China já tem ‘cidade cripto’ com 140 serviços em blockchain, incluindo CNH e certidão de óbito

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Moradores da cidade já podem obter qualquer documento em blockchain

  • Rede criptografada também é utilizada para open banking chinês

  • Serviços estão incluídos vão de identidade e CNH até certidões e documentos comerciais

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Pequim vem avançado um conjunto de projetos governamentais para se tornar a principal cidade do mundo com tecnologia cripto. Na última quinta-feira (16), a capital da China anunciou que o número de serviços em rede blockchain já chega à casa dos 140.



Entre as ofertas estão a emissão dos principais documentos do cidadão. A identidade e a carteira de motorista, por exemplo, já são gravadas em blockchain. O mesmo vale para certidões, como de casamento ou de óbito.

O uso da tecnologia como substituta dos cartórios não é novo e já existe até no Brasil. No entanto, a cidade chinesa se destaca pela implementação rápida da inovação em vários níveis de serviços governamentais.



Além disso, diversas empresas também têm seus documentos na rede criptografada. Permissões portuárias, dados de logística e impostos, entre outros documentos comerciais já são todos gravados em blockchain.

A blockchain também funciona para viabilizar a versão chinesa de open banking. Segundo as autoridades de Pequim, manter os documentos na rede pode, por exemplo, agilizar a abertura de contas.

Em vez de ter que enviar pilhas de papel para agências, basta autorizar o compartilhamento dos dados com o banco em um clique usando uma chave privada.

Do mesmo modo, pequenas e médias empresas podem usar a tecnologia para obter créditos melhores junto a instituições financeiras.

O governo de Pequim estima que a adoção de blockchain tenha gerado, até o momento, economia de cerca de 40% aos cofres públicos.

Participe da nossa Comunidade de Trading no Telegram para acessar sinais exclusivos de negociação, conteúdo educacional, discussões e análises de projetos!

Blockchain no Brasil

O uso de blockchain ainda engatinha no Brasil. A tecnologia já começou a ser implementada, por exemplo, para o e-CPF. Mas, a transição ainda não foi completada.

Por outro lado, o governo descartou o uso da rede descentralizada para transações financeiras. Embora fosse inicialmente esperado, o PIX irá usar uma rede mais tradicional, gerida pelo Banco Central. O sistema de pagamentos instantâneos já está em testes e estreia em novembro de 2020.

Acesse: BeInCrypto Trading Group Brasil

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Desde 2013, colaboro regularmente com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das criptomoedas principalmente na cobertura de ataques cibernéticos e golpes no Brasil. Atualmente, faço mestrado em Comunicação Científica na Universidade de Granada, na Espanha. Escrevo para o BeInCrypto desde abril de 2020.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá