China Aprova 224 Novos Projetos de Blockchain de Marcas Renomadas

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • A China acaba de aprovar outros 224 projetos de blockchain.

  • Algumas entidades corporativas importantes da China estão envolvidas, como Alibaba e China Mobile.

  • Uma grande parte dos projetos aprovados são relacionados à tecnologia financeira e quase 40% são baseados em Pequim.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

De acordo com um novo anúncio, o estado chinês aprovou outros 224 projetos relacionados a blockchain.



Os projetos de blockchain na China precisam ser aprovados para serem adicionados a um registro. O estado vem intensificando essas aprovações e agora anunciou que está permitindo que outros 224 projetos prossigam.



Novo Lote de Projetos de Blockchain Aprovado na China

O estado chinês aprovou 224 projetos de blockchain que em breve entrarão em produção. A aprovação é o terceiro lote a ser aprovado pelos censores estaduais.

Alice Crypto (@AliceolaCrypto) twittou sobre o anúncio com uma captura de tela da aprovação oficial. Quase 40% dos pedidos aprovados eram de Pequim. A maior categoria foi ‘fintech’, responsável por 53 projetos aprovados.

Muitos dos projetos aprovados eram de grandes marcas na China. Por exemplo, o Walmart China teve seu conceito de blockchain aprovado para rastreamento de segurança de alimentos. Baidu, JD, Alibaba, Suning, China Mobile, China Merchants Bank e outros também foram mencionados na lista aprovada. O China Merchants Bank, por exemplo, obteve cinco aprovações para serviços financeiros.

Ao todo, o ecossistema de blockchain na China está crescendo, e o estado parece interessado em manter o ritmo. Provavelmente veremos vários protótipos sendo lançados na China até o final do ano.

China Aposta Muito no Blockchain Após o Susto do COVID-19

A China está apostando que a inovação tecnológica a impulsionará para a frente agora que ela tem a pandemia do COVID-19 sob controle (ou é o que afirma). No mês passado, o estado voltou a se concentrar na tecnologia blockchain. O objetivo final é criar uma ‘blockchain soberano’ para o país e faça a transição do yuan para um livro-razão blockchain.

Os desenvolvimentos estão aumentando rapidamente. Como o BeInCrypto relatou, o estado formou um Comitê Nacional de Blockchain com gigantes como Huawei e Tencent. Este grupo ajudará a determinar padrões para a indústria no país. Os esforços para implementar a tecnologia blockchain já estão em andamento no país também. Sua moeda digital do Banco Central (CBDC) em breve será testada em quatro cidades diferentes, com corporações globais como Starbucks e McDonald’s.

No total, esses desenvolvimentos levaram alguns do setor a pensar: será que a ‘Narrativa de blockchain da China’ lidera o mercado em 2020? A partir de agora, é muito cedo para dizer. No entanto, se os Estados Unidos continuarem atolados pelas questões do COVID-19 pelo resto do ano, a China poderá roubar os holofotes por um momento.

Para manter-se informado, tendo a sua disposição conteúdo constante e de qualidade, não deixe de acompanhar nosso site. Aproveite e faça parte da nossa página de criptomoedas no Twitter.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Criado nos EUA, Lucian se formou em História Econômica. Jornalista freelancer, ele é especialista em escrever sobre o espaço de criptomoedas e a 'quarta revolução industrial' digital em que nos encontramos.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá