reprodução/Agência Brasil

Real decepciona outra vez

O real passa por mais um momento de fraqueza, algo que já se tornou rotineiro em 2020. Nessa semana, a moeda brasileira sofreu e viu desvalorização perante o dólar. O que chamou atenção foi que o movimento ocorreu mesmo com a moeda americana perdendo força no resto do mundo.

O dólar ficou mais barato até em outros emergentes, como o peso mexicano. A nova perda ocorre após o real registrar quase 40% de perdas, a pior entre as principais moedas do mundo, atrás inclusive do peso argentino.